NOTICIA DESTACADA

Absolut Sport é o Parceiro Oficial de Pacotes de Viagem das Finais da CONMEBOL Libertadores e CONMEBOL Sudamericana
Absolut Sport é o Parceiro Oficial de Pacotes de Viagem das Finais da CONMEBOL Libertadores e CONMEBOL Sudamericana
2ª Rodada: Primeiros classificados às quartas de final da CONMEBOL Libertadores Futsal
2ª Rodada: Primeiros classificados às quartas de final da CONMEBOL Libertadores Futsal
Seis times comemoram na largada da CONMEBOL Libertadores de Futsal 2022
Seis times comemoram na largada da CONMEBOL Libertadores de Futsal 2022

Copa Bridgestone Libertadores: quatro partidas nesta terça-feira (15)

Quatro jogos serão disputados nesta terça-feira (14) no marco da Copa Bridgestone Libertadores. Sangolqui, Bogotá, Montevidéu e Buenos Aires são as sedes.

Melgar visita o Independiente

O peruano Melgar, que ainda não conhece a vitória na Copa Libertadores da América 2016, deverá por toda a carne na brasa em sua visita ao equatoriano Independiente del Valle nesta terça pelo Grupo 5.

O time 'dominó' de Arequipa encerra a classificação no Grupo 5 sem pontos, igual que o venezuelano Trujillanos e o chileno Cobresal nas chaves 1 e 8, respectivamente.

Independiente está em terceiro com 4 tantos, atrás do líder Atlético Mineiro do Brasil (7) e do Colo Colo de Chile (5), que se enfrentam nesta quarta-feira em Belo Horizonte.

O cotejo será disputado no estádio Rumiñahui de Sangolquí (leste), de propriedade do Independiente e com capacidade para umas 7.000 pessoas, a partir das 17H30 locais (22H30 GMT).

O árbitro boliviano Raúl Orosco dirigirá as ações, apoiado nas linhas por seus compatriotas Javier Bustillos e Edwar Saavedra.

Na quinta e penúltima jornada, Independiente será de local ante Mineiro e Melgar frente o Colo Colo (em 7 de abril).

Possíveis equipes:

Independiente del Valle: Librado Azcona – Christian Núñez, Arturo Mina, Luis Caicedo, Luis Ayala – Emiliano Tellechea, Mario Rizotto, Jefferson Orejuela, Bryan Cabezas – Junior Sornoza e José Angulo. DT: Pablo Repetto.

Melgar: Daniel Ferreyra – Jonathan Acasiete, Juan Bolaños, Edgar Villamarín – Mario Palomino, Nilson Loyola, Dahwling Leudo, Alexis Arias – Patricio Arce, Bernardo e Omar Fernández. DT: Juan Reynoso.

Estatísticas:

Independiente del Valle – Melgar

O único enfrentamento foi passado 1 de março, quando Independiente del Valle venceu 1-0 em Arequipa

Independiente del Valle

Está invicto como local na Copa Libertadores sobre 6 partidas disputadas: 3 – 3 – 0, onde marcou 8 gols e recebeu 5

Pela primeira vez em sua história receberá em forma oficial uma equipe peruana.

Os times equatorianas acumulam 10 vitórias consecutivas como locais de peruanos pela Conmebol, desde 14 de abril de 2005: Deportivo Cuenca 1 – Sporting Cristal 1. E não perdem desde 9 de novembro de 1994: El Nacional 0 – Sporting Cristal 1 pela Copa Conmebol

Melgar

Nunca empatou como visitante na Copa Libertadores. Leva dois triunfos e cinco derrotas

Acumula 5 quedas sucessivas, já que suas vitórias foram em suas primeiras apresentações: Deportivo Municipal 2-0 e Sol de América 2-0, ambos pela edição 1982

Será sua primeira visita oficial ao Equador

Árbitro – Raúl Orosco

Tiene 18 partidos por Copa Libertadores

Ya dirigió uno en la presente edición 2016: Emelec 2 – Deportivo Táchira 0

Nunca dirigió a Melgar y en solo una ocasión a Independiente del Valle: Unión Española 2-2 el 18 de febrero de 2014 por la Copa Libertadores

 

Santa Fe obrigado a ganhar Cobresal para manter opção

por Carlos RODRIGUEZ/AFP

O Independiente Santa Fe da Colômbia buscará derrotar nesta terça em Bogotá o Cobresal de Chile para manter suas chances de avançar às oitavas de final da Copa Libertadores da América 2016.

O time cardenal venceu 2-1 da mesma equipe como visitante e agora espera repetir no estádio El Campín às 17H30 locais (22H30 GMT) para não dar vantagem aos outros rivais do Grupo 8: Cerro Porteño do Paraguai e Corinthians do Brasil.

