NOTICIA DESTACADA

“Diego imortal”, o grito da CONMEBOL Tree Of Dreams dois anos após sua partida
“Diego imortal”, o grito da CONMEBOL Tree Of Dreams dois anos após sua partida
Equador encara Holanda no Mundial do Catar 2022
Equador encara Holanda no Mundial do Catar 2022
Richarlison brilha e Brasil começa com pé direito
Richarlison brilha e Brasil começa com pé direito

Eliminatória Sul-Americana: confrontos estelares na penúltima rodada

Colômbia-Paraguai: um triunfo rumo à Rússia, uma vitória para sonhar

Um triunfo com forma de vaga para a Rússia; uma vitória para continuar sonhando. Colômbia e Paraguai se enfrentarão nesta quinta-feira em Barranquilla, ansiosos pelos três pontos: o primeiro para a classificação da Copa do Mundo 2018 e o segundo à possibilidade de repescagem.

Comandado por James Rodríguez e Radamel Falcao García, os atletas do argentino José Pekerman procurarão garantir seu lugar na Rússia quando receberem os paraguaios às 18:30 hora local (23H30 GMT) no Estádio Metropolitano de Barranquilla.

Terceiro no Pré-Mundial Sul-Americano com 26 pontos, os cafeteros não querem adiar a última fase, quando visitem o Peru, sua sexta classificação em uma Copa do Mundo.

A equipe de Francisco “Chiqui” Arce, em plena fase de renovação, terá perdas sensíveis para a partida. Seu capitão Paulo Da Silva não poderá jogar por acumulação de cartões amarelos. Por lesão, nem o atacante Lucas Barrios e nem os infalíveis Cristian Riveros, Junior Alonso e Miguel Almirón estarão em campo.

Os paraguaios, sétimo com 21 unidades, estão praticamente comprometidos com um milagre: de alcançar seis pontos nas duas últimas etapas, na última rodada receberão a Venezuela em Assunção.

As duas vitórias os levariam a lutar pela repescagem, se eles adicionarem uma série de resultados.

Com a arbitragem do brasileiro Ricardo Marques, acompanhado por seus compatriotas Rodrigo Correa e Guilherme Dias nas linhas, desta forma entrarão ao campo os dois times:

Colômbia: David Ospina – Santiago Arias, Cristian Zapata, Dávinson Sánchez, Frank Fabra – Carlos Sánchez, Abel Aguilar – Juan Guillermo Cuadrado, James Rodríguez, Edwin Cardona – Radamel Falcao García. DT: José Pekerman.

Paraguai: Antony Silva – Jorge Moreira, Gustavo Gómez, Alfredo Aguilar, Miguel Samudio – Víctor Cáceres, Richard Ortiz, Rodrigo Rojas, Robert Piris da Motta – Oscar Romero – Cecilio Domínguez. DT: Francisco Arce.

 

Argentina receberá o Peru na lendária Bombonera

Uma das últimas fichas deixadas para a Argentina para saltar diretamente na Copa do Mundo será jogada nesta quinta-feira contra o exuberante Peru, em um duelo infartante em Buenos Aires.

O cenário escolhido é um dos maiores mitos da história do futebol argentino: o Estádio La Bombonera. O cenário treme quando milhares de torcedores pulam e gritam, retumbando o local.

Os peruanos estão em quarto lugar na tabela e, por enquanto, ganham uma passagem direta. A Argentina, em quinto lugar, tem os mesmos pontos (24) e a diferença de gol (+1), mas em gols a favor o Peru ultrapassa longe (26 a 16), quando apenas faltam duas rodadas.

Para fechar a série, o Equador espera pela Argentina, no dia 10 de outubro, na altura de Quito. E Peru receberá a Colômbia.

A partida será realizada às 20h30 (horário local/23H30 GMT), com arbitragem do brasileiro Wilton Sampaio, acompanhado por seus compatriotas Kleber Gil e Bruno Boschilia.

Possíveis formações:

Argentina: Sergio Romero – Gabriel Mercado, Javier Mascherano ou Germán Pezzella, Nicolás Otamendi – Enzo Pérez, Lucas Biglia, Ever Banega – Eduardo Salvio ou Alejandro Gómez, Lionel Messi, Ángel Di María – Mauro Icardi. DT: Jorge Sampaoli.

Peru: Pedro Gallese ou Carlos Cáceda – Aldo Corzo, Alberto Rodríguez, Miguel Araujo, Miguel Trauco – Pedro Aquino, Renato Tapia, Yoshimar Yotún, Edison Flores – Jefferson Farfán ou Andy Polo, Paolo Guerrero. DT: Ricardo Gareca.

