NOTICIA DESTACADA

CONMEBOL organiza workshop com patrocinadores em Córdoba
CONMEBOL organiza workshop com patrocinadores em Córdoba
Mudança de horário nas Semifinais: Independiente del Valle x Melgar
Mudança de horário nas Semifinais: Independiente del Valle x Melgar
Colômbia e Brasil partem às quartas de final do Mundial Feminino Sub-20
Colômbia e Brasil partem às quartas de final do Mundial Feminino Sub-20

Presidente promove prêmios históricos para as ganhadoras da CONMEBOL Copa América Feminina 2022

  • Em uma aposta no desenvolvimento do futebol feminino sul-americano, o presidente da CONMEBOL, Alejandro Domínguez, anunciou a entrega histórica de US$ 1.500.000 ao vencedor da CONMEBOL Copa América Feminina 2022.
  • Desta forma, o Presidente Domínguez cumpre sua tarefa de empoderar o futebol feminino, aumentando a competitividade e a profissionalização.

A seleção que levantar o troféu de campeã da CONMEBOL Copa América Feminina 2022 receberá USD 1.500.000 e a segunda colocada receberá USD 500.000, anunciou nesta quinta-feira o presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol, Alejandro Domínguez, antes do sorteio de grupos do torneio.

Pela primeira vez, será realizada a entrega de um prêmio financeiro na CONMEBOL Copa América Feminina e é adicionado à mesma quantia que as vencedoras da CONMEBOL Libertadores Feminina 2022 ganharão.

Como se isso não fosse suficiente, além dos prêmios em dinheiro, a competitividade aumentará no torneio de seleções femininas mais importante do continente, que passará a ser disputado a cada dois anos, a partir desta edição.

“A fim de potenciar e dar maior competitividade a este grande torneio, gostaria de anunciar a grande notícia de que pela primeira vez na CONMEBOL Copa América Feminina concederemos USD 1.500.000 para a seleção que erguer o belo troféu e USD 500.000 para a equipe que alcançar o vice-campeonato”, destacou o Presidente Domínguez.

Para o presidente, isto representa um progresso e traça um caminho para o novo futuro do futebol feminino continental. Significa o início de um dos pilares mais importantes da CONMEBOL como uma instituição líder: Fazer Justiça.

“Queremos que nossa competitividade no futebol feminino seja ainda melhor do que a obtida no futebol masculino, mas para isso não é suficiente somente uma CONMEBOL Copa América, senão que devemos elevar o perfil de cada competição do futebol feminino em nosso continente”, enfatizou.

As cidades colombianas de Cali, Bucaramanga e Armênia são as sedes da nona edição da competição continental mais importante a nível de seleções, que será disputada de 8 a 30 de julho.

CONMEBOL.com

Ultimas Noticias