NOTÍCIAS DESTACADA

Brasil e Argentina campeões mundiais no mesmo dia
Brasil e Argentina campeões mundiais no mesmo dia
VAR CONMEBOL: análise de situação de jogo da Sudamericana – Colo Colo x Internacional
VAR CONMEBOL: análise de situação de jogo da Sudamericana – Colo Colo x Internacional
O campo de futebol da CONMEBOL: um espaço para clubes e seleções
O campo de futebol da CONMEBOL: um espaço para clubes e seleções

Grandes times entram em campo

4-mar

Confrontos da Fase de Grupos da CONMEBOL Libertadores desta quarta-feira, 4 de março:

  • C.A. Tigre x Palmeiras
  • Barcelona SC x Independiente del Valle
  • Jorge Wilstermann x Colo Colo
  • Junior x Flamengo
  • Guaraní x Bolívar
  • LDU Quito x River Plate
  • Delfín x Olímpia

 

-Palmeiras ante o argentino Tigre no Grupo B-

O argentino Tigre, que joga na segunda divisão, retorna à CONMEBOL Libertadores após sete anos e, na estreia, enfrentará um grande desafio ao receber o Palmeiras brasileiro, na abertura do Grupo B da máxima competição continental de clubes.

O Tigre acessou à CONMEBOL Libertadores como campeão da Copa da Superliga argentina no ano passado, quando surpreendeu o Boca na final (2-0), mas curiosamente já havia descido para a segunda categoria do futebol argentino pela baixa média de sua campanhas anteriores.

A partida será disputada no estádio José Dellagiovanna, na quarta-feira, às 19h15 locais (22h15 GTM) e será arbitrada pelo colombiano Wilmar Roldán, e a primeira rodada do Grupo B será concluída na mesma quarta-feira, com o jogo entre o Guaraní paraguaio e o Bolívar da Bolívia.

-Estatísticas-

  • Tigre e Palmeiras se enfrentaram duas vezes na edição 2013 da CONMEBOL Libertadores; ambas as equipes venceram seus jogos como local.
  • Tigre não empatou nenhum dos seus 10 jogos na CONMEBOL Libertadores, todos em 2013; ganhou cinco e perdeu cinco.
  • Palmeiras venceu oito de seus últimos 11 jogos como visitante na CONMEBOL Libertadores desde 2018 (1E 2D).
  • Tigre venceu quatro e perdeu um de seus cinco jogos como local na CONMEBOL Libertadores; caiu no único em que não marcou, 0-2 contra o Libertad em fevereiro de 2013.
  • Palmeiras venceu apenas dois de seus 15 jogos como visitante na Argentina na CONMEBOL Libertadores (6E 7D); as vitórias foram 2-0 ante o Independente, em 1961, e 2-0 contra o Boca Juniors, em 2018.

 

-Barcelona x Independiente del Valle, duelo de irmãos equatorianos-

Um duelo de irmãos pela CONMEBOL Libertadores 2020 será disputado nesta quarta-feira no Equador, quando o Barcelona receba, em seu feudo de Guayaquil, o Independiente del Valle, em uma partida do Grupo A do torneio.

O compromisso será desenvolvido a partir das 17h15 locais (22h15 GMT) no estádio Monumental da cidade costeira de Guayaquil (sudoeste).

O duelo entre os equatorianos será apitado pelo chileno Roberto Tobar, que será auxiliado por seus compatriotas Christian Schiemann e Alejandro Molina.
 

-Estatísticas-

  • Será o primeiro confronto entre o Barcelona e o Independiente del Valle em competições CONMEBOL; o ‘Ídolo’ não perdeu nenhum dos seus últimos nove jogos como local contra o Negriazul na Primeira Divisão do Equador (7V 2E).
  • Barcelona venceu cinco de seus seis jogos na CONMEBOL Libertadores 2020 (1D); se vencer o Independiente del Valle, igualará o maior número de vitórias em uma edição da competição (6 em ​​1971, 1990, 1992 e 2017).
  • Independiente del Valle disputará a primeira fase de grupos da CONMEBOL Libertadores pela primeira vez depois de chegar à final em 2016; em 2017, jogou duas fases prévias (2V 1E 1D) e uma em 2018 (2E).
  • Fidel Martínez, do Barcelona, ​​é o artilheiro (8) da CONMEBOL Libertadores 2020; no total, ele marcou 18, é o segundo equatoriano com mais gols na história da competição; superado apenas Alberto Spencer, o máximo goleador histórico deste certame (54).
  • Gabriel Torres marcou dois gols em nove jogos com o Independiente del Valle em competições CONMEBOL; foram os dois últimos da equipe como visitante, contra o Corinthians na semifinal da Sul-Americana 2019.