 

Chile e Equador lutam por seguir na carreira rumo ao Mundial

Sem margem de erro, as equipes do Chile e Equador terão uma partida crucial em Santiago na quinta-feira, onde farão de tudo por permanecer na Eliminatória Sul-americana da Copa do Mundo de 2018.

Ganhar o jogo permitiria que o Chile ou o Equador continuasse com opções para lutar por um lugar na Copa do Mundo. Um empate garantiria esperanças de ambas as equipes, enquanto uma perda significaria ficar do lado de fora.

Mas não é suficiente só ganhar. Ambas as equipes devem esperar outros resultados nas duas últimas fases que atendam às suas expectativas, o que mantém os nervos entre os fãs chilenos e equatorianos.

O jogo será disputado às 20h30 (Horário Local/23H30 GMT), sob a arbitragem do brasileiro Sandro Ricci, auxiliado nas bandas por seus compatriotas Emerson de Carvalho e Marcelo Van Gasse.

Possíveis formações:

Chile: Claudio Bravo – Mauricio Isla, Gary Medel, Gonzalo Jara, Eugenio Mena – Francisco Silva, Pedro Pablo Hernández, Arturo Vidal – Jorge Valdivia, Eduardo Vargas e Alexis Sánchez. DT: Juan Antonio Pizzi.

Equador: Máximo Banguera – Pedro Velasco, Robert Arboleda, Xavier Arreaga, Cristian Ramírez – Jefferson Orejuela, José Cevallos, Renato Ibarra, Antonio Valencia – Enner Valencia e Roberto Ordóñez. DT: Jorge Célico.

 

Bolívia enfrenta o poderoso Brasil de Neymar em La Paz

A Bolívia vai sediar um Brasil na sua melhor versão dos últimos tempos, na penúltima fase das Eliminatórias Sul-Americanas rumo ao Mundial Rússia-2018, a ser jogada quinta-feira aos 3.600 m de altitude de La Paz.

O esquadrão de Neymar, o fenômeno de Paris Saint Germain, chega na cidade de Santa Cruz (este boliviano), de onde irá para La Paz a disputar o duelo marcado para as 16H00 (20H00 GMT) de quinta-feira, no Estádio Hernando Siles em La Paz.

A partida será controlada pelo trio argentino composto pelo juiz Fernando Rapallini e os assistentes Diego Bonfa e Gabriel Chade.

Possíveis formações:

Bolívia: Carlos Lampe – Gabriel Valverde, Ronald Raldes, Luis Gutiérrez – Diego Bejarano, Leonel Justiniano, Chistian Machado, Raúl Castro, Leonel Morales – Juan Carlos Arce e Marcelo Martins. DT: Alberto Illanes.

Brasil: Alisson – Dani Alves, Marquinhos, Thiago Silva, Jorge – Casemiro, Fernandinho, Paulinho, Philippe Coutinho – Neymar e Gabriel Jesús. DT: Tite.

 

Suárez e Cavani buscam com Uruguai a chave do Mundial-2018 ante Venezuela

O Uruguai, com Luis Suárez e Edinson Cavani, visitará a Venezuela na quinta-feira com a oportunidade de alcançar a chave que lhe permitirá entrar na Copa do Mundo de 2018.

A dupla letal celeste fica em frente a uma porta protegida por Wuilker Fariñez, o goleiro revelação da Eliminatória Mundial Sul-Americana, e aos 19 anos, um dos emblemas do processo de renovação liderado pelo treinador Vinotinto, Rafael Dudamel.

A partida começará às 5:00 da tarde, hora local (21:00 GMT), com o árbitro Anderson Daronco do Brasil, assistido por Alessandro Rocha e Fabricio Da Silva. 

Possíveis formações:

Venezuela: Wuilker Faríñez – Ronald Hernández, Jhon Chancellor, José Manuel Velázquez, José Hernández – Sergio Córdova, Tomás Rincón, Juan Colina, Jhon Murillo – Josef Martínez e Salomón Rondón. DT: Rafael Dudamel.

Uruguai: Fernando Muslera – Maxi Pereira, Diego Godín, José Giménez, Martín Cáceres – Cristian Rodríguez, Matías Vecino, Nahitán Nández, Federico Valverde – Luis Suárez e Edinson Cavani. DT: Óscar Washington Tabárez.

AS ESTATÍSTICAS DA FASE 17, AQUI.

Últimas Noticias