NOTICIA DESTACADA

Argentina bate México com gols de Messi e Fernández
Argentina bate México com gols de Messi e Fernández
Com o sonho na mira, Argentina busca recuperação no jogo contra o México
Com o sonho na mira, Argentina busca recuperação no jogo contra o México
Valencia aproxima Equador das Oitavas de Final
Valencia aproxima Equador das Oitavas de Final

Eliminatórias Rússia 2018: Argentina vence Chile por 2-1 em estreia de Messi

Argentina, de visita, derrotou Chile por 2-1 no jogo pela quinta jornada classificatória ao Mundial da Rússia-2018 disputado em Santiago, que marcou a abertura com derrota da era do treinador Juan Antonio Pizzi na Roja e a estreia de Messi na presente eliminatória.

Argentina, com a estreia de Lionel Messi no pré-mundial para a Rússia-2018, vingou a derrota dos pênaltis sofridos no mesmo campo na final da Copa América-2015, com gols de Angel Di Maria (19) e Gabriel Mercado ( 24) deu a volta numa partida que começou perdendo com um gol de Felipe Gutierrez aos 11 minutos.

O campeão da América começou com pé direito e gol de Gutierrez fez vibrar a torcida local com uma estreia gloriosa do hispano-argentino Pizzi, sucessor do compatriota argentino Jorge Sampaoli, mas o poder ofensivo da albiceleste fez a diferença no primeiro tempo que foi descontável para uma equipe que teve um Alexis Sanchez apagado.

Com a vitória, a Argentina fica, junto com o Paraguai, com oito pontos atrás do Uruguai (9) e do líder Equador (13), enquanto o Chile fica em sexto com sete pontos.

Ficha técnica:

Árbitro: Heber Roberto Lopes. Líneas: Marcelo Carvalho e Rodrigo Figueiredo (terna de Brasil)

Gols: Chile: Felipe Gutiérrez (11); Argentina: Ángel Di María (19), Gabriel Mercado (24)

Admoestações: Chile: Felipe Gutiérrez (30), Claudio Bravo (90+3); Argentina: Sergio Romero (47), Ramiro Funes Mori (48), Ezequiel Lavezzi (86), Nicolás Otamendi (90+3)

Formações:

Chile: Claudio Bravo – Mauricio Isla, Gary Medel, Gonzalo Jara, Eugenio Mena – Marcelo Díaz (Bryan Rabello, 20, Mauricio Pinilla, 69), Felipe Gutiérrez, Matías Fernández (Francisco Silva, 6) – Fabián Orellana, Jean Beausejour e Alexis Sánchez. DT: Juan Antonio Pizzi.

Argentina: Sergio Romero – Gabriel Mercado, Nicolás Otamendi, Ramiro Funes Mori, Marcos Rojo – Lucas Biglia, Matías Kranevitter, Ever Banega (Augusto Fernández, 73) – Lionel Messi, Ángel Di María (Ezequiel Lavezzi, 80), Sergio Agüero (Gonzálo Higuaín, 66). DT: Gerardo Martino.

 

AFP

Últimas Noticias