Por sua parte, a equipe dos mineros disputará sem grandes expectativas, pois está praticamente eliminado sem ter feito nenhum ponto nas três primeiras jornadas do grupo.

O jogo será dirigido pelo trio boliviano encabeçado pelo árbitro Oscar Maldonado, acompanhado nas linhas por José Antelo e Edwin Paredes.

Formações prováveis:

Independiente Santa Fe: Róbinson Zapata – Jaine Barreiro, Yerry Mina, William Tesillo, Cristian Borja – Juan Roa, Jeison Gordillo, Baldomero Perlaza, Luis Seijas, Jonathan Gómez – William Palacios. DT: Gerardo Pelusso.

Cobresal: Sebastián Cuerdo – Patricio Jerez, Diego Silva, Flavio Rojas, Alejandro López – Pablo González, Jorge Acuña, Víctor Sarabia, Israel Poblete – Johan Fuentes e Javier Grbec. DT: Dalcio Giovagnoli.

Estatísticas:

Sante Fe – Cobresal

Só têm como antecedente internacional oficial a vitória do Santa Fe 2-1 como visitante na quarta passada

Santa Fe

Registro positivo em seus 39 cotejos como local na Copa Libertadores (21 – 12 – 6)

Dos últimos 20 apenas perdeu um: Atlético Mineiro 1-0 (18 de março de 2015) e nos quatro mais recentes nessa condição não recebeu gols

Só em uma ocasião recebeu equipes chilenas pela Conmebol: Colo Colo 3-1 (26 de fevereiro de 2015)

Cobresal

Marca nivelada atuando como visitante na Copa Libertadores: 1 – 2 – 1.

A vitória foi em 9 de abril de 1986 ante Universidad Católica 1-0

Empatou as duas vezes na Colômbia, ambas pela fase de grupos da edição 1986: América de Cali 0-0 e Deportivo Cali 1-1

As equipes chilenas só ganharam 3 dos 45 encontros que disputaram na Colômbia pela Conmebol: Deportivo Cali 1 – Cobreloa 2 (Libertadores 2001), Deportivo Cali 2 – Universidad Católica 3 (Libertadores 2006) e Deportivo Cali 0 – Universidad de Chile 1 (Sudamericana 2009)

Árbitro – Oscar Maldonado

Pela Copa Libertadores registra 13 encontros

Nesta edição de 2016 já dirigiu um: Atlético Nacional 3 – Sporting Cristal 0

Nunca dirigió Cobresal pela Conmebol e em uma oportunidade arbitrou jogo do Santa Fe: Zamora 2-2 em 18 de março de 2014 pela Copa Libertadores.

 

Peñarol enfrenta Atlético Nacional

O Peñarol do Uruguai tem o dever de vencer o colombiano Atlético Nacional na terça em Montevidéu no jogo de volta do Grupo 4 da Copa Libertadores 2016 para seguir no torneio. Na ida perdeu por 2-0.

Os dirigidos por Jorge "Polilla" da Silva vão ter que caprichar frente seu próprio público no Estádio Centenario se quiserem manter as chances de continuar na Libertadores.

O encontro está marcado para as 21H45 locais (00H45 GMT) no Estádio Centenário de Montevidéu e será arbitrado pelo chileno Julio Bascuñán, auxiliado nas linhas por seus compatriotas Christian Schiemann e Claudio Ríos.

Prováveis equipes:

Peñarol: Gastón Guruceaga – Matías Aguirregaray, Gianni Rodríguez, Fabrizio Buschiazzo, Maximiliano Olivera –  Marcel Novick (o Rodrigo Viega), Nahitan Nández, Tomás Costa, Luis Aguiar – Mauricio Affonso e Miguel Murillo. DT: Jorge Da Silva.

Atlético Nacional: Franco Armani – Daniel Bocanegra, Davinson Sánchez, Alexis Enríquez, Farid Díaz – Alexander Mejía, Sebastián Pérez, Víctor Ibarbo, Alejandro Guerra – Jonathan Copete e Marlos Moreno. DT: Reinaldo Rueda.

Estatísticas:

Peñarol – Atlético Nacional

Sete enfrentamentos internacionais oficiais, com grande vantagem para o Atlético Nacional, com 6 vitórias contra apenas uma do Peñarol

Atlético Nacional 3 – Peñarol 1 (Libertadores 1995)    

Peñarol 1 – Atlético Nacional 3 (Libertadores 1995)  

Peñarol 3 – Atlético Nacional 1 (Supercopa 1997)       

Atlético Nacional 1 – Peñarol 0 (Supercopa 1997)       

Peñarol 0 – Atlético Nacional 4 (Libertadores 2012)         

Atlético Nacional 3 – Peñarol 0 (Libertadores 2012)           

Atlético Nacional 2 – Peñarol 0 (Libertadores 2016)

Peñarol

Caso vença, será seu triunfo número 100 na Copa Libertadores como local.

