NOTICIA DESTACADA

Faltam 100 dias para o desafio da Copa do Mundo 2022 no Catar
Faltam 100 dias para o desafio da Copa do Mundo 2022 no Catar
Confira os grupos da CONMEBOL Sub-20 de Futsal Feminino
Confira os grupos da CONMEBOL Sub-20 de Futsal Feminino
Fixture das Semifinais da CONMEBOL Libertadores e da CONMEBOL Sudamericana 2022
Fixture das Semifinais da CONMEBOL Libertadores e da CONMEBOL Sudamericana 2022

Ferroviária sagra-se bicampeão da América!

1

Ferroviária coroou-se bicampeão da CONMEBOL Libertadores após vencer o América de Cali da Colômbia por 2-1 na final para erguer o troféu pela segunda vez em sua terceira final nos últimos seis anos.

Com gols de Sochor e Aline Milene, de pênalti, o time paulista coroou-se campeão contra um rival colombiano que tinha conseguido um empate passageiro através de Catalina Usme, também de pênalti.

Ferroviária, campeão na Colômbia 2015 e vice-campeão no Equador 2019, ergueu o título após ter entrado neste torneio ganhando o campeonato brasileiro de 2019.

Com um grande trabalho táctico e uma atuação brilhante de sua goleira Luciana, Ferroviária conseguiu a vitória sobre um rival que tinha deixado o Corinthians, último campeão, pelo caminho.

A equipe brasileira atacou logo de cara com um livre direto de Sochor no minuto 7 que, após um rebote, entrou no gol de Katerine Tapia para abrir o placar.

América de Cali não se entregou e saiu em busca do empate, conseguindo no minuto 39 por uma infração sobre Gisela Robledo que a árbitra chilena María Belén Carvajal determinou como pênalti que foi cobrado e marcado pela capitã Catalina Usme.

A felicidade do empate não durou muito para as colombianas porque logo de três minutos, Carvajal apitou pênalti para o Ferroviária e Aline Milene não falhou para voltar a adiantar as brasileiras no placar.

Durante o segundo tempo América de Cali procurou sem êxito o empate por falta de apontaria das suas atacantes, uma grande atuação da goleira brasileira Luciana e dois disparos na trave.

Com o título do Ferroviária, Brasil acumula nove coroas na CONMEBOL Libertadores Feminina: Santos (2009 e 2010), São José (2011, 2013 e 2014), Ferroviária (2015 e 2020), Audax-Corinthians (2017) e Corinthians (2019). As lista de campeões também registra as conquistas do Colo Colo chileno (2012), o Sportivo Limpeño paraguaio (2016) e o Atlético Huila colombiano (2018).

-Ficha técnica-

América de Cali (1): Katerine Tapia; Leury Basanta, Daniela Arias, Tatiana Castañeda e Liseth Ocampo (m.46, Jessica Caro) (m.91, Anlly Iglesias); Carolina Pineda, Diana Ospina, Catalina Usme; Gisela Robledo (m.85, Sara Martínez), Manuela González (m.78, Joemar Guarecuco) e Wendy Bonilla (m.46, Lizeth Ocampo). Treinador: Andrés Usme.

Ferroviária (2): Luciana; Monalisa (m.66, Rafa Mineira), Yasmin (m.49, Gessica), Ana Alice e Barrinha; Carol Tavares, Luana y Nicoly; Sochor; Lurdinha (m.84, Daiane) e Aline Milene (m.94, Duda). Treinadora: Lindsay.

Gols: 0-1, min. 7: Sochor. 1-1, min. 39: Catalina Usme de pênalti. 1-2, min. 42: Aline Milene de pênalti.

Árbitra: A chilena María Belén Carvajal admoestou Lizeth Ocampo, Daniela Arias, Monalisa e Sochor.

 

 

CONMEBOL.com

Últimas Noticias