NOTICIA DESTACADA

Brasil e um passo fundamental para avançar às oitavas de final
Brasil e um passo fundamental para avançar às oitavas de final
Uruguai enfrenta Portugal na busca pela classificação
Uruguai enfrenta Portugal na busca pela classificação
Argentina bate México com gols de Messi e Fernández
Argentina bate México com gols de Messi e Fernández

América de Cali x Ferroviária: um encontro pela Glória Eterna

inn_-_lib_-_fem

América de Cali, que nas semifinais eliminou em um duelo épico o campeão Corinthians, confrontará neste domingo na final da CONMEBOL Libertadores Feminina 2020 o Ferroviária, que sai em busca do segundo título em sua terceira final nos últimos seis anos.

-O caminho do América de Cali-

O América de Cali classificou para este torneio ao ser vice-campeão da Liga Profissional Colombiana 2020, atrás do Independiente Santa Fe, que também participou da CONMEBOL Libertadores Feminina e foi eliminado nas quartas de final pelo Universidad de Chile.

As colombianas estiveram no Grupo A com o Corinthians do Brasil, que venceu o Nacional do Equador por 16-0 e o Universitário do Peru por 8-0.

América de Cali também venceu esses dois times e, tendo já se classificado, perdeu do Corinthians por 0-3 na terceira jornada.

Nas quartas de final contra o Boca Juniors, as colombianas venceram 2-1 com dois gols de Gisela Robledo, o segundo aos 89 minutos.

Nas semifinais, o América de Cali confrontou novamente o Corinthians e, no terceiro minuto dos acréscimos, quando estava 1-0, Joemar Guarecuco marcou um golaço de fora da área que permitiu as colombianas forçarem a definição por pênaltis.

Gabi Nunes e Grazielle, artilheiras do torneio com sete gols cada, falharam seus pênaltis e o América de Cali classificou pela primeira vez para a final da CONMEBOL Libertadores Feminina, eliminando as atuais campeãs que, até então, não tinham sofrido nenhum gol e com um total de 34 anotações. 

O time colombiano terminou em terceiro lugar em 2019 após perder nas semifinais para o Corinthians e vencer o Cerro Porteño do Paraguai no duelo pelo terceiro lugar.

-A trajetória do Ferroviária-

Ferroviária, campeão na Colômbia 2015 e vice-campeão no Equador 2019, classificou para este torneio ao vencer o campeonato brasileiro de 2019.

As brasileiras lutaram muito na fase de grupos (perderam do Libertad-Limpeño e empataram com Peñarol) e se classificaram na última jornada graças à vitória sobre o Universidad de Chile e ao empate entre Libertad-Limpeño e Peñarol.

Nas quartas de final, Ferroviária venceu o River Plate por 1-0 com gol de Ana Alice, que com três gols é a artilheira do time neste torneio.

Nas semifinais, eliminou o Universidad de Chile nos pênaltis após um empate sem gols no tempo regulamentar.

A grande estrela para as brasileiras é a goleira Luciana, que defendeu três pênaltis do Universidad de Chile.

 

-Prováveis formações-

América de Cali: Katerine Tapia; Tatiana Castañeda, Daniela Arias, Liseth Ocampo; Leury Basanta, Carolina Pineda, Diana Ospina, Sara Martínez, Gisela Robledo, Wendy Bonilla; e Catalina Usme. Treinador: Andrés Usme.

Ferroviária: Luciana; Monalisa, Yasmin, Ana Alice, Barrinha; Carol Tavares, Luana, Sochor, Nicoly; Lurdinha e Aline Milene. Treinadora: Lindsay.

-Dados do jogo-

Estádio: José Amalfitani da província de Buenos Aires.

Hora: 19:45 horário local (22:45 GMT).

Link do jogo: Facebook CONMEBOL Libertadores Feminina

Mais cedo, às 17:00, Corinthians e Universidad de Chile disputarão o terceiro lugar.
 

 

 

EFE/CONMEBOL.com

Últimas Noticias