NOTÍCIA DESTACADA

Foi realizado o 2º Seminário para o Desenvolvimento da Nossa Própria Metodologia
Foi realizado o 2º Seminário para o Desenvolvimento da Nossa Própria Metodologia
Confira a tabela de classificação da CONMEBOL Copa América de Beach Soccer
Confira a tabela de classificação da CONMEBOL Copa América de Beach Soccer
CONMEBOL e Defensorias Públicas do Brasil e do Paraguai trabalharão em ações conjuntas para erradicar o racismo
CONMEBOL e Defensorias Públicas do Brasil e do Paraguai trabalharão em ações conjuntas para erradicar o racismo

Estatísticas da última e decisiva rodada das Eliminatórias CONMEBOL

As equipes sul-americanas usarão seu último cartucho para alcançar a Copa do Mundo de 2018 em uma rodada não adequada para cardíacos, onde 6 equipes conhecerão seu destino.

Estes são os números da Fase 18 das Eliminatórias mais emocionantes e difíceis do mundo.

-Paraguai – Venezuela

Por eliminatórias se enfrentaram 13 vezes.

Ampla vantagem para Paraguai com 10 triunfos, 2 derrotas e um empate

*Paraguai local nas eliminatórias

Desempenhou uma eliminatória irregular

Ganhou 3 (Bolívia 2-1, Chile 2-1 e Equador 2-1), empatou duas (Argentina 0-0 e Brasil 2-2) e perdeu 3 (Colômbia 1-0, Peru 4-1 e Uruguai 2-1)

*Venezuela visitante nas eliminatórias

Acumula 11 encontros sem triunfos

O último foi ante Paraguai: no dia 11 de setembro de 2012 por 2-0 com gols de Salomón Rondón

A partir deste momento registrou 8 derrotas e 3 empates

*Paraguai local de Venezuela nas eliminatórias

Disputaram 6 partidas sem empates

Paraguai ganhou 5 e Venezuela o restante

A única vitória visitante ocorreu no dia 11 de setembro de 2012 por 2-0 com gols de Salomón Rondón

Nos cinco duelos anteriores, Paraguai marcou 8 tantos e não recebeu nenhum.

Primeira partida: Paraguai 1 – Venezuela 0 (Eliminatórias para México 1970)

Último duelo: Paraguai 0 – Venezuela 2 (Eliminatórias para Brasil 2014)

 

-Brasil – Chile

Por eliminatórias se enfrentaram 11 vezes

Vantagem para Brasil com 7 vitórias, 2 empates e 2 derrotas

*Brasil local nas eliminatórias

Ótimo rendimento histórico

Nunca perdeu nos 53 encontros disputados, com 41 triunfos e 12 empates

Marcou 150 gols e recebeu 26

Na eliminatória atual ganhou 7 e empatou um: Uruguai 2-2 (Douglas Costa, Renato Augusto – Edinson Cavani, Luis Suárez)

*Chile visitante nas eliminatórias

Acumula 5 sem triunfos e 4 sem marcar gols

A última vitória foi no dia 29 de março de 2016 ante Venezuela 4-1 (Rómulo Otero – Mauricio Pinilla 2, Arturo Vidal 2)

*Brasil local de Chile nas eliminatórias

Total superioridade do Brasil que ganhou 5 partidas disputadas

Marcou 14 gols e recebeu dois 

A goleada máxima aconteceu no dia 4 de setembro de 2005 por 5-0 (Adriano 3, Juan, Robinho)

Primeira partida: Brasil 1 – Chile 0 (Eliminatórias para Suíça 1954)

Último duelo: Brasil 4 – Chile 2 (Eliminatórias para África do Sul 2010)

 

-Equador – Argentina

Por eliminatórias se enfrentaram 13 vezes.

Argentina ganhou 7, Equador 4 e empataram as duas restantes

*Equador local nas eliminatórias

Acumula duas derrotas sucessivas: Colômbia 2-0 e Peru 2-1

Na atual eliminatória, perdeu uma partida: Brasil 3-0, com quatro vitórias (Bolívia 2-0, Uruguai 2-1, Chile 3-0 e Venezuela 3-0) e um empate (Paraguai 2-2)

*Argentina visitante nas eliminatórias

Acumula 5 sem triunfos

Na atual eliminatória ganhou duas (Colômbia 1-0 e Chile 2-1), empatou quatro (Paraguai 0-0, Venezuela 2-2, Peru 2-2 e Uruguai 0-0) e perdeu duas (Brasil 3-0 e Bolívia 2-0)

