NOTICIA DESTACADA

Com o sonho na mira, Argentina busca recuperação no jogo contra o México
Com o sonho na mira, Argentina busca recuperação no jogo contra o México
Valencia aproxima Equador das Oitavas de Final
Valencia aproxima Equador das Oitavas de Final
“Diego imortal”, o grito da CONMEBOL Tree Of Dreams dois anos após sua partida
“Diego imortal”, o grito da CONMEBOL Tree Of Dreams dois anos após sua partida

Kennet Zseremeta: “Obrigado à CONMEBOL pelo apoio ao futebol feminino”

Emocionado, feliz e orgulhoso são as três palavras que descrevem Kennet Zseremeta, diretor técnico da seleção vinhotinto, um homem que conquistou o coração de todo um país…

Emocionado, feliz e orgulhoso são as três palavras que descrevem Kennet Zseremeta, diretor técnico da seleção vinhotinto, ao terminar a partida que deu o campeonato ao conjunto dirigido por ele.

"Graças à CONMEBOL por apoiar o futebol feminino, graças ao Departamento de Desenvolvimento e do Departamento de Competições em acreditar e apostar que este torneio foi um sucesso", foram suas palavras ao começar a conversa que "o professor" teve com a CONMEBOL.com. "Graças a América do Sul, hoje este estrangeiro é grato a este país", continuou.

Zseremeta, nascido no Panamá, chegou à Federação de Futebol da Venezuela há oito anos e com trabalho duro e  muito esforço deu um giro no futebol feminino da Venezuela, posicionando-o como uma das equipes mais fortes e mais competitivas. Tanto assim que já classificou três gerações para uma Copa do Mundo da FIFA Sub-17 em 2010 realizada em Trinidad e Tobago, a Sub-17 em 2014, realizada na Costa Rica, onde chegou à quarta posição e duas de suas jogadoras (Deyna Castellanos e Gabriela Garcia) foram artilheiras da competição, e a presente classificação à Copa do Mundo da Jordânia a ser disputada este ano. Além disso, deve ser mencionado que o panamenho conquistou medalhas de prata nos Jogos Olímpicos da Juventude, Nanjing 2014, quando a Venezuela chegou à final, em que caiu ante a China. "Temos que continuar a trabalhar para ir longe. Hoje o futebol feminino tem crescido na região e isto fica para a história ".

Kennet se despede, mas não antes de avisar "Com todo o respeito que merecem as grandes equipes da Ásia e da CONCACAF, nós também queremos uma Copa do Mundo."

 

 

 

 

Barquisimeto/CONMEBOL.com

Últimas Noticias