NOTICIA DESTACADA

A 50 dias do Mundial: Equador quer fazer história
A 50 dias do Mundial: Equador quer fazer história
50 dias para o Mundial: Brasil em busca do hexa
50 dias para o Mundial: Brasil em busca do hexa
50 dias para a Copa do Mundo: Uruguai, um gigante com garra
50 dias para a Copa do Mundo: Uruguai, um gigante com garra

Atraentes e prometedores jogos na agenda copeira

Nesta terça-feira começa outra semana que promete emoções fortes nas oitavas de final da CONMEBOL SUL-AMERICANA 2017. Cerro Porteño (PAR) x Junior (COL) disputam pela ida; e Independiente (ARG) x Atlético Tucumán (ARG) disputan seu jogo de volta.

 

Cerro Porteño espera vencer Junior em sua fortaleza

Cerro Porteño do Paraguai terá sua prova de fogo nesta terça-feira no seu caminho à instâncias decisivas da CONMEBOL SUL-AMERICANA contra Junior de Barranquilla pela ida das oitavas de final.

A equipe azulgrená será sede pela primeira vez no seu novo estádio, La Olla Monumental, apartir das 20:45 locais, com capacidade para 45.000 espectadores, um encontro de nível internacional, a menos de um mês de sua inauguração oficial.

O “Ciclón del barrio Obrero” vem de deixar no caminho ao Boston River do Uruguai. O “Tiburón” fez o própio ao deixar atrás seu compatriota, Deportivo Cali.

O DT do Cerro, Leonel Álvarez, não poderá contar com uma peça gravitante da sua equipe, o volante Víctor “Topo” Cáceres, lesionado no jogo disputado pelo Paraguai na sua derrota 1-2 ante Uruguai no dia 5 de ouctubro pelas eliminatórias para o Mundial da Rússia-2018.

Na equipe de Julio Comesaña, DT do Junior, ficou marginado Teófilo Gutiérrez por uma lesão no tornozelo, consequência também de sua participação na seleção cafeteira, que empatou na última data 1-1 com Brasil.

O atacante já arrastrava a dor desde um jogo pelo campeonato colombiano que afetou com sua presença na equipe tricolor.

O atacante paraguaio Roberto “Búfalo” Ovelar, ex do Cerro Porteño, forma parte da delegação rojiblanca que já se instalou na capital guaraní.

Sob as ordens do árbitro brasileño Ricardo Marques, acompanhado nas linhas pelos seus compatriotas Bruno Pires e Danilo Manis, as prováveis formações são as seguintes:

Estatísticas

Cerro Porteño – Junior

Registram 6 enfrentamentos internacionais oficiais. Sempre na Copa Libertadores, edições 1994, 1996 e 2000

Três vitórias do Junior, duas do Cerro Porteño e um empate

Nunca ganharam como visitantes

Cerro Porteño local

Acumula 7 sem derrotas em torneios Conmebol, desde o dia 28 de abril de 2016 ante Boca Juniors 2-1 (Cecilio Domínguez – Carlos Tevez, Nicolás Lodeiro)

Será seu jogo número 30 da Copa Sul-Americana nesta condição (15 – 6 – 8)

Leva 7 sem perder. A última queda, também foi contra Boca Juniors: 4-1 (Daniel Guiza – Jonathan Calleri, Andrés Chávez 2, Emmanuel Gigliotti) no dia 6 de novembro de 2014

Recorde positivo recebendo equipes colombianas pela Conmebol (10 – 8 – 4)

Leva 7 sem derrotas, desde o dia 7 de março de 2013 contra Santa Fe 2-1 (Jonathan Fabbro – Omar Pérez 2)

Junior visitante

Alternou os três resultados possíveis em suas mais recentes apresentações: Carabobo 1-0 e Atlético Tucumán 1-3 pela Copa Libertadores e Deportivo Cali 1-1 na Copa Sul-Americana

Não pôde ganhar nem marcar gols nas suas quatro apresentações oficiais no Paraguai (0 – 1 – 3)

Olimpia 0-1 e Cerro Porteño 0-1 (Libertadores 1994)

Cerro Porteño 0-0 (Libertadores 1996)

Cerro Porteño 0-1 (Libertadores 2000)

Árbitro – Ricardo Marques

Registra 11 encontros na Copa Sul-Americana

Um na presente edição: Caracas 1 – Cerro Porteño 2

Essa foi a única ocasião dirigida pela equipe paraguaia, enquanto que nunca fez na forma oficial com Junior.