 

-Wilstermann recebe Colo Colo-

O boliviano Wilstermann receberá, na quarta-feira, em seu campo na cidade de Cochabamba, o chileno Colo Colo, que demitiu seu diretor técnico recentemente, na estreia de ambas as equipes na fase de grupos da Copa Libertadores 2020.

A partida pela chave C está marcada para as 18h15 locais (22h15 GMT) no estádio Félix Capriles e será dirigida pelo árbitro argentino Andrés Merlos.

-Estatísticas-

  • Jorge Wilstermann e Colo-Colo se enfrentarão pela primeira vez em competições CONMEBOL.
  • Jorge Wilstermann perdeu apenas um dos seus últimos 12 jogos como local na CONMEBOL Libertadores (8V 3E desde 2011); a derrota foi em seu jogo mais recente em casa, por 0-2 contra o Deportes Tolima, em maio de 2019.
  • Colo-Colo perdeu seus três últimos jogos na CONMEBOL Libertadores (em 2018), sua maior racha na competição desde março de 2007 (4D).
  • Serginho é o jogador que participou de mais gols (8) para o Jorge Wilstermann na CONMEBOL Libertadores desde a sua estreia, em 2017; marcou dois e participou de seis.
  • Colo-Colo nunca venceu na Bolívia como visitante na CONMEBOL Libertadores; perdeu em 1988 (1-2 contra o Oriente Petrolero) e 2004 (0-2 contra o Bolívar), empatou em 2018 (1-1 contra o Bolívar).

 

-Flamengo inicia a defesa do título ante Junior-

O rei da América chega ao Caribe colombiano para começar a defender seu título. O Flamengo do Brasil, em uma racha de glória imparável, enfrentará nesta quarta-feira com o Junior de Barranquilla, um clube com dentes e sem medo, em sua estreia na competição.

Os brasileiros iniciarão a defesa da coroa que obtiveram em 2019 a partir das 19h30 locais (00h30 GMT de quinta-feira), no Estádio Metropolitano de Barranquilla.

-Estatísticas-

  • Junior e Flamengo se enfrentaram na CONMEBOL Libertadores em 1984; o Mengão venceu os dois jogos, 2-1 como visitante e depois 3-1 em casa.
  • Junior perdeu seis de seus últimos sete jogos na CONMEBOL Libertadores; venceu o restante por 1-0 contra San Lorenzo em abril de 2019.
  • Flamengo venceu sete de seus 13 jogos na CONMEBOL Libertadores 2019 (3E 3D), mas apenas um como visitante: 1 a 0 ante o San José, em seu primeiro jogo nessa edição.
  • Junior perdeu oito de seus dez jogos contra times brasileiros na Libertadores CONMEBOL, incluindo os cinco mais recentes; venceu os dois restantes, 3-1 contra o Santos em 1984 e 2-1 ante o Grêmio em 2011.
  • Gabriel Barbosa marcou oito dos últimos 18 gols do Flamengo em competições CONMEBOL; um na Recopa 2020 e sete na Libertadores 2019.

 

-Guaraní, um duro na Libertadores, enfrenta o  Bolívar-

O Guaraní do Paraguai, um duro adversário na Copa Libertadores, que está remando desde a primeira fase, estreia nesta quarta-feira contra o Bolívar pelo Grupo B, onde também estão o Palmeiras do Brasil e o Tigre da Argentina.

A partida de ida está marcada para as 21h30 locais (00h30 GMT de quinta-feira) no estádio “La Nueva Olla”, no clube Cerro Porteño, com capacidade para 45.000 espectadores.

O jogo será apitado pelo árbitro equatoriano Augusto Aragón, auxiliado nas laterais por seus compatriotas Christian Lescano e Juan Aguiar Ramos.
 

