NOTICIA DESTACADA

2 times brasileiros e 1 equatoriano conquistam leve vantagem no torneio
2 times brasileiros e 1 equatoriano conquistam leve vantagem no torneio
CONMEBOL deixa de exigir teste negativo de COVID para suas competições
CONMEBOL deixa de exigir teste negativo de COVID para suas competições
Detentores de direitos televisivos confirmados para a Sub-20 Intercontinental
Detentores de direitos televisivos confirmados para a Sub-20 Intercontinental

Independiente bate Fênix e parte para a seguinte fase

independiente

O argentino Independiente avançou para as quartas de final da CONMEBOL Sul-Americana 2020 ao derrotar o uruguaio Fênix por 1-0 (parcial 1-0), no jogo de revanche das oitavas de final disputado nesta quarta-feira no estádio Libertadores de América (Avellaneda, periferia sul bonaerense).

Silvio Romero (24) anotou o único gol da noite sobre um Fênix que terminou o jogo com um jogador a menos pela expulsão de Fernando Souza (45+3), a instâncias do VAR.

Independiente seguiu adiante na série com dois triunfos e um global de 5-1, já que tinha vencido por 4-1 no primeiro jogo em Montevidéu.

Nas quartas de final teremos um duelo entre argentinos, já que o Independiente enfrentará o Lanús, que no seu duelo das oitavas eliminou o boliviano Bolívar ao detonar o jogo de revanche por 6-2.

-Os números do jogo-

  • O Independiente acumula sete vitórias consecutivas contra times do Uruguai em competições CONMEBOL, anotando 17 gols e recebendo cinco.
  • O Fênix continua sem ganhar como visita em competições CONMEBOL, hoje foi sua oitava derrota (3E).
  • O Independiente chegou a 15 encontros invicto como local na CONMEBOL Sul-Americana, ganhando 14 (1E) e anotando 20 gols mais que os seus rivais (26-6).
  • O Fênix perdeu dois duelos seguidos em competições CONMEBOL pela primeira vez desde 2004 (3D).
  • Silvio Romero anotou seu nono gol em 13 jogos com o Independiente na CONMEBOL Sul-Americana; é o máximo goleador da equipe no certame, com pelo menos três gols a mais que qualquer outro jogador (6 – Leandro Fernández).

 

 

AFP/OPTA

Últimas Noticias