NOTÍCIAS DESTACADA

CONMEBOL Copa América Feminina 2022: confira as estatísticas antes do início do torneio
CONMEBOL Copa América Feminina 2022: confira as estatísticas antes do início do torneio
Substituição de árbitro VAR para o jogo Unión x Nacional
Substituição de árbitro VAR para o jogo Unión x Nacional
Escalação de árbitros para as revanches das Oitavas de Final – CONMEBOL Sudamericana
Escalação de árbitros para as revanches das Oitavas de Final – CONMEBOL Sudamericana

Começa a apaixonante Fase de Grupos

3-mar

A Fase de Grupos da CONMEBOL Libertadores 2020, começa esta semana, rumo à ‘Gloria Eterna’ da Grande Final Única no Rio de Janeiro.

Nesta terça-feira, seis jogos darão início às atividades da emocionante Fase de Grupos, do torneio de clubes mais importante do continente.

 

  • Defensa y Justicia x Santos (Grupo G)
  • Internacional x Universidad Católica (Grupo E)
  • Athletico Paranaense x Peñarol (Grupo C)
  • Independiente de Medellín x Libertad (Grupo H)
  • Caracas x Boca Juniors (Grupo H)
  • América de Cali x Grêmio (Grupo E)

 

Defensa e Justicia joga um clássico com o Santos

O time argentino Defensa y Justicia se apresta para uma estreia na CONMEBOL Libertadores, recebendo nesta terça-feira, o Santos, num clássico deste campeonato que abrirá o Grupo G.

No reduto de Florencio Varela, (periferia sul de Buenos Aires), o ‘Halcón’, como se conhece a equipe verde amarela argentina, procurará impactar em sua estreia na Libertadores.

O confronto será na terça-feira, às 19h15 local (22:15h GMT), no estádio Tito Tomaghello, e será apitado pelo uruguaio Gustavo Tejera.

– Estatísticas –

  • Defensa y Justicia e Santos se enfrentarão pela primeira vez em competições CONMEBOL.
  • Defensa y Justicia disputará pela primeira vez uma CONMEBOL Libertadores; será a 23º equipe da Argentina que joga nessa categoria de campeonato.
  • Santos não venceu em nenhuma de suas últimas cinco estreias na Fase de Grupos da CONMEBOL Libertadores (3E 2D); o triunfo mais recente, em seu primeiro jogo na fase foi em 2007, quando derrotou o Deportivo Pasto por 1-0.
  • Dos 14 jogos que Defensa y Justicia disputou em competições CONMEBOL, seis deles foram contra equipes do Brasil, todos na Sul-Americana; ganhou um, empatou dois e perdeu três (os três mais recentes).
  • Santos venceu 11 das 12 vezes que disputou fase de grupos da CONMEBOL Libertadores; somente foi eliminado em 1984, quando esteve no mesmo grupo do Flamengo, Junior e América de Cali.

 

Inter x Católica, duelo de alta voltagem

O Internacional (BRA) recebe nesta terça-feira, em seu campo, Beira Rio de Porto Alegre, a equipe da Universidad Católica do Chile, com a missão de começar vencendo sua carreira no Grupo E, da CONMEBOL Libertadores. 

Menos de uma semana depois de chegar à Fase de Grupos, vencendo o Tolima (COL) por 1-0 na terceira etapa prévia, o Inter quer manter sua supremacia sobre os demais rivais.  

O jogo será às 19h15 local (22:15h GMT), desta terça-feira, no estádio Beira Rio de Porto Alegre, dirigido pelo venezuelano Ángel Arteaga, assistido nas laterais por seus compatriotas Luis Murillo e Carlos López.

