NOTÍCIA DESTACADA

Disputas decisivas na Fase de Grupos da CONMEBOL Libertadores
Disputas decisivas na Fase de Grupos da CONMEBOL Libertadores
Substituição de árbitro para o jogo Palmeiras x Emelec
Substituição de árbitro para o jogo Palmeiras x Emelec
UEFA e CONMEBOL fomentam o Futebol Feminino na APF e FVF
UEFA e CONMEBOL fomentam o Futebol Feminino na APF e FVF

Eliminatória CONMEBOL: Resultados da Fase 17 rumo ao Mundial Rússia 2018

Começa a reta final na corrida para a Copa do Mundo 2018. Aqui compartimos os números da rodada 17 das eliminatórias sul-americanas:

– Bolívia vs. Brasil –

Pelas eliminatórias se enfrentaram 14 vezes.

Vantagem para o Brasil com 8 vitórias, 3 derrotas e 3 empates.

Além dos respectivos jogos como locais, teve um encontro em terreno neutro. Foi no dia 14 de julho de 1977 no estádio Pascual Guerrero, de Cali, pelo triangular final da eliminatória que ambos compartiram com o Peru. Brasil goleou 8-0 (Zico 4, Roberto Dinamita, Gil, Toninho Cerezo, Marcelo).

Bolívia local em eliminatórias

Ganhou os últimos cinco jogos e nos últimos três não recebeu gols.

A última derrota foi no dia 24 de março de 2016 contra Colômbia 3-2 (Juan Carlos Arce, Alejandro Chumacero – James Rodríguez, Carlos Bacca, Edwin Cardona).

Na presente eliminatória teve somente uma queda mais e foi contra o Uruguai 2-0 (Martín Cáceres, Diego Godin).

Brasil visitante em eliminatórias

Realizou uma boa eliminatória com 4 vitórias, 2 empates e somente uma derrota.

Esta foi no primeiro duelo no dia 8 de outubro de 2015 contra o Chile 2-0 (Eduardo Vargas, Alexis Sánchez)

Bolívia local do Brasil nas eliminatórias

Jogaram 6 partidas com grande paridade.

Bolívia ganhou 3, Brasil 2 e empataram o restante.

Brasil ganhou os 4 últimos jogos.

Suas duas vitórias foram: 2-1 (Carlos Aragonés – Sócrates, Reinaldo) no dia 22 de fevereiro de 1981 e 2-0 (Casagrande, Miguel Noro em contra) no dia 2 de junho de 1985.

Primeira partida: Bolívia 1 – Brasil 2 (Eliminatórias para Espanha 1982).

Último encontro: Bolívia 2 – Brasil 1 (Eliminatórias para África do Sul 2010)

– Venezuela vs. Uruguai –

Por eliminatórias se enfrentaram em 17 ocasiões.

Uruguai ganhou 10, Venezuela 2 e empataram 5

A “celeste” acumula seis encontros sem perder, desde 31 de março de 2004 por 3-0 em Montevidéu com gols de Gabriel Urdaneta, Héctor González e Juan Arango

Venezuela local em eliminatórias

Depois de um começo fraco na eliminatória, somente perdeu um dos últimos cinco jogos.

Foi contra o Brasil 2-0 (Gabriel Jesús, Willian)  no dia 11 de outubro de 2016.

Acumula três sem derrotas, com dois empates (Peru 2-2 e Colômbia 0-0) e uma vitória (Bolívia 5-0)

Uruguai visitante em eliminatórias

Ganhou na última apresentação contra o Paraguai 2-1 (Ángel Romero – Federico Valverde, Gustavo Gómez – contra) depois de seis duelos sem triunfos.

Somente num jogo desta eliminatória não fez gols e foi na derrota para a Argentina 1-0 (Messi) no dia 1 de setembro de 2016.

Venezuela local de Uruguai em eliminatórias

Disputaram 8 encontros.

Venezuela ganhou um, Uruguai quatro e empataram 3.

O êxito da Venezuela foi no dia 14 de agosto de 2001 por 2-0 (Morán, Rondón).

Essa foi a única oportunidade em que Uruguai não marcou gols.

Primeira partida: Venezuela 1 – Uruguai 3 (Eliminatórias para Inglaterra 1966).

Último encontro: Venezuela 1 – Uruguai 3 (Eliminatórias para Brasil 2014).

– Colômbia vs. Paraguai –

Pelas eliminatórias se enfrentaram 23 vezes.

Muita paridade: 10 vitórias do Paraguai (25 gols), 9 da Colômbia (26 tantos) e 4 empates.

Colômbia local em eliminatórias

Leva seis sem derrotas.

A última (e única nesta eliminatória) foi no dia 17 de novembro de 2015 contra a Argentina por 1-0 com gol do Lucas Biglia.

