NOTICIA DESTACADA

Richarlison brilha e Brasil começa com pé direito
Richarlison brilha e Brasil começa com pé direito
Argentina inicia seu sonho mundialista
Argentina inicia seu sonho mundialista
Alejandro Domínguez: “Aqui mostramos a essência e as raízes do melhor futebol do mundo”.
Alejandro Domínguez: “Aqui mostramos a essência e as raízes do melhor futebol do mundo”.

Brasília alberga definição entre campeões da América do Sul

recopa-vuelta-750px-pt

Um Palmeiras repleto de moral pela vantagem conseguida na Argentina, confrontará nesta quarta-feira, no estádio Mané Garrincha de Brasília, o Defensa y Justicia, no duelo que decidirá o campeão da CONMEBOL Recopa 2020.

Após vencer por 2-1 em sua visita ao ‘Halcón’ no jogo de ida, o time dirigido pelo português Abel Ferreira, vigente campeão da CONMEBOL Libertadores, ficou a um passo do título, pois só precisará de um empate para adicionar o troféu nas suas vitrines.

O Defensa, que se apresenta a este encontro após vencer a CONMEBOL Sudamericana 2020, ao mesmo tempo dará tudo para ganhar por dois gols de diferença e assim evitar a definição nos pênaltis.

-Dados-

Árbitro: Leodán González do Uruguai, acompanhado pelos seus compatriotas Nicolás Tarán e Richard Trinidad.

Estádio: Estádio Mané Garrincha de Brasília.

Hora: 21:30 horário local (00:30 GMT da quinta-feira).

-Prováveis formações-

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gomez, Matías Viña; Felipe Melo, Zé Rafael (ou Gabriel Menino o Danilo), Raphael Veiga; Rony, Wesley e Luiz Adriano (ou Breno Lopes). Treinador: Abel Ferreira.

Defensa y Justicia: Ezequiel Unsain; Matías Rodríguez; Adonis Frías, Fernando Meza, Marcelo Benítez; Francisco Pizzini, Raúl Loaiza, Enzo Fernández, Carlos Rotondi; Braian Romero e Walter Bou. Treinador: Sebastián Beccacece.

-Antecedentes-

  • Desde a recriação da CONMEBOL Recopa em 2003, cinco times, além do Defensa y Justicia, perderam o jogo disputado em casa na final. Nenhuma dessas equipes conseguiu ganhar o título.
  • Nas duas finais disputadas contra times da Argentina em competições CONMEBOL, Palmeiras não ganhou o duelo de ida na Argentina e não conseguiu ser campeão (Libertadores 1968 x Estudiantes de La Plata e Libertadores 2000 x Boca Juniors).
  • Incluindo a partida de ida contra o Palmeiras, 13 dos 30 jogos do Defensa y Justicia em competições CONMEBOL foram contra times do Brasil (43,3%). A equipe argentina tem mais derrotas (6) que vitórias (4) contra brasileiros, além de três empates.
  • No duelo de ida da CONMEBOL Recopa, menos da metade dos passes acertados de cada time foram dados no campo adversário. Dos 393 passes acertados do Defensa y Justicia, só 173 foram na metade ofensiva do campo de jogo (44%). Pelo lado da equipe brasileira, foram 271 passes acertados, só 94 no campo adversário (35%).
  • No encontro de ida da CONMEBOL Recopa, Defensa y Justicia fez 17 levantamentos à área, enquanto o Palmeiras, 5. Carlos Rotondi, do clube argentino, realizou sozinho mais levantamentos à área (6) que todo o time do Palmeiras.

 

 

 

EFE/OPTA

Últimas Noticias