– Estatísticas –

  • Internacional e Universidad Católica empataram nas duas vezes que se enfrentaram em competições CONMEBOL, na Sul-Americana de 2008: o ‘Colorado’ avançou de fase por gol de visitante, empatou em 1-1 no Chile e logo depois no Brasil por 0-0.
  • Internacional se mantem invicto nas 18 partidas disputadas como local em CONMEBOL Libertadores (14V 4E); sua melhor marca na competição.
  • Universidad Católica não venceu nenhum de seus últimos 10 jogos como visitante, em CONMEBOL Libertadores (3E 7D); sua última vitória fora de casa na competição, foi em abril de 2011, 2-1 contra o Grêmio.
  • Internacional está invicto diante equipes do Chile em CONMEBOL Libertadores (5V 1E); como local, ganhou os três confrontos que disputou.
  • Universidad Católica disputou 26 partidas, como visitante, contra equipes do Brasil, em competições CONMEBOL; ganhou somente duas, empatou sete e perdeu as 17 restantes.

 

Paranaense e Peñarol estreiam na Libertadores-2020

O Athlético Paranaense e o Peñarol uruguaio estreiam nesta terça-feira em Curitiba, na Libertadores-2020, no duelo que promete decidir a liderança do Grupo C, no qual ambos se destacam como favoritos.

Com uma equipe muito renovada, o Paranaense regressa para a competição sul-americana de clubes, depois de ter vencido a Copa do Brasil 2019, enquanto que o ‘Carbonero’, campeão da Copa cinco vezes, estreia internacional com o grande Diego Forlán no banco.

O jogo começará às 21h30 (00:30h GMT de quarta-feira), nesta terça-feira, na Arena da Baixada de Curitiba, partida dirigida pelo árbitro paraguaio Eber Aquino, assistido nas laterais por seus compatriotas Darío Gaona e Roberto Cañete.

– Estatísticas –

  • Será o primeiro duelo entre Athletico Paranaense e Peñarol na CONMEBOL Libertadores; os únicos antecedentes entre ambos são na Sul-Americana 2018, quando o ‘Furacão’ ganhou ambos os jogos: 2-0 como local e 4-1 como visitante.
  • Athletico Paranaense perdeu seus últimos quatro jogos da CONMEBOL Libertadores 2019, três ante Boca Juniors; sua melhor maior quantidade de derrotas seguidas na competição.
  • Peñarol sofreu gols em somente um de seus últimos cinco jogos em CONMEBOL Libertadores 2019 (3V 1E 1D).
  • Athletico Paranaense venceu seus dois jogos contra equipes do Uruguai em CONMEBOL Libertadores; foram partidas com o Nacional no ano 2000, quando ganhou por 3-1 como visitante e por 2-0 como local.
  • Peñarol perdeu só dois de seus últimos cinco jogos como visitante, no Brasil em CONMEBOL Libertadores (2V 1E); perdeu os seis anteriores, de 1983 a 2003.

 

DIM recebe a visita do Libertad

O Deportivo Independiente de Medellín (DIM) estreia, nesta terça-feira, como local, jogando com o líder paraguaio Libertad, pelo Grupo H da CONMEBOL Libertadores 2020.

O confronto será às 19h30 local (00:30h GMT de quarta-feira) no estádio Atanasio Girardot, da cidade colombiana de Medellín.

‘Cafeteros’ e ‘guaraníes’ compartilham o Grupo H com Boca Juniors (ARG) e Caracas (VEN), que também estrearão na capital venezuelana.

– Estatísticas –

  • Independiente Medellín e Libertad empataram nas vitórias nas duas vezes que se enfrentaram, em CONMEBOL Libertadores, foi na Fase de Grupos em 2015; ‘Gumarelo’ ganhou só um de seus nove jogos fora de casa ante equipes da Colômbia, na competição (3E 5D).
  • Independiente Medellín venceu seus dois últimos jogos, como local, na CONMEBOL Libertadores 2020; somente em uma oportunidade venceu três vezes consecutivas na competição (2003).
  • Libertad perdeu seus últimos quatro jogos na CONMEBOL Libertadores 2019, sua segunda pior sequência de derrotas na competição; perdeu cinco seguidos entre 2007 e 2008.
  • Independiente Medellín marcou, como local, seus cinco gols na CONMEBOL Libertadores 2020: Javier Reina participou em três deles, marcou dois e deu assistência a um.
  • Adrián Martínez, do Libertad, marcou seis gols na CONMEBOL Libertadores 2019, só Gabriel Barbosa (Flamengo) converteu mais gols na edição; o atacante argentino é um dos dois jogadores do ‘Gumarelo’, que bateu um ‘hat-trick’ na competição, o outro foi Juan Samudio (x Independiente Medellín, 2005).

