NOTÍCIA DESTACADA

APF e FVF terminam nova etapa do projeto Futebol para Mulheres promovido pela UEFA e CONMEBOL
APF e FVF terminam nova etapa do projeto Futebol para Mulheres promovido pela UEFA e CONMEBOL
Enfrentamentos eletrizantes nas Oitavas da CONMEBOL Libertadores 2022
Enfrentamentos eletrizantes nas Oitavas da CONMEBOL Libertadores 2022
Disputas acirradas nas Oitavas da CONMEBOL Sudamericana
Disputas acirradas nas Oitavas da CONMEBOL Sudamericana

Argentina vence, Colômbia e Brasil empatam

000_1oo5p5

Nesta segunda-feira, Argentina se aproximou dos jogos de Tóquio-2020, ao vencer Uruguai por 3-2, na primeira rodada do quadrangular final do CONMEBOL Pré-Olímpico, no qual, o favorito Brasil, tropeçou ao empatar com a Colômbia por 1-1.

A ‘albiceleste’ (ARG) de Fernando Batista ajustou cinco vitórias consecutivas na competição ao ganhar o clássico do Rio da Prata, cujo placar não refletiu a superioridade da Argentina no gramado do estádio Alfonso López de Bucaramanga.

Argentina conquistou uma vantagem no placar de 3-0, mas a defesa falhou e os argentinos tiveram que amargar uma épica virada do Uruguai marcando dois gols. Com a vitória, Argentina fica como líder isolada com três pontos.

O volante Alexis Mac Allister voltou a brilhar e mostrar talento ao marcar uma dupla de gols aos 17′ e 54′, feito que o colocou como o maior artilheiro do campeonato com cinco gols marcados.

O famoso jogador do Brighton da Inglaterra, demonstrou sua potência na perna direita em dois arremates de fora da área que deixaram aturdido o goleiro uruguaio Ignacio de Arruabarrena.

O meio de campo Fausto Vera, no minuto 38, sentenciou a vitória argentina com violenta saraivada de chutes da zona demarcada.

Os jogadores de Gustavo Ferreyra, a base de amor próprio, e com a entrada revulsiva de Juan Ignacio Ramírez, colocaram no caminho da classificação uma das seleções favoritas para disputar os Jogos Olímpicos.

Ramírez marcou o gol do 3-1 no minuto 66′, num vacilo da zaga rival e do goleiro Facundo Cambeses. Matías Arezo, no minuto 90’+2′, encurtou a distância com uma cabeçada no ângulo direito da trave argentina.

– Empate de local –

No encerramento da rodada, Brasil perdeu a marca de invencibilidade de quatro vitórias consecutivas diante de uma aguerrida Colômbia, que contou com o impulso de sua paixão.

A atual seleção campeã olímpica começou perdendo com um gol de cabeça feito pelo jogador local Edwuin Cetre (26′) após um chute de Nicolás Benedetti, mas, pode igualar com um violento arremate cruzado de fora da área de Matheus Cunha aos 71′.

Os locais partiram pra cima, a vitória era muita recompensa para uma seleção que mal conseguia chegar ao arco rival, e que nos primeiros minutos esteve completamente submetida ao Brasil, que jogava bem mas com passes e arremates finais sem precisão. 

Jorge Carrascal voltou a liderar seus companheiros com base na visão do campo e uma habilidade individual que o coloca como um dos melhores jogadores do torneio.

Entretanto, o homem mais importante da ‘tricolor’ (COL) foi seu goleiro, Esteban Ruiz, que se mostrava um pouco inseguro nas partidas anteriores.

O goleiro do Independiente Medellín defendeu bolas difíceis, com claras chances de gol: uma do destacado Antony, pela esquerda e outra de Cunha, pela direita.

Com o empate, ambas seleções dividem a segunda colocação na tabela do quadrangular.

-Próxima rodada-

A próxima rodada será na quinta-feira no Alfonso López. Brasil enfrentará Uruguai e Argentina luta contra Colômbia. Os dois melhores classificados do quadrangular viajarão à Tóquio.

 

 

 

AFP/CONMEBOL.com

Ultimas Noticias