NOTÍCIA DESTACADA

Foi realizado o 2º Seminário para o Desenvolvimento da Nossa Própria Metodologia
Foi realizado o 2º Seminário para o Desenvolvimento da Nossa Própria Metodologia
Confira a tabela de classificação da CONMEBOL Copa América de Beach Soccer
Confira a tabela de classificação da CONMEBOL Copa América de Beach Soccer
CONMEBOL e Defensorias Públicas do Brasil e do Paraguai trabalharão em ações conjuntas para erradicar o racismo
CONMEBOL e Defensorias Públicas do Brasil e do Paraguai trabalharão em ações conjuntas para erradicar o racismo

Colômbia enfrentará Argentina e Brasil na final

colombia_-_chile-1

A anfitriã Colômbia empatou sem gols, nesta quinta-feira, com o Chile e se classificou para o quadrangular final do CONMEBOL Pré-Olímpico, no qual enfrentará a Argentina e o Brasil por dois lugares nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

Os cafeteiros de Arturo Reyes ficaram com o segundo lugar do Grupo A, no qual os albicelestes fecharam líderes após disputar a última jornada da zona, em um renhido duelo no estádio Hernán Ramírez Villegas, na cidade de Pereira (centro-oeste).

Com a igualdade, a tricolor somou sete unidades, o mesmo que o Chile, que superou por uma melhor diferença de gols: +4 contra +2.

A Colômbia sofreu mais do que a conta no duelo com os austrais, em parte devido à falta de inspiração de sua figura principal, o volante Jorge Carrascal, do River Plate argentino, artilheiro máximo do torneio com o boliviano Victor Abrego, com três gols cada.

Os chilenos, liderados pelo colombiano Bernardo Redín, assistente técnico de Reinaldo Rueda na seleção adulta, foram mais incisivos, embora com notórias dificuldades para definir.

A conexão de seu trio no meio-campo – Pablo Aránguiz, Ángelo Araos e Tomás Alarcón – serviu para virar o campo a seu favor e testar Esteban Ruiz, que fez vários rebotes desperdiçados pelos visitantes.

A Colômbia, que mostrou um desempenho irregular, avançou como a segunda em sua zona, na qual os gaúchos se classificaram desde o jornada anterior.

O Brasil fez o mesmo no Grupo B, no qual os outros quatro participantes ainda têm chances de entrar no quadrangular final, que será realizado entre os dias 3 e 9 de fevereiro em Bucaramanga (nordeste).

O primeiro e o segundo irão para Tóquio.

– Argentina 4 x 1 Venezuela –

Mais cedo, a substituição da Argentina ratificou a liderança do Grupo A após golear a Venezuela por 4-1, em Pereira, e alcançar um resultado perfeito.

A albiceleste de Fernando Batista começou perdendo, aos 27′, com uma penalidade cobrada a Panenka pelo capitão Yeferson Soteldo.

O volante do Santos brasileiro foi um pesadelo para o lateral direito Marcelo Herrera no primeiro tempo e, apesar da eliminação prematura de sua equipe, mostrou que com ele a vinhotinto tem um baluarte futebolístico garantido.

O revés venezuelano começou na parte complementar. Aos 49′, o centro Nazareno Colombo cabeceou um centro de Gastón Togni e estourou o arco de Cristopher Varela.

Vinte e cinco minutos depois, Herrera quebrou a pressão de Soteldo e colocou uma bola na área que Matías Zaracho, o único titular que jogou desde o primeiro minuto, empurrou no chão.

Depois, o extremo do Racing de Avellaneda habilitou de cabeça para que Julián Álvarez, que entrou aos 68′, marque o terceiro faltando quatro minutos do final.

O feito culminou com um tanto de Nahuel Bustos, aos 90′ + 1′, que aproveitou o rebote do goleiro após errar a cobrança do pênalti.

-Última rodada-

O segundo classificado do grupo B será definido nesta sexta-feira, 31 de janeiro, em Armênia. O Brasil confrontará o Paraguai, enquanto a Bolívia enfrentará o Peru.

 

 

 

AFP/CONMEBOL.com

Ultimas Noticias