 

Em pleno andamento do campeonato argentino, Boca enfrenta Caracas

Boca Juniors estreia nesta terça-feira na CONMEBOL Libertadores-2020 jogando com Caracas FC, em visita à Venezuela, nas vésperas da última rodada do futebol argentino, no qual a equipe de Miguel Ángel Russo está a um ponto do River Plate na briga pelo campeonato.

Os ‘Xeinezes’ jogarão no Estádio Olímpico da UCV, na abertura do Grupo H, após emendar sua quinta vitória consecutiva na Superliga argentina, goleando Colón por 4-0, na sexta-feira passada.

Caracas, atual campeão venezuelano, quer triunfar sobre o time que já venceu seis vezes o campeonato. 

O jogo começará às 20h30 local (00:30h de quarta-feira GMT), com arbitragem do uruguaio Esteban Ostojich.

– Estatísticas –

  • Caracas e Boca Juniors se enfrentarão pela primeira vez em competições CONMEBOL.
  • Caracas não perdeu seus dois jogos, como local, na CONMEBOL Libertadores 2019, ambos nas fases prévias (1V 1E); os ‘Rojos del Ávila’ ganharam somente dois de seus últimos nove confrontos em casa na Fase de Grupos da copa (1E 6D).
  • Boca Juniors nunca perdeu para uma equipe da Venezuela em CONMEBOL Libertadores: 10 vitórias e dois empates; marcou 32 gols e sofreu só seis nesses jogos.
  • Caracas perdeu cinco de seus últimos seis duelos contra times da Argentina, na CONMEBOL Libertadores; ganhou a partida restante, justamente a mais recente, como local, 2-1 no Huracán, em fevereiro de 2016.
  • Carlos Tevez, que divide a terceira posição de maior artilheiro em CONMEBOL Libertadores do Boca Juniors, com Guillermo Barros Schelotto e Marcelo Delgado, soma 18 gols, sendo superado apenas por Juan Román Riquelme (25) e Martín Palermo (23).

 

América de Cali volta a jogar na Libertadores e enfrenta o Grêmio

América de Cali teve que esperar onze anos para voltar a jogar na CONMEBOL Libertadores. O campeão colombiano receberá, nesta terça-feira, o Grêmio de Porto Alegre.

Quatro vezes vice-campeão da Libertadores, América de Cali desapareceu da competição em 2009, época em que seu poderio se  destacava nos anos oitenta e noventa.

Mas os colombianos terão de enfrentar nada menos que o Grêmio de Porto Alegre, três vezes campeão da Libertadores (1983, 1995, 2017) e semifinalista da última edição do campeonato.

O jogo será às 19h30 local (00:30h GMT de quarta-feira), no estádio Pascual Guerrero de Cali.

– Estatísticas –

  • América e Grêmio se enfrentaram quatro vezes em CONMEBOL Libertadores, em 1983 e 1996; sempre venceu a equipe local. O América volta à CONMEBOL Libertadores depois de sua última participação em 2009; 11 anos foi o seu maior período sem disputar a competição.
  • Grêmio ganhou seis de seus 12 jogos, como visitante, entre 2018 e 2019, em CONMEBOL Libertadores (3E 3D).
  • América não venceu nenhum de seus últimos nove jogos em CONMEBOL Libertadores, entre 2005 e 2009 (3E 6D); seu triunfo mais recente foi como local, ante Athletico Paranaense, 3-1 em março de 2005.
  • Everton marcou 10 gols em 35 partidas jogando pelo Grêmio na CONMEBOL Libertadores; é o terceiro maior artilheiro da equipe na competição, só foi superado por Mário Jardel (15) e Luan (12).

 

 

 

 

CONMEBOL.com / OPTA

 

 
 

Ultimas Noticias