NOTÍCIAS DESTACADA

Designação de árbitros para os encontros de ida – Oitavas de Final da CONMEBOL Sudamericana
Designação de árbitros para os encontros de ida – Oitavas de Final da CONMEBOL Sudamericana
Árbitros para as Oitavas da CONMEBOL Libertadores
Árbitros para as Oitavas da CONMEBOL Libertadores
Córdoba será uma festa com a final da CONMEBOL Sudamericana 2022
Córdoba será uma festa com a final da CONMEBOL Sudamericana 2022

Geração do mundial da África do Sul dá o toque de brilho ao torneio paraguaio

Os anos passam e a qualidade continua inalterável, a torcida paraguaia se encontra na expectiva no começo do campeonato Clausura guarani, é que os jogadores de alta estirpe que vestiram a camisa da seleção albirroja em etapas douradas estão de volta, para ornamentar o futebol sul-americano.

O futebol paraguaio se recategoriza com o regresso de ídolos, muitos voltam para por o broche de ouro a suas respectivas carreiras, vestindo as cores da camiseta de seu professo amor, como é o caso de Roque Santa Cruz, goleador histórico da seleção paraguaia e um dos abandeirados da legião de retorno.

A volta de Santa Cruz é certamente um dos mais ressoantes, devido ao protagonismo internacional do atacante, campeão da Champions League com o Bayern de Munique e goleador nas Ligas da Inglaterra e Espanha. Foi partícipe do Simpósio Global do Presente e Futuro do Futebol na América do Sul” com o tema “Discutamos Futebol”, organizada pela CONMEBOL, onde deixou seu ponto de vista sobre os jogadores oriundos na América do Sul e o retorno ao seu país.

“Ao sair daqui foi uma alegria imensa e ao voltar também porque me encontrei com realidades muito gratas”, indicou Roque durante sua participação.

Torcedor do time listrado, recorda com muita emoção o dia 30 de julho de 2016, dia que voltou a ver uma de suas últimas glórias vestir novamente a casaca ‘franjeada’, e nada menos que com um gol frente o Deportivo Capiatá, logo de 17 anos.

“Espetacular, um sonho. Todo mundo sabe a história da minha carreira, puderam ver o que faço em campo, mas ponho muito sacrifício para estar com condições. Estou muito emocionado, noites como estas fazem que tudo valha a pena”, havia manifestado naquela noite de seu retorno o histórico centroavante paraguaio.

Sete meses depois passou por similar situação no Bairro Obrero, 05 de fevereiro 2017, o também craque da seleção paraguaia Nelson Haedo Valdez debutara no clube de seus amores, Cerro Porteño e o fez com um gol frente Rubio Ñu. Ainda que Haedo nunca jogou na Primeira Divisão do Paraguai, sempre se declarou fã azulgrená e a expectativa de sua estreia fora enorme.

“O sonho que tive alguma vez foi voltar pra casa e poder vestir esta camiseta, mas nunca imaginei que poderia ser recebido por tanta gente, é outro sonho cumprido”, expressou o ‘León’ guarani em sua chegada ao Bairro Obrero.

Roque (35) e Haedo (33) são os dois últimos grandes estandartes da seleção paraguaia, que manifestaram publicamente que irão colocar o ponto final a suas respectivas carreiras profissionais esportivas com a camiseta dos dois times mais populares do país.

-Geração de 2010-

Aos grandes atacantes também se somam outras jóias nacionais. O por muitos anos portador do bracelete de capitão, Paulo Da Silva; e o atacante goleador do futebol luso Oscar ‘Tacuara’ Cardozo, se aprestam para debutar no torneio Clausura paraguaio com o último campeão, Libertad.

Cardozo só precisou de 29 minutos para anotar seus dois primeiros gols e, desta maneira, demonstrar seu poderio ofensivo ante Huracán, pela CONMEBOL SUL-AMERICANA.

Da Silva surgiu das inferiores do clube Atlantida de Paraguay, e fará zaga com seu companheiro na seleção partícipe da histórica campanha do Mundial da África do Sul 2010, Antolín Alcaraz, que já leva um tempo na defesa libertenha.

Falando dessa camada de 2010, uma das melhores dos últimos tempos de Albirroja, encontra-se o volante Cristian Riveros, defendendo há várias temporadas o Olímpia e, ultimamente homenageado pela APF por alcançar 100 partidas com a seleção.

O meia Darío Verón também foi contratado pelo clube ‘Decano’ para jogar por esta temporada, e retorna ao  vuelve a Paraguay después de más de 10 años jugando en el Pumas de México, habiendo debutado no time 12 de Octubre.

E ainda se junta aos craques, Enrique ‘Rambert’ Vera, que jogou duas temporadas no Sportivo Luqueño, mas para este torneio emigrou novamente ao futebol equatoriano, onde fez maior parte de sua longa carreira.

Contudo, Luqueño aposta suas cartas da categoría em Julio Dos Santos, também ex-internacional com a Albirroja, em 31 oportunidades.

-O torneio-

APF programou as duas primeiras rodadas do campeonato Clausura paraguaio, que levantará o telão no dia 21 de julho, un torneio decisivo para conhecer os últimos classificados aos torneios CONMEBOL; ascensos e descensos; e no segundo campeão do ano.

CONMEBOL.com

 

 

Ultimas Noticias