NOTICIA DESTACADA

Palestra antidoping na prévia da CONMEBOL Libertadores de Futsal 2022
Palestra antidoping na prévia da CONMEBOL Libertadores de Futsal 2022
Venda local para Espectadores Argentinos da Final CONMEBOL Sudamericana 2022
Venda local para Espectadores Argentinos da Final CONMEBOL Sudamericana 2022
Buenos Aires recebe a CONMEBOL Libertadores de Futsal 2022
Buenos Aires recebe a CONMEBOL Libertadores de Futsal 2022

Formiga, vencedora dentro e fora do campo

  • Aos 44 anos de idade, a lendária meio-campista ainda joga na elite do futebol.
  • Cinco títulos da CONMEBOL Copa América e três da CONMEBOL Libertadores brilham em seu palmarés.

Uma mochila de recordes, superando obstáculos para se tornar uma lenda, Miraildes Maciel Mota, conhecida como Formiga, está fazendo 44 anos e continua firme, jogando na Liga Brasileira com o São Paulo.

A meio-campista, uma das melhores do mundo, nasceu em 1978, quando ainda era proibido as mulheres jogarem futebol no Brasil por causa de uma lei, promulgada em 1941, que considerava esse e outros esportes “incompatíveis com as condições de sua natureza”. A proibição durou até 1979.

Embora tenha encontrado resistência de sua família quando se apaixonou pela bola, Formiga se empenhou para ser jogadora de futebol e alcançar marcas inigualáveis.

“Queria ir para o campo, para jogar bola o tempo todo. Naquela época existia muito preconceito, muito. As pessoas diziam que ela seria “machona” e virar menino. Os irmãos ouviam essas coisas e batiam nela para que parasse de jogar”, lembrou a mãe, dona Celeste.

E essa garra e amor pelo esporte prevaleceram para que Formiga se tornasse uma referência para as meninas do futebol sul-americano, fazendo sua estreia na seleção brasileira em 1995, com 17 anos de idade.

Natural de Salvador de Bahia (nordeste), disputou 234 partidas para a Verde-Amarela, uma cifra que faz dela a jogadora que mais vestiu a camisa nacional, incluindo o registro dos homens.

Celebrou 37 gols e em 2021 pendurou suas chuteiras da sua seleção com uma marca de 152 vitórias, 35 empates e 47 derrotas.

– Títulos e marcos para a história –

Ganhou duas medalhas de prata, em Atenas-2004 e Pequim-2008, mas sua lenda é reforçada pelo fato de ser a única jogadora a ter participado de sete Copas do Mundo (1995, 1999, 2003, 2007, 2011, 2015 e 2019), um recorde absoluto tanto para o futebol feminino quanto para o masculino.

Vice-campeã da Copa do Mundo de 2007, Formiga continua sendo até hoje a jogadora com mais idade em disputar um Mundial feminino (41 anos, em 2019) e marcar um gol nessa competição (37 anos, em 2015).

E na América do Sul conquistou algo intangível: a CONMEBOL Libertadores em três oportunidades com o San José e cinco vezes a CONMEBOL Copa América com a Seleção Brasileira.

O legado de Formiga será eterno e é um exemplo de luta e perseverança, digno do lema Acredite Sempre.

CONMEBOL.com

Ultimas Noticias