NOTICIA DESTACADA

Richarlison brilha e Brasil começa com pé direito
Richarlison brilha e Brasil começa com pé direito
Argentina inicia seu sonho mundialista
Argentina inicia seu sonho mundialista
Alejandro Domínguez: “Aqui mostramos a essência e as raízes do melhor futebol do mundo”.
Alejandro Domínguez: “Aqui mostramos a essência e as raízes do melhor futebol do mundo”.

Equador empata com Brasil e se mantém firme na zona de classificação

Equador empatou 1-1 com o Brasil, já classificado, nesta quinta-feira em Quito, na décima quinta jornada das Eliminatórias Sul-Americanas para Qatar-2022, e se mantém firme em seu caminho rumo ao Mundial.

Na altura da capital equatoriana, a 2.850 metros, a seleção Canarinho começou na frente com o gol do capitão Casemiro que, aos 6 minutos, terminou empurrando a bola após um grande duelo na beira do gol tricolor por um mal desvio do goleiro Alexander Domínguez, por um saque de lateral de Coutinho.

Brasil foi veloz, pois a Tricolor tinha maior posse de bola até esse momento. A partida continuou em curso, embora o encontro se tornou acirrado e com expulsões em cada equipe: o goleiro equatoriano Dominguez e o lateral brasileiro Emerson.

Equador, no segundo tempo, foi um vendaval em busca do empate, que chegou aos 75 minutos através de um cabeçaço de Félix Torres, que definiu um escanteio executado por Gonzalo Plata.

O empate contra a equipe invicta e líder serve para a Tricolor continuar somando pontos, que se aproxima cada vez mais de seu sonho mundialista. Brasil continua sem ser vencido nestas Eliminatórias e já se prepara para sua participação no Qatar.

– Números do jogo –

  • Equador perdeu só 1 de seus 6 jogos como local contra o Brasil na história das Eliminatórias Sul-Americanas (2V 3E 1D). A ‘Tri’ é a equipe com menos derrotas em casa contra os brasileiros no torneio, junto com a Argentina (2V 2E 1D).
  • Equador não perdeu em seus últimos 4 jogos nas Eliminatórias Sul-Americanas (2V 2E). É sua maior racha invicta no torneio desde março de 2016, quando chegou a 5 partidas consecutivas sem perder (4V 1E).
  • Brasil alcançou seu 31º jogo invicto nas Eliminatórias Sul-Americanas (23V 8E), igualando a maior racha invicta de uma equipe no torneio, também dos brasileiros, entre 1954 e 1993 (24V 7E).
  • Félix Torres foi o primeiro jogador do Equador em anotar um gol contra o Brasil nas Eliminatórias Sul-Americanas desde março de 2009. O último jogador da ‘Tri’ que marcou contra os brasileiros tinha sido Christian Noboa, em um empate 1-1 como local nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.
  • Philippe Coutinho disputou uma partida com a seleção do Brasil após 471 dias (4-2 x Peru em outubro de 2020). É seu maior intervalo entre dois jogos com Brasil desde que Tite é o treinador e foi a primeira vez que o atual treinador brasileiro substituiu o jogador no primeiro tempo.

CONMEBOL.com / OPTA

Últimas Noticias