-Estatísticas-

  • Guaraní e Bolívar dividiram vitórias nos dois duelos que disputaram na Libertadores; o aborígine perdeu apenas um dos seus últimos 12 jogos contra times da Bolívia em competições CONMEBOL (7V 4E).
  • Guaraní venceu cinco de seus seis jogos na CONMEBOL Libertadores 2020 (1D), seu segundo maior número de vitórias em uma edição da copa; seis vitórias em 1970.
  • Bolívar venceu apenas um dos seus últimos 10 jogos como visitante na CONMEBOL Libertadores (4E 5D); a vitória foi no seu jogo mais recente fora de casa, por 3-2 contra o Defensor Sporting na primeira fase prévia, em 2019.
  • Raúl Bobadilla participou de um gol do Guaraní a cada 65 minutos na CONMEBOL Libertadores 2020, sendo o melhor registro para um jogador do Aborígine; marcou um e participou de dois em 159 minutos.
  • Marcos Riquelme marcou três gols em sete jogos com o Bolívar na CONMEBOL Libertadores; todos foram em seus seis jogos na edição 2018.

 

-River visita Liga de Quito na estreia de ambos-

O River Plate visitará, nesta quarta-feira, o Liga de Quito na estreia de ambos, em uma partida pelo Grupo D, que inclui o brasileiro São Paulo e o peruano Binacional.

A partida está marcada para as 19h30 locais, da quarta-feira (00h30 GMT de quinta-feira) no Estádio Rodrigo Paz, propriedade dos ‘azucenas’, com a arbitragem dos colombianos Andrés Rojas (central), Alexander Guzmán e Jhon León.

-Estatísticas-

  • River Plate perdeu apenas dois de seus oito duelos contra o Liga de Quito na CONMEBOL Libertadores (3V 3E); as derrotas foram como visitante, 0-1 em 1999 e 1-2 em 2005.
  • Liga de Quito venceu nove e perdeu quatro de seus 13 jogos como local desde 2011 na CONMEBOL Libertadores; uma dessas derrotas foi em seu jogo mais recente em casa, 0-3 contra o Boca Juniors, nas quartas de final de 2019.
  • River Plate perdeu seus dois últimos jogos na CONMEBOL Libertadores, uma racha que não tinha desde março de 2009 (2D); não cai em três jogos consecutivos na competição desde fevereiro de 2003 (3D).
  • Liga de Quito perdeu dois de seus últimos três jogos como local contra equipes argentinas na CONMEBOL Libertadores (1V), depois de cair apenas em um dos 11 anteriores (7V 3E).
  • River Plate perdeu apenas um de seus seis jogos contra equipes do Equador na CONMEBOL Libertadores, desde que Marcelo Gallardo é o técnico (4V 1E); caiu no primeiro, 0-2 contra o Independiente del Valle, em abril de 2016.

 

-Os campeões Delfín e Olímpia abrem sua participação-

O Delfín equatoriano e o Olímpia paraguaio, campeões de futebol de seus países, jogarão nesta quarta-feira no porto de Manta pela primeira rodada do Grupo G da Copa Libertadores-2020.

O plantel assunceno, um dos permanentes animadores de competições sul-americanas, começará uma nova aventura na Libertadores, cujo título não vence há quase duas décadas.

O ‘decano’, que venceu o certame em 1979, 1990 e 2002, compete com o jovem time ‘cetáceo’, que apenas em 2017 começou a escrever sua história quando obteve o subtítulo equatoriano, coroando-se monarca no ano passado.

As duas equipes, que integram a chave G com o argentino Defensa y Justicia e o brasileiro Santos, vão jogar no estádio Jocay de Manta (para 20.000 pessoas) a partir das 19h30 locais, da quarta-feira (00h30 GMT da quinta-feira).

Os juízes uruguaios Leodán González (central), Martín Soppi e Horacio Ferreiro dirigirão as ações em Manta.

-Estatísticas-

  • Delfín e Olímpia se enfrentarão pela primeira vez em competições CONMEBOL.
  • Delfín acabou invicto na CONMEBOL Libertadores 2019; venceu seus dois jogos na primeira fase preliminar contra o Nacional do Paraguai e depois foi eliminado contra Caracas, apesar de empatar os dois jogos (1-1 como local e 0-0 como visitante).
  • Olímpia venceu apenas um dos seus últimos 15 jogos como visitante na CONMEBOL Libertadores (5E 9D desde 2013); a vitória foi por 3-0 contra o Sporting Cristal, em abril de 2019.
  • Delfín enfrentou apenas uma equipe do Paraguai na CONMEBOL Libertadores, o Nacional e venceu os dois jogos, 3-0 como local e 2-1 como visitante em 2019.
  • Óscar Cardozo é o artilheiro histórico do Libertad na CONMEBOL Libertadores; soma nove gols em 17 partidas ( Pablo Velázquez também marcou 9 em 29 jogos).

 

 

 

 

AFP/OPTA/CONMEBOL.com

Ultimas Noticias