 

Independiente busca o boleto às quartas ante um contundente Tucumán

Independiente de Avellaneda procurará reverter a desvantagem inicial (1-0) e passar às quartas de final da CONMEBOL SUL-AMERICANA 2017, quando receba na terça-feira à noite o duro Atlético Tucumán, que tentará estar entre os oito melhores do torneio continental.

O ‘Decano’ Atlético Tucumán, novato absoluto neste certame, venceu por 1-0 no jogo de ida disputado no dia 22 de agosto, e agora tentará manter a vantagem em um jogo argentino que parecer ser intenso e de desenvolvimento fechado como o primeiro jogo.

Independiente precisa vencer por margem mínima para levar a definição aos pênaltis, ou vencer por dois gols de distância.

Em tanto, para o rival alcança com um empate para ocntinuar na corrida, ou também com uma derrota por um gol, sempre que consiga anotar pelo menos um gol como visitante.

Para este duelo, Holan não poderá contar com o defesa venezuelano Fernando Amorebieta, que se lesionou no jogo contra Olimpo, e também tem em duvida o volante Martín Benítez, que sofreu um golpe no pé esquerdo.

Do outro lado, o ‘Decano’ não só lamentou a derrota contra Vélez senão que no mesmo jogo perdeu o lateral direito Guillermo Acosta.

O jogador sofreu uma lesão e ficou descartado para a revanche contra Independiente, justo em uma posição na qual o treinador Ricardo Zielinski não conta com muitas variantes.

O encontro começará na terça-feira às 21:45 locais no estádio Libertadores da América e será arbitrado pelo uruguaio Andrés Cunha, acompanhado nas laterais pelos seus compatriotas Miguel Nievas e Horacio Ferreiro.

 

Estatísticas

Independiente – Atlético Tucumán

O único duelo internacional oficial foi a vitória do Atlético Tucumán 1-0 (Luis Rodríguez) no passado dia 23 de agosto pelo jogo de ida

Independiente local

Será seu jogo número 20 como local na Copa Sul-Americana, onde tem recorde positivo (11 – 6 – 2)

As únicas derrotas foram: River Plate 4-1 (Marioni – Cavenaghi 3, Montenegro) 17.09.2003 e Santa Fe 1-0 (Balanta) 22.10.2015

Em torneios Conmebol recebeu em 38 ocasiões a outras equipes argentinos (18 – 12 – 7)

Acumula 3 sem derrotas. A racha começou tras perder com Godoy Cruz 3-1 (Parra – Rojas, Ramírez, Fredes em contra) 10.03.2011 pela Copa Libertadores

Atlético Tucumán visitante

Tem 6 encuotros em competições Conmebol (2 – 0 – 4), todos neste ano

Suas vitórias foram: El Nacional 1-0 (Zampedri) pela Copa Libertadores e Oriente Petrolero 3-2 (Freitas 2 – Rodríguez, Bianchi, Zampedri) na Copa Sul-Americana

Pela primeira vez visitará outra equipe argentina em torneios Conmebol

Árbitro – Andrés Cunha

Tem 7 jogos na Copa Sul-Americana

Este será o primeiro na atual edição

Dirigiu uma vez Independiente: Arsenal 1-0 (Sul-Americana 2015) e também em uma ocasião ao Atlético Tucumán: El Nacional 1-0 (Libertadores 2017).

 

 

 

CONMEBOL.com / AFP

Estatísticas: Eduardo Bolaños

 

Últimas Noticias