Página inicio CONMEBOL

NOTICIA DESTACADA

[smartslider3 slider="7"]
Museo Conmebol
Cree en Grande
Pesquisar
Close this search box.

Esforços de segurança redobrados para uma festa futebolística pacífica e sem violência

  • A segurança foi o tema central da reunião do presidente da CONMEBOL com os principais representantes do Boca Juniors, do Fluminense, da AFA e da CBF.
  • Os clubes e as federações concordaram em fazer um apelo conjunto para evitar atos de violência.
  • Em 19 de outubro, na sede da CONMEBOL, os clubes finalistas assinaram um compromisso de promover campanhas e ações contra a violência e o racismo com seus respectivos torcedores.

Sob a liderança do presidente da CONMEBOL, Alejandro Dominguez, foi realizada uma reunião com os principais representantes do Boca Juniors, do Fluminense, da Associação Argentina de Futebol e da Confederação Brasileira de Futebol. O principal assunto discutido foram as medidas de segurança para a final da CONMEBOL Libertadores, marcada para amanhã, às 17h00, no estádio do Maracanã, Rio de Janeiro.

O Presidente Dominguez, com a colaboração da equipe de segurança da CONMEBOL, delineou as medidas que foram tomadas desde que o Conselho da CONMEBOL escolheu o Rio como sede da final da Libertadores, no dia 8 de março. Também informou que a organização está em contato permanente com as autoridades municipais e estaduais.

A logística de acesso dos torcedores ao estádio, as áreas destinadas a cada clube, os planos e o perímetro ao redor do Maracanã também foram revisados. Como os dois clubes têm uma torcida enorme, é essencial tomar precauções extremas para evitar excessos e minimizar ao máximo o contato entre os torcedores.

Dominguez também lembrou o compromisso assinado pelos dirigentes dos dois clubes finalistas na reunião realizada em 19 de outubro na sede da CONMEBOL em Luque, no Paraguai. O documento afirma que tanto o Boca Juniors quanto o Fluminense se comprometeram a promover campanhas e ações com suas respectivas torcidas.

CONMEBOL.com

Últimas Noticias