Nos outros encontros acumulou 4 triunfos (Peru 2-0, Equador 3-1, Venezuela 2-0 e Bolívia 1-0) e 3 empates (Uruguai 2-2, Chile 0-0 e Brasil 1-1).

Paraguai visitante em eliminatórias

Equilibrado rendimento na edição atual. 

Três vitórias (Venezuela 1-0, Argentina 1-0, Chile 3-0), quatro derrotas (Peru 1-0, Uruguai 4-0, Bolívia 1-0 e Brasil 3-0) e um empate (Equador 2-2).

Colômbia local de Paraguai nas eliminatórias

Nivelado historial em 11 partidas disputadas.

Colômbia tem 4 triunfos, Paraguai 5 e igualaram as duas restantes.

A “albiroja” ganhou duas das últimas quatro visitas: 2-0 (Roque Santa Cruz, José Luis Chilavert) no dia 7 de outubro  de 2000 e 1-0 (Salvador Cabañas) no dia 11 de outubro de 2008.

Primeira partida: Colômbia 2 – Paraguai 3 (Eliminatórias para Suécia 1958).

Último encontro: Colômbia 2 – Paraguai 0 (Eliminatórias para Brasil 2014).

– Chile vs. Equador –

Contabilizam 22 duelos pelas eliminatórias.

Chile registra o dobro de vitórias que Equador (10 a 5) com 7 empates.

No historial somente houve uma vitória em condição de visitante, no dia 27 de fevereiro de 1977, quando Chile venceu por 1-0 em Guayaquil com gol de Miguel Gamboa.

Chile local em eliminatórias

Nesta eliminatória registrou 4 triunfos (Brasil 2-0, Peru 2-1, Uruguai 3-1 e Venezuela 3-1), duas derrotas (Argentina 2-1 e Paraguai 3-0) e dois empates (Colômbia 1-1 e Bolívia 0-0)

Equador visitante nas eliminatórias

Leva três derrotas consecutivas e seis sem ganhar. 

Começou a eliminatória com dois triunfos nesta condição: Argentina 2-0 (Erazo, Caicedo) e Venezuela 3-1 (J. Martínez – F. Martínez, Montero, Caicedo).

Exceto no duelo contra Argentina, nos restantes recebeu pelo menos um gol.

Chile local de Equador nas eliminatórias

Chile está invicto nas 10 partidas disputadas, com 8 vitórias e dois empates.

As únicas ocasiões que não ganhou foram os dois 0-0 registrados de forma consecutiva em 2001 e 2005.

Primeira partida: Chile 3 – Equador 1 (Eliminatórias para Inglaterra 1966).

Último encontro: Chile 2 – Equador 1 (Eliminatórias para Brasil 2014).

– Argentina vs. Peru –

Por eliminatórias se enfrentaram 17 vezes.

Ampla vantagem da Argentina com 9 triunfos, 2 derrotas e 6 empates.

As únicas vitórias do Peru foram: 1-0 (Pedro León) no dia 3 de agosto de 1969 e 1-0 (Juan Carlos Oblitas) no dia 23 de junho de 1985.

Argentina local nas eliminatórias

Leva três sem derrotas.

Teve uma eliminatória irregular, com 4 triunfos (Bolívia 2-0, Uruguai 1-0, Colômbia 3-0 e Chile 1-0), dois empates (Brasil 1-1 e Venezuela 1-1) e duas derrotas (Equador 2-0 e Paraguai 1-0).

Peru visitante em eliminatórias

Acumula 3 sem derrotas.

Na atual eliminatória iniciou com cinco derrotas consecutivas: Colômbia 2-0, Brasil 3-0, Uruguai 1-0, Bolívia 2-0 e Chile 2-1.

Logo recuperou-se ao vencer o Paraguai 4-1, empatar 2-2 com Venezuela e derrotar Equador 2-1.

Argentina local de Peru em eliminatórias

Disputaram 8 partidas.

Argentina ganhou 6 e empataram duas. 

As duas igualdades foram encontros fechados e decisivos.

No dia 31 de agosto de 1969 aconteceu o 2-2 no campo do Boca Juniors (Rafael Albrecht, Albero Rendo – Oswaldo Ramírez 2) onde Peru conseguiu sua histórica classificação para México ’70.

No dia 30 de junho de 1985, também o empate foi 2-2 (Pedro Pasculli, Ricardo Gareca – José Velásquez, Gerónimo Barbadillo) e a equipe liderada por Carlos Bilardo alcançou a vaga para México ’86, consagrando-se campeão.

Primeira partida: Argentina 2 – Peru 2 (Eliminatórias para México 1970).

Último encontro: Argentina 3 – Peru 1 (Eliminatórias para Brasil 2014).

 

 

 

Dados: Eduardo Bolaños

Ultimas Noticias