NOTICIA DESTACADA

Em ritmo de samba, a Verde-Amarela parte às quartas
Em ritmo de samba, a Verde-Amarela parte às quartas
Confira os ÁRBITROS escalados para a CONMEBOL Sub20 – Colômbia 2023
Confira os ÁRBITROS escalados para a CONMEBOL Sub20 – Colômbia 2023
Argentina entre as 8 melhores seleções do planeta
Argentina entre as 8 melhores seleções do planeta

Fase de grupos começa com surpresas e muitos gols

new_project_28

Santos, finalista da edição passada, Nacional, Internacional, Vélez e Olimpia, campeões do torneio, deram nesta terça-feira um passo errado na abertura da fase de grupos da CONMEBOL Libertadores 2021.

O Peixe, atuando em seu estádio na Vila Belmiro, foi surpreso pelo equatoriano Barcelona com uma derrota de 2-0, pelos gols de Carlos Garcés (53’) e Pará (69’, contra), na abertura do Grupo C.

– Números do jogo –

  • Barcelona de Guayaquil conseguiu igualar o histórico contra o Santos na CONMEBOL Libertadores: ganharam duas partidas cada um, e empataram o último. Os brasileiros acumulam dois duelos sem anotar contra os equatorianos na competição.
  • Santos terminou um jogo da CONMEBOL Libertadores sem chutes a gol pela primeira vez desde janeiro de 2013. Neste período só tinha ocorrido como visitante, na derrota 3-0 contra o Independiente na edição 2018.
  • Barcelona de Guayaquil é o primeiro time em conseguir vencer dois jogos consecutivos visitando o Santos no Brasil na CONMEBOL Libertadores. O time equatoriano ganhou do Peixe como visitante por 1-0 em setembro de 2017.
  • Santos terminou o jogo com 66,8% de posse e teve quatro jogadores com eficácia por cima de 90% em passes: Marinho (94,7%), João Paulo (92,5%), Luan Peres (90,6%) e Kaiky (90,4%).
  • Carlos Garcés, autor de um dos gols do Barcelona, marcou em seu único chute a gol, porém entre os que ingressaram como titulares para o time visitante foi o jogador no campo que menos passes realizou no jogo (19).

 

No Grupo B, Always Ready da Bolívia e o venezuelano Táchira venceram com autoridade em casa contra dois gigantes, o Internacional (2-0) e o Olimpia (3-2).

Os gols do time boliviano foram obra de Fernando Saucedo aos 53’ e de Carmelo Algarañaz aos 90+5’.

– Números do jogo –

  • Em seu retorno à Copa, Always Ready ganhou seu primeiro encontro na CONMEBOL Libertadores na história. Em sua participação anterior (1968) tinha perdido cinco jogos e empatado um.
  • A racha é estendida a 16 partidas na CONMEBOL Libertadores disputadas na Bolívia que não terminaram em empate. Após a vitória do Always Ready, os locais somam nove vitórias e os visitantes, sete.
  • Always Ready superou seu rival em pouco mais do dobro quanto a finalizações totais (21 x 10), finalizações dentro da área (11 x 4) e finalizações de cabeça (4 x 2). E por muito mais do dobro quanto a chutes a gol (8 x 2) e saques de escanteio (5 x 1).
  • Rodrigo Ramallo foi o jogador do time vencedor que liderou a equipe quando a finalizações totais (4), chutes a gol (2) e assistências de chutes e gols (4). Além de ser o jogador titular do encontro com melhor porcentagem passes acertados (94.7%).
  • A pesar da derrota do seu time, Rodrigo Dourado foi o jogador destacado no encontro em: passes completos (43), disputas de bola (18), faltas recebidas (7) e quantidade de entradas (6).

 

Por outro lado, Táchira ficou mais forte e deixou os 3 pontos em casa contra o Olimpia, com os gols de Emanuel Gómez (16’); Fredy Góndola (57’) e Lucas Trejo (80’), descontando para o time visitante Ramón Sosa (14’) e Iván Torres (75’).

– Números do jogo –

  • Após sua vitória 3-2 sobre o Olimpia, as últimas 10 vitórias do Deportivo Táchira na CONMEBOL Libertadores foram sempre jogando em casa (em 22 apresentações). Até antes do encontro de hoje, nas últimas quatro não tinha recebido gols.
  • Ao ser derrotado pelo Deportivo Táchira, Olimpia perdeu seus últimos quatro jogos na CONMEBOL Libertadores. A última vez que teve mais de três derrotas seguidas no torneio foi entre 1995 e 1996: naquela ocasião chegou a cinco partidas sem vitórias.
  • Freddy Góndola foi o jogador mais ativo no ataque do encontro. Anotou um gol, foi o jogador com mais finalizações totais (7), mais chutes a gol (2) e com mais passes para disparos de seus companheiros (3) entre os jogadores do time vencedor.  
  • Apesar de ter uma posse de bola inferior ao seu rival (45.8% x 54.2%), Deportivo Táchira superou o seu adversário no ataque para o placar final 3-2, finalizações totais (19 x 16), e finalizações dentro da área (15 x 8).
  • Entre os jogadores do time ganhador do encontro, Maurice Cova teve maior número de passes totais (59), mais passes acertados (53), mais passes totais no campo contrário (36) e mais lances totais à área (10).

