NOTÍCIAS DESTACADA

Começou a venda geral de ingressos para a CONMEBOL Copa América Feminina Colômbia 2022
Começou a venda geral de ingressos para a CONMEBOL Copa América Feminina Colômbia 2022
Designação de árbitros para os encontros de ida – Oitavas de Final da CONMEBOL Sudamericana
Designação de árbitros para os encontros de ida – Oitavas de Final da CONMEBOL Sudamericana
Árbitros para as Oitavas da CONMEBOL Libertadores
Árbitros para as Oitavas da CONMEBOL Libertadores

Crespo: gols de cores e puro coração

Letal definidor por excelência, Hernán Jorge Crespo foi um destacado atacante argentino que brilhou no futebol italiano e é idolatrado na seleção Albiceleste e River Plate, com a qual alcançou a glória continental em 1996, com a conquista da CONMEBOL LIBERTADORES.

Com 42 anos e retirado no ano 2012, Crespo é lembrado pela sua extraordinária qualidade na hora da definição com qualquer dos perfis. Começou sua carreira no ano 1993 quando estreou com River Plate, aos 18 anos de idade. Hoje está cumprindo 42 e é relembrado com muita admiração pela sua entrega de puro coração em cada equipe que defendeu.

Com a Banda Roja conseguiu dois títulos ligueiros da Argentina em 93’ e 94’. Porém, seu troféu mais apreciado conseguiu no ano 1996, quando forjou uma letal dupla no ataque com o ‘Principe’ Enzo Francescoli, para conseguir a CONMEBOL LIBERTADORES, o segundo do clube ‘Millonario’.

Se lembramos dos gols importantes em sua carreira, os de maior valor chegaram na final da CONMEBOL LIBERTADORES, ante América de Cali, quando realizou dois gols no Monumental. O primeiro trás um exemplar passe de Ariel Ortega; e o segundo aproveitando um erro do goleiro colombiano Córdoba, centrou Escudero e o ‘11’ esteve na linha de gol para decretar o 2-0 definitivo para que River chegue em outra LIBERTADORES.

-Seu tempo na Albiceleste-

Goleador histórico: Atualmente, Hernán Crespo é o terceiro máximo goleador na história da seleção argentina, depois de Batistuta e Lionel Messi, e pela frente, de nada menos que Diego Armando Maradona. Também tem o recorde de maior quantidade de gols na história das Eliminatórias -CONMEBOL- com um total de 19 gols.

No Mundial de Alamina 2006, o ‘Valdanito’ recebeu a Bota de Prata do certame e foi escolhido como integrante da equipe ideal.

 

 

 

CONMEBOL.com

Ultimas Noticias