NOTICIA DESTACADA

Independiente del Valle sagra-se bicampeão da CONMEBOL Sudamericana
Independiente del Valle sagra-se bicampeão da CONMEBOL Sudamericana
A 50 dias do Mundial: Equador quer fazer história
A 50 dias do Mundial: Equador quer fazer história
50 dias para o Mundial: Brasil em busca do hexa
50 dias para o Mundial: Brasil em busca do hexa

Eliminatórias Rússia 2018: James mantém viva a esperança da Colômbia

O talento e a coragem de James Rodriguez permitiram que a Colômbia mantesse vivas as suas chances de se classificar para a Rússia-2018, depois de derrotar a Bolívia na altitude de La Paz por 3-2.

O talento e a coragem de James Rodriguez permitiram que a Colômbia mantesse vivas as suas chances de se classificar para a Rússia-2018, depois de derrotar a Bolívia na altitude de La Paz por 3-2.

James, que veio a este encontro com a seleção sem ritmo pelos poucos minutos de ação que teve nas últimas semanas com o Real Madrid, levou o melhor de seu futebol e caráter nos momentos-chave do jogo contra os bolivianos e guiou a uma Colômbia que não perde as esperanças mundialistas.

"Nos últimos minutos estava morto mas queria vencer", disse mesmo sem fôlego o 'menino gênio' dos cafeteros, que assumiu as críticas por seu momento em Madrid e com simplicidade acrescentou: "Não me importo com o que dizem, eu me importo em jogar bem. "

Colômbia chegou à altitude de La Paz (3.600 metros) com a espada de Dâmocles sobre seu pescoço, porque com apenas quatro pontos estava a oito do líder Equador e no limite de suas possibilidades, pelo qual ceder pontos teria sido fatal para as suas aspirações.

"James foi novamente o farol da Colômbia. Com um desempenho estelar o capitão abriu o jogo para a Colômbia e encaminhou uma boa vitória como visitante que dá um impulso significativo", admitiu ao jornal El Colombiano.

O caminho ainda é longo e complicado na eliminatórias sul-americanas, os cafeteros sabem disso e apostam em James, Bacca, a esperança de recuperar Falcao em um futuro próximo e novas figuras como o juvenil Marlos Moreno, que tem tudo que um craque precisa.

Por enquanto Pekerman e seus jogadores têm pela frente o Equador e a possibilidade de tirar-lhe o invicto e permanecer nos postos. A esperança colombiana permanece.

 

Últimas Noticias