Em Lima, o São Paulo, liderado pelo argentino Hernán Crespo, goleou o Sporting Cristal por 3-0 no Grupo E.

Os gols do triunfo do tricolor paulista foram anotados por Luan (17’), Martín Benítez (60’) e Eder (81’).

– Números do jogo –

  • São Paulo ganhou dois dos seus três duelos internacionais contra o Sporting Cristal até a data (1E), anotando três gols em ambos: em 1994 na Copa CONMEBOL (3-1) e nesta noite (3-0).
  • Sporting Cristal perdeu três dos seus últimos quatro jogos contra times brasileiros na CONMEBOL Libertadores (1E). Por outro lado, há quatro jogos não perdia como local contra representantes desse país (3V 1E).
  • São Paulo ganhou um jogo como visitante na CONMEBOL Libertadores após 12 jogos sem conseguir (4E 8D) e conseguiu sua segunda vitória consecutiva na competição, fato que não conseguia desde abril de 2016 (2).
  • Sporting Cristal só realizou dois chutes a gol neste jogo, sendo um dos dois times locais com menos chutes a gol na primeira jornada da CONMEBOL Libertadores (2, igual que Vélez).
  • Dani Alves, do São Paulo, foi o jogador com mais passes contra o Sporting Cristal (61) e o que mais acertou (58), com um 100% de eficácia de passes no campo rival (29/29).

 

Flamengo, um dos candidatos a lutar pelo título, também pisou forte e nada menos que contra o Vélez Sarsfield em Buenos Aires, onde venceu por 3-2 no Grupo G.

Lucas Janson (21’ e 53’) anotou os dois gols do Vélez, enquanto Willian Arão (43’), Gabriel Barbosa (61’, de pênalti) e o uruguaio Giorgian de Arrascaeta (79’) marcaram para o Mengão, em um duelo igualado.

– Números do jogo –

  • Flamengo ficou com o primeiro encontro contra o Vélez na CONMEBOL Libertadores. Ao mesmo tempo, aumenta sua racha contra o ‘Fortín’ em competições CONMEBOL: disputaram nove jogos, o Mengão ganhou seis, empataram um e os argentinos venceram dois.
  • Vélez terminou uma racha de sete vitórias consecutivas como local contra equipes brasileiras na CONMEBOL Libertadores. Nesses sete encontros não tinha recebido gols.
  • Flamengo ganhou uma partida na Argentina na CONMEBOL Libertadores após cinco encontros sem vitórias (3E 2D). Sua única vitória no certame nesse país tinha sido na CONMEBOL Libertadores 1982, quando venceu o River por 3-0.
  • Gerson, do Flamengo, acertou 100% dos passes: as 44 tentativas foram acertadas, com 20 deles no campo rival. É o primeiro jogador com mais de 25 tentativas de passes nesta CONMEBOL Libertadores e termina o jogo com eficácia perfeita.

 

No mesmo grupo, Argentinos Juniors, por outro lado, celebrou com uma vitória de 2-0 sobre o uruguaio Nacional em seu retorno à Libertadores após 10 anos.

Gabriel Ávalos (25’) e Emanuel Herrera (88’) anotaram os gols para o triunfo dos ‘Bichos Colorados’ no Grupo F, que completam Atlético Nacional da Colômbia e o Universidad Católica do Chile, rivais nesta quinta-feira em Medellín.

– Números do jogo –

  • Argentinos Juniors inclinou o histórico contra Nacional em competições CONMEBOL a partir desta vitória: o ‘Bicho’ ganhou três jogos, e o ‘Bolso’ dois. A equipe argentina na CONMEBOL Libertadores, só tinha ganhado do uruguaio como visitante (0-1 na edição 2011).
  • Argentinos voltou a ganhar uma partida na CONMEBOL Libertadores após 10 anos, um mês, e 18 dias. A última vitória também tinha sido sobre o Nacional: 1-0 em Montevidéu, na edição 2011.
  • Nacional ganhou somente em uma das suas últimas cinco visitas à Argentina na CONMEBOL Libertadores (1V 1E 3D): foi na edição anterior a esta, quando venceu o Racing por 1-0.
  • Gabriel Ávalos, autor do primeiro gol do Argentinos Juniors, marcou em um dos seus dois chutes a gol e foi o líder de duelos do seu time: ganhou 81,3% dos duelos que disputou e 77,8% dos nove duelos aéreos que teve.
  • Andrés D’Alessandro é o quarto jogador argentino que, com mais de 40 anos, disputa um encontro na CONMEBOL Libertadores desde janeiro de 2010. O canhoto chegou às quatro décadas no dia 15 de abril.

 

 

 

 

 

AFP / OPTA

Últimas Noticias