*Equador local de Argentina nas eliminatórias

Disputaram 6 partidas com vantagem para Equador, que ganhou 3, perdeu duas com um empate

Argentina leva três sem vitórias, desde o dia 15 de agosto de 2001 por 2-0 (Juan Sebastián Verón, Hernán Crespo)

Logo Equador ganhou duas vezes consecutivas 2-0 (2005 e 2009) e empataram 1-1 na mais recente, disputada em 2013

Primeira partida: Equador 3 – Argentina 6 (Eliminatórias para Chile 1962)

Último encontro: Equador 1 – Argentina 1 (Eliminatórias para Brasil 2014)

 

-Peru – Colômbia

Por eliminatórias se enfrentaram 19 vezes.

Ampla vantagem para Colômbia com 11 triunfos, 5 empates e 3 derrotas

*Peru local nas eliminatórias

Leva dois triunfos consecutivos (Uruguai 2-1 e Bolívia 2-1)

Na atual eliminatória perdeu duas: Chile 4-3 (Jefferson Farfán 2, Paolo Guerrero – Alexis Sánchez 2, Eduardo Vargas 2) e Brasil 2-0 (Gabriel Jesús, Renato Augusto)

*Colômbia visitante nas eliminatórias

Na atual eliminatória acumulou 3 vitórias (Bolívia 3-2, Paraguai 1-0 e Equador 2-0), dois empates (Chile 1-1 e Venezuela 0-0) e 3 derrotas (Uruguai 3-0, Brasil 2-1 e Argentina 3-0)

Perú local de Colômbia nas eliminatórias

Será o seu 10° encontro

Colômbia ganhou 4, Peru 1 e empataram o restante

A única vitória do Peru foi no dia 16 de agosto de 1981 por 2-0 com gols de Gerónimo Barbadillo e Julio César Uribe

Dos últimos quatro, Colômbia venceu em três: 1-0 (Juan Pablo Ángel) no dia 19 de julho de 2000, 2-0 (Freddy Grisales e Franki Oviedo) no dia 31 de março de 2004 e 1-0 (James Rodríguez) no dia 3 de junho de 2012

Primeira partida: Peru 1 – Colômbia 1 (Eliminatórias para Chile 1962)

Último encontro: Peru 0 – Colômbia 1 (Eliminatórias para Brasil 2014)

 

-Uruguai – Bolívia

Por eliminatórias se enfrentaram 19 vezes.

Uruguai venceu 9 (32 gols), Bolívia 5 (20 tantos) e empataram 5

Bolívia ganhou duas das últimas 10: 1-0 (Marco Etcheverry) no dia 20 de julho de 1997 e 4-1 (Carlos Saucedo 3, Gualberto Mojica – Luis Suárez) no dia 16 de outubro de 2012, ambos como local

*Uruguai local nas eliminatórias

Realizou uma excelente eliminatória onde colheu 6 vitórias, um empate e uma derrota

Os únicos encontros que não venceu foram os mais atuais: Brasil 1-4 (Edinson Cavani – Paulinho 3, Neymar) e Argentina 0-0

*Bolívia visitante nas eliminatórias

Tem uma longa racha adversa, pois acumula 54 partidas sem ganhar 

O último triunfo foi no dia 18 de julho de 1993 frente a Venezuela por 7-1 (Oswaldo Palencia – Erwin Sánchez 3, Luis Ramallo 3, Luis Cristaldo)

*Uruguai local de Bolívia nas eliminatórias

Ampla vantagem do Uruguai nas 9 partidas disputadas, com 8 vitórias e um empate

Este resultou em 2-2 (Darío Pereyra 2 – Miguel Aguilar 2) no dia 27 de março de 1977.

A goleada máxima foi de 5-0 em duas ocasiões: 2003 com tantos de Diego Forlán, Javier Chevantón 2, Nelson Abeijón e Carlos Bueno e em 2007 com as conquistas de Luis Suárez, Diego Forlán, Sebastián Abreu, Vicente Sánchez e Carlos Bueno.

Primeira partida: Uruguai 2 – Bolívia 1 (Eliminatórias para Chile 1962)

Último encontro: Uruguai 4 – Bolívia 2 (Eliminatórias para Brasil 2014)

 

 

 

Estatísticas: Eduardo Bolaños

 

Ultimas Noticias