NOTÍCIA DESTACADA

Confira os duelos e antecedentes da 6ª jornada da Fase de Grupos da CONMEBOL Sudamericana
Confira os duelos e antecedentes da 6ª jornada da Fase de Grupos da CONMEBOL Sudamericana
Jogos e históricos da última rodada da Fase de Grupos
Jogos e históricos da última rodada da Fase de Grupos
Chile e Venezuela celebram vitória na terceira rodada
Chile e Venezuela celebram vitória na terceira rodada

Albiceleste rumo à fase final e Equador eliminado

argentina_-_chile-1

A Argentina caminhou nesta sexta-feira em direção à fase final do CONMEBOL Pré-Olímpico, disputado na Colômbia, ao vencer o Chile por 2 a 0 e conquistar a liderança do grupo A, em uma jornada em que o Equador perdeu as chances de competir em Tóquio-2020.

Os jovens de Fernando Batista demonstraram eficiência para roubar o topo da zona dos australes, que até agora tinham duas vitórias, contra o Equador (3-0) e a Venezuela (1-0).

A Albiceleste conquistou a vitória no vazio estádio Hernán Ramírez Villegas, em Pereira (centro-oeste), com gols de Nicolás Capaldo (7′) e do capitão Nehuén Pérez (56′).

O volante do Boca Juniors venceu o goleiro Omar Carabalí ao impactar, antes de cair no chão, com um passe de Julián Álvarez.

Enquanto o zagueiro do Famalicão, de Portugal, esticou a perna direita para derrotar Carabalí pela segunda vez no torneio, depois de um passe do matador Adolfo Gaich.

Na ausência de duas partidas, contra Equador e Venezuela, a Argentina se destacou como favorita para passar para o quadrangular final do qual sairão os dois classificados da América do Sul para Tóquio-2020.

Os australes, que são os segundos do setor, lutarão por seu futuro em 30 de janeiro contra a local Colômbia.

Mais cedo, em Pereira, a Venezuela de Amleto Bonaccorso conquistou seus três primeiros pontos do torneio ao vencer o Equador por 1 a 0.

O capitão e referente vinhotinto, Yeferson Soteldo, deu a vitória à sua seleção com um chute com o pé esquerdo aos 24 minutos, que deixou o goleiro Wellington Ramírez sem opções.

Em sua segunda partida no certame, depois de ter caído por 1 a 0 contra o Chile, os venezuelanos mostraram pouco futebol ofensivo, mas foi suficiente com sua eficácia.

Paradoxalmente, os homens de Jorge Célico, bronze na Copa do Mundo Sub-20 na Polônia em 2019, foram eliminados da competição em uma partida que controlaram e na qual o goleiro Christopher Varela se tornou uma figura.

Liderados pelo atacante Leonardo Campana, novo contratado do Wolverhampton da Inglaterra, os equatorianos tiveram várias opções, mas a pontaria ou os reflexos de Varela mantiveram o arco venezuelano invicto.

Sem pontos em três jogos e com oito gols, na ausência de um jogo, os andinos ficaram sem chances de ir a Tóquio.

-Próxima rodada-

O torneio será retomado neste sábado com os confrontos do grupo B, Bolívia x Uruguai e Paraguai x Peru, ambos na Armênia, às 18h00 e 20h30, horário local, respectivamente. O Brasil descansará. 

Os dois melhores classificados de cada zona disputarão o quadrangular final entre 3 e 9 de fevereiro, na cidade de Bucaramanga (nordeste). O primeiro e o segundo irão para a capital japonesa.

 

               

 

Ultimas Noticias