NOTICIA DESTACADA

CONMEBOL realiza Reunião Anual 2022 de Comissão Médica
CONMEBOL realiza Reunião Anual 2022 de Comissão Médica
A Glória é Delas: CONMEBOL lança documentário sobre o Corinthians, tricampeão da Libertadores Feminina
A Glória é Delas: CONMEBOL lança documentário sobre o Corinthians, tricampeão da Libertadores Feminina
Venda de ingressos ao Público Geral para a Final da CONMEBOL Libertadores 2022
Venda de ingressos ao Público Geral para a Final da CONMEBOL Libertadores 2022

Histórica convocatória de árbitras sul-americanas ao Mundial de Clubes

arbitras
  • É a primeira vez na história que a FIFA decide incluir um trio feminino
  • No total foram convocados oito árbitros sul-americanos

A árbitra brasileira Edina Alves Batista junto com as assistentes Neusa Back, também brasileira e a argentina Mariana de Almeida hoje enchem de orgulho toda a arbitragem sul-americana por terem sido selecionadas pela Comissão de Árbitros da FIFA para dirigir os encontros do próximo Mundial de clubes.

É a primeira vez na história que a FIFA decide incluir um trio feminino na lista e, além disso, as pioneiras são sul-americanas.

Os responsáveis da arbitragem da FIFA optaram por incluir um trio feminino liderado por Alves, com ampla experiência internacional em torneios mundiais femininos (entre eles França 2019, onde arbitrou a semifinal EUA-Inglaterra). Mariana de Almeida também vem de fazer história já que no mês de setembro passou a ser a primeira juíza de linha em oficiar em um jogo da CONMEBOL Libertadores masculina, no jogo entre Racing e Nacional de Montevidéu pela Fase de Grupos, enquanto Neusa Back também foi assistente do jogo entre Peñarol e Vélez pela CONMEBOL Sul-Americana em 2020.

Há quatro meses, Edina expressou que seu grande sonho era “dirigir um jogo em uma competição absoluta masculina” e esse sonho será realidade daqui algumas semanas.

Este trio continua o rumo traçado no Mundial Sub-17 da Índia 2017, onde a suíça Esther Staubli dirigiu um encontro, seguido pela uruguaia Claudia Umpiérrez, que arbitrou em dois no Mundial Sub-17 Brasil 2019.

Também foi escolhido o uruguaio Leodan González entre os juízes principais, enquanto entre os árbitros assistentes estão os uruguaios Nicolás Tarán e Richard Trinidad, por outro lado entre os encarregados do VAR estão o chileno Julio Bascuñán e o colombiano Nicolás Gallo.

“Com a inclusão das árbitras pela primeira vez em um Mundial de Clubes sentimos orgulho. As mulheres conquistando espaços simplesmente pela sua capacidade no campo. Isto é também um indicador que a arbitragem da CONMEBOL está na vanguarda do futebol mundial”, expressou Wilson Seneme, presidente da Comissão de Arbitragem da CONMEBOL.

O sorteio dos jogos do Mundial será terça-feira,19, a partir das 16.00 CET (15.00 GMT). Como é tradicional, conheceremos as eliminatórias das quartas, de onde sairão os rivais do ganhador da CONMEBOL Libertadores, ainda por definir, e do Bayern de Munique, vencedor da Liga de Campeões.
 

 

CONMEBOL.com

Últimas Noticias