NOTICIA DESTACADA

Venda de ingressos ao Público Geral para a Final da CONMEBOL Libertadores 2022
Venda de ingressos ao Público Geral para a Final da CONMEBOL Libertadores 2022
Independiente del Valle sagra-se bicampeão da CONMEBOL Sudamericana
Independiente del Valle sagra-se bicampeão da CONMEBOL Sudamericana
A 50 dias do Mundial: Equador quer fazer história
A 50 dias do Mundial: Equador quer fazer história

CONMEBOL e UEFA afiançam cooperação após primeira Final Sub-20 Intercontinental

  • Jovens promissores da América do Sul e Europa jogaram na primeira Final intercontinental Sub-20, resultado da estreita cooperação entre a CONMEBOL e a UEFA para impulsionar o futebol em todas as suas categorias.

Essa aliança entre a CONMEBOL e a UEFA provou mais uma vez seu valor na primeira Final intercontinental Sub-20, disputada no domingo, 21 de agosto, no mítico Estádio Centenário, em Montevidéu, Uruguai, diante de um histórico público.

Benfica derrotou o Peñarol por 1 a 0 em uma partida disputada com 40.579 pessoas nas arquibancadas, a maioria torcedores do time da casa.

No futebol nem sempre ganha o que merece”, disse o capitão do Peñarol Sub20 Mathías de Ritis à uma rede televisiva (AUFTV) logo após o final do jogo. “O resultado nos dói muito, mas o saldo é positivo porque em muitos minutos do jogo fomos superiores”, acrescentou.

De Ritis destacou o apoio do público local. Os torcedores encheram o estádio em um evento sem precedentes para uma final intercontinental em nível juvenil. E o comportamento foi exemplar, assim como a organização.

Jogadores do Peñarol e do Benfica. Entrada para o mítico Estádio Centenário em Montevidéu, Uruguai (CONMEBOL)

Luis Semedo aproveitou uma das poucas oportunidades que o time português teve aos 69 minutos e marcou o único gol da partida.

As jovens promessas, futuro do futebol, respectivamente campeões da CONMEBOL Libertadores Sub-20 e da UEFA Youth League tiveram a oportunidade de se mostrar em campo diante de arquibancadas lotadas como nunca antes em suas partidas.

Além disso, participaram de workshops sobre Regras do Jogo, Educação Financeira e Fair Play e tiveram a oportunidade de estreitar laços de amizade entre colegas e companheiros.

Houve também reuniões entre os diretores técnicos das equipes para trocar opiniões sobre aprendizagem, troca de metodologias e experiências em treinamentos.

De mãos dadas com o futuro

A reunião de jovens sul-americanos e europeus é apenas uma parte da expansão da cooperação entre a CONMEBOL e a UEFA, confirmada em abril passado em Londres com a abertura de uma oficina de Representação Conjunta.

A colaboração diz respeito a um acordo estratégico assinado pelo presidente da CONMEBOL, Alejandro Dominguez, e pelo presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, em 12 de fevereiro de 2020. O acordo foi ampliado em 15 de dezembro de 2021.

Na reunião em Londres, os presidentes destacaram a importância da iniciativa para a promoção do futebol e seus valores positivos.

Domínguez destacou o carácter histórico e afirmou que “CONMEBOL e UEFA resolveram levar sua cooperação a um nível estratégico mais alto. Somos os dois continentes com maior tradição e peso no esporte mais popular do planeta, e enquanto somos rivais leais em campo, estamos unidos no entendimento de que o futebol é uma força poderosa para construir sociedades mais inclusivas, pacíficas e pluralistas.”

Čeferin acrescentou que “construir uma relação frutífera e duradoura como a nossa foi fácil, pois compartilhamos o mesmo amor e paixão pelo futebol. Esta oficina compartilhada é o próximo passo simbólico na direção certa para a UEFA e a CONMEBOL. Isso nos ajudará a trabalhar juntas para desenvolver o futebol em nossas confederações e além.”

O acordo contempla a realização de eventos em diferentes categorias e modalidades do futebol. Busca cooperação principalmente no futebol feminino, futsal, categorias de base, intercâmbio de árbitros e programas de treinamento técnico.

Com este acordo, a CONMEBOL e UEFA expressaram seu compromisso com o desenvolvimento do futebol além de suas áreas geográficas, e também como uma ponte que liga pessoas, países, continentes e culturas.

Nesse contexto, o Sub-20 Intercontinental foi uma oportunidade para a nova geração de jogadores mostrarem seu talento para se tornarem sucessores do futebol internacional.

Ficou decidido que a primeira edição seria realizada no Uruguai porque a iniciativa partiu do Peñarol e da CONMEBOL. A próxima será na Europa e assim por diante.

Em relação a outras categorias, o primeiro resultado concreto dessa cooperação foi a realização, em junho passado, do chamado “Finalíssima”, que reviveu a final intercontinental entre os principais campeões da CONMEBOL Copa América e da Eurocopa. Argentina derrotou por 3-0 a Itália em Wembley, Londres.

Um jogo histórico

Apesar de ser uma final sub-20, era impossível ignorar as raízes históricas do duelo entre Peñarol e Benfica. No nível adulto, foram equipes pioneiras na Copa Intercontinental, o duelo entre o campeão da CONMEBOL Libertadores e a Copa dos Campeões da UEFA (atual Liga dos Campeões) que foi disputado até 2004, quando se tornou o Mundial de Clubes da FIFA.

A equipe do Benfica de Portugal com o cetro da Intercontinental Sub-20 (CONMEBOL)

Peñarol e Benfica se enfrentaram em 1961 em sua segunda edição, com os português vencendo por 1 a 0 na primeira partida no Estádio da Luz, em Lisboa, e 5 a 0 dos uruguaios na segunda partida no Estádio Centenário, em Montevidéu.

O regulamento da época não levou em conta a diferença de gols e uma terceira partida foi necessária para definir quem seria o campeão.

Após várias negociações, o Benfica aceitou que a terceira final fosse em Montevidéu novamente, com a condição de que eles permitissem mudar a lista de jogadores convocados e adicionar um atacante de Moçambique com 19 anos de idade. Ninguém menos que o lendário Eusébio.

O jovem chegou ao Uruguai de manhã no dia da terceira final, quando fez sua estreia internacional pelas ‘águias’ portuguesas e até marcou o gol do empate parcial. Mas o Peñarol finalmente venceu por 2-1.

O jovem chegou ao Uruguai de manhã no dia da terceira final, quando fez sua estreia internacional pelas ‘águias’ portuguesas e até marcou o gol do empate parcial. Mas o Peñarol finalmente venceu por 2-1.

No domingo, no mesmo estádio, declarado Monumento Mundial do Futebol pela Fifa e recentemente reformado com fundos fornecidos pela CONMEBOL, as jovens promessas realizaram seu sonho de imitar lendários jogadores.

CONMEBOL.com / AFP

Últimas Noticias