Nas últimas nessa condição alternou os três resultados possíveis: Arsenal 2-1 e Deportivo Anzoategui 1-1 (2014) e Huracán 0-1 (2016)

Pela Conmebol recebeu 13 vezes equipes colombianas: 6 – 3 – 4

Atlético Nacional

Registra 72 partidas como visitante pela Copa Libertadores: 21 – 22 – 29

Das últimas 10 apenas perdeu três: Grêmio 3-0 e Defensor Sporting 1-0 (2014) e Emelec 2-0 (2015)

Parelho rendimento atuando no Uruguai pela Conmebol: 3 – 1 – 4, com 11 gols convertidos e 9 recebidos

Árbitro – Julio Bascuñán

Leva 30 encontros por torneios de clubes Conmebol, sendo 14 pela Copa Libertadores e dois na atual edição: River Plate (Uruguai) 2 – Palmeiras 2 e River Plate (Argentina) 1 – Sao Paulo 1

Nunca dirigiu de forma oficial o Peñarol e quatro vezes o Atlético Nacional: Guaraní 2-0 (Sudamericana 2013), Newell´s 1-0 (Libertadores 2014), General Díaz 3-1 (Sudamericana 2014) e Estudiantes 1-1 (Libertadores 2015)

 

San Lorenzo e Grêmio entram na briga

O argentino San Lorenzo receberá na noite desta terça o brasileiro Grêmio de Porto Alegre, também necessitado de pontos, no jogo que abrirá a quarta jornada do Grupo 6 da Copa Libertadores da América 2016.

Ao concluir o primeira parte da etapa de grupos, a chave é liderada pelo mexicano Toluca com 7 unidades, seguido pelo Grêmio, com 4, enquanto o equatoriano Liga de Quito soma 3 pontos e San Lorenzo encerra com apenas 2.

Já o Grêmio começou seu passo na Copa com um queda no México ante Toluca (2-0), recuperamdo ante a Liga com um rotundo 4-0, mas como local cedeu um 1-1 com San Lorenzo.

O encontro será às 21H45 locais (00H45 GMT) de terça no estádio Nuevo Gasómetro e será arbitrado pelo uruguaio Andrés Cunha, e seus compatriotas Miguel Nievas e Carlos Pastorino nas linhas.

Possíveis formações:

San Lorenzo: Sebastián Torrico – Julio Buffarini, Marcos Angeleri, Matías Caruzzo, Emmanuel Mas – Franco Mussi – Fernando Belluschi, Néstor Ortigoza, Sebastián Blanco – Ezequiel Cerutti e Martín Cauteruccio. DT: Pablo Guede.

Gremio: Marcelo Grohe – Wesley, Geromel, Fred, Marcelo Oliveira – Edinho, Maicon, Giuliano, Douglas e Everton – Luan. DT: Roger Machado.

Estadísticas:

San Lorenzo – Gremio

Três enfrentamentos internacionais oficiais. Os dois primeiros correspondem às oitavas de final da Copa Libertadores 2014. Ganhou cada um como local 1-0 e San Lorenzo avançou de fase ao vencer em Porto Alegre por 4-2. O restante foi o empate 1-1 de quarta-feira passada no Brasil.

San Lorenzo

Tem 55 cotejos na Copa Libertadores como local com marca positiva (32 – 15 – 8)

Registrou os três resultados possíveis nas apresentações mais recentes: Sao Paulo 1-0 e Danubio 0-1 (2015) e Toluca 1-1 (2016)

Grêmio

Será seu encontro número 75 como visitante pela Copa Libertadores (21 – 18 – 35)

Leva duas derrotas consecutivas e não ganha nessa condição desde 2 de abril de 2014: Atlético Nacional 2-0.

Este será sua partida 25 na Argentina pela Conmbeol: 5 – 7 -12. Acumula três sem triunfos, desde 24 de abril de 2002, quando venceu o River Plate 2-1

Árbitro – Andrés Cunha

Tem 8 cotejos pela Copa Libertadores

Nesta edição 2016 dirigiu dois: Cobresal 0 – Corinthians 1 e Bolívar 1 – Boca Juniors 1

Nunca dirigiu de forma oficial nem o Grêmio nem o San Lorenzo

 

Textos: AFP

Estatísticas: Eduardo Bolaños/conmebol.com

Design: DD/conmebol.com

Últimas Noticias