NOTICIA DESTACADA

“Diego imortal”, o grito da CONMEBOL Tree Of Dreams dois anos após sua partida
“Diego imortal”, o grito da CONMEBOL Tree Of Dreams dois anos após sua partida
Equador encara Holanda no Mundial do Catar 2022
Equador encara Holanda no Mundial do Catar 2022
Richarlison brilha e Brasil começa com pé direito
Richarlison brilha e Brasil começa com pé direito

Jornalista argentino se retrata e pede desculpas

-Em um documento assinado, Julio Chiappetta afirmou que a informação transmitida em 2018 de que Alejandro Domínguez estava prestes a ser chamado para testemunhar pela Procuradoria dos EUA não havia sido “contrastada nem verificada, de acordo com as boas práticas jornalísticas”.

O jornalista argentino Julio Chiappetta assinou uma retratação formal e um pedido de desculpas dirigido “ao público e ao senhor Alejandro Domínguez e família”, em referência a um tweet de 2018 e declarações feitas à mídia paraguaia. Chiappetta tinha assegurado que o sistema de justiça dos EUA estava na trilha do presidente da CONMEBOL, que supostamente seria chamado para declarar em apenas mais algumas horas. Rapidamente ficou claro que as informações divulgadas por Chiappetta – e replicadas descuidadamente por vários veículos de comunicação paraguaios – eram completamente falsas.

Em sua retratação, Chiappetta reconhece que ter divulgado as informações sem ser verificado e sem qualquer apoio constitui “um grave erro profissional”. O jornalista, que foi processado por Domínguez por difamação e calúnia, também declarou que percebeu em vários jornalistas paraguaios com os quais conversou uma “tendência a dirigir a entrevista” com o propósito de envolver o presidente da CONMEBOL em ações pelos quais um ex-dirigente tinha sido condenado.

Com a retratação e o pedido de desculpas, Domínguez considerou o desacordo resolvido e instruiu seus advogados a tomar as medidas necessárias para desistir da causa aberta contra Chiappetta.

Últimas Noticias