Página inicio CONMEBOL

NOTICIA DESTACADA

Vai começar a CONMEBOL Libertadores de Futsal 2024 na capital argentina
Vai começar a CONMEBOL Libertadores de Futsal 2024 na capital argentina
Suspense no encerramento da 5ª rodada
Suspense no encerramento da 5ª rodada
10 times clasificados após penúltima rodada
10 times clasificados após penúltima rodada
Museo Conmebol
Cree en Grande

Grupo B: Venezuela e Brasil ganham de goleada



  • A Vinhotinto venceu a Bolívia por 6 a 0 em sua estreia na CONMEBOL Sub-20 Feminina 2024.

  • Brasil venceu o Chile por 5 a 1 e começou a defender seu título continental.



A venezuelana Mariana Barreto marcou três gols na goleada de 6 a 0 da Vinhotinto sobre a Bolívia e se tornou uma das artilheiras da CONMEBOL Sub-20 Feminina 2024 após a primeira rodada de jogos.

Com esta goleada, a equipe venezuelana assumiu o primeiro lugar do Grupo B, seguida pelo Brasil, que goleou o Chile por 5 a 1 e começou bem a defesa do seu título, conquistado pela Seleção Canarinho nas nove edições do torneio até agora.

Neste sábado, será realizada a segunda rodada do Grupo A, na qual o Uruguai fará sua estreia no torneio contra o líder Paraguai, que venceu o Equador por 1 a 0 na primeira rodada.

As equatorianas, que estão sediando o torneio, enfrentarão o Peru, que vem de empatar 1 a 1 com a Argentina, a equipe descansará nesta rodada.

O torneio está sendo disputado no estádio Alberto Spencer em Guayaquil, onde as seleções sul-americanas estão lutando por quatro vagas para a Copa do Mundo da categoria, que este ano será realizada na Colômbia.



– Bolivia 0-6 Venezuela – Grupo B

Com três gols de Mariana Barreto, a Venezuela goleou a Bolívia por 6 a 0 e teve um bom começo no torneio.

Barreto começou seu hat-trick com o primeiro gol da Vinhotinto aos 4′, com um chute bem colocado, e o segundo veio com um ‘chapéu’ para a goleira boliviana Vanessa Ojeda aos 13′.

Para confirmar que a esperança de gols da Venezuela no torneio está em Barreto, ela marcou o terceiro com uma finalização de cabeça aos 37′ e, no segundo tempo, não retornou, pois foi substituída por Francelis Graterol.

Com toques de primeira e corridas verticais em direção ao gol adversário, a capitã venezuelana Marianyela Jiménez marcou o quarto gol aos 42′.

O quinto gol das venezuelanas foi marcado por Floriángel Apóstol aos 53′, com uma finalização de primeira que raspou a trave direita, e o sexto foi marcado por Graterol aos 78′.

A Bolívia, dirigida por Mauricio Villarroel, enfrentará o Brasil no próximo domingo e a Venezuela, treinada pela italiana Pamela Conti, descansará na segunda rodada e voltará na próxima terça-feira contra a Colômbia.



– Números do Jogo –

  • É a primeira vez que a Venezuela marca mais de dois gols em um primeiro tempo de uma partida da CONMEBOL Sub-20 Feminina. Além disso, a vitória de hoje por 6 a 0 sobre a Bolívia é a segunda maior vitória da equipe na competição, depois da vitória por 7 a 0 sobre o Equador na fase de grupos da edição de 2020.

  • Mariana Barreto é a primeira jogadora da Venezuela a fazer um hat-trick em um único tempo de uma partida da CONMEBOL Sub-20 Feminina e a segunda a marcar três gols pela Vinotinto na competição, depois de Eyner Higuera contra o Equador na edição de 2020.

  • A Venezuela ampliou sua série invicta contra a Bolívia na CONMEBOL Sub-20 Feminina para três jogos sem derrota, com um empate e duas vitórias. Nas duas últimas vezes em que se enfrentaram na competição, a partida terminou com vitória da Vinhotinto: 5 a 0 em 2020 e 6 a 0 em 2024.

  • Mariana Ayala foi a jogadora boliviana com mais ações com a bola (67), duelos ganhos (10), recuperações (8), entradas (8) e interceptações (3) contra a Venezuela nesta tarde.

  • A Venezuela realizou 21 finalizações na partida de hoje, 12 dos quais foram chutes a gol. Isso é um a mais do que o total de finalizações da Bolívia nesta tarde (11). Além disso, a Vinotinto triplicou a expectativa de gols dos adversários nesta partida (2,35 xG para 0,77xG).



– Brasil 5-1 Chile – Grupo B

O Brasil, atual campeão, começou esta sexta-feira com uma goleada de 5 a 1 sobre o Chile.

As chilenas conseguiram resistir a pressão das brasileiras no primeiro tempo, que terminou empatado em um gol, mas no segundo tempo a Verde-Amarela foi a única protagonista.

Natália Vendito aproveitou um erro na saída de bola para abrir o placar aos 30 minutos.

A equipe chilena empatou nos momentos finais do primeiro tempo com o melhor gol da partida, um chutaço de Nicole Carter de fora da área que passou pela adiantada goleira brasileira Mariana Ribeiro aos 48′.

No segundo tempo, o Brasil aproveitou as jogadas de bola parada para marcar três gols, dois deles em escanteios finalizados por Maria Eduardo Cordeiro aos 53′ e Ana Carolina Chaves, em um gol contra aos 87′.

Os outros dois gols foram marcados por Gisele Silva, aos 80′, de bola parada, e por Ana Flávia Ferreira, aos 68′, com um chute cruzado preciso.

A Seleção Canarinho enfrentará a Bolívia no próximo domingo, pela segunda rodada do Grupo B, enquanto o Chile jogará contra a Colômbia.



– Números do Jogo –

  • O Brasil ampliou sua sequência de vitórias contra o Chile na CONMEBOL Sudamericana Sub-20 Feminina, vencendo todas as oito partidas contra a ‘Roja’ na competição. Esta é a segunda vez que faz mais de três gols no torneio contra esse adversário; o único registro anterior foi em 2006, quando venceu por 8 a 1.

  • O Brasil não marcava tantos gols em sua partida de abertura em uma edição da CONMEBOL Sub-30 Feminina desde 2008, quando estreou com uma vitória de 6 a 0 sobre a Bolívia, sendo o país anfitrião da competição.

  • Nicole Carter, autora do gol de empate do Chile contra o Brasil, liderou sua equipe em passes corretos (18) e duelos aéreos vencidos (4). Ela também foi uma das duas jogadoras da ‘Roja a dar assistência para finalização de uma colega de equipe nesta noite, junto com Karen Fuentes (um passe para finalização cada uma).

  • Foram necessárias quatro edições da CONMEBOL Sub-20 Feminina para que o Brasil sofresse um gol na Fase de Grupos da competição: o Chile se tornou a primeira seleção nesta fase desde o Paraguai na edição de 2015 (2-2).

  • Pelo menos 8 das 11 jogadoras brasileiras que começaram como titulares contra o Chile realizaram uma finalização nesta noite. Dos 18 disparos da Verde-Amarela contra a ‘Roja’, 7 foram de Ana Flávia, responsável por 39% das finalizações de sua equipe na partida de hoje.




CONMEBOL.com / EFE / OPTA

ÚLTIMAS NOTICIAS