NOTÍCIAS DESTACADA

Escalação de árbitros para as revanches das Oitavas de Final – CONMEBOL Sudamericana
Escalação de árbitros para as revanches das Oitavas de Final – CONMEBOL Sudamericana
Brasil e Argentina campeões mundiais no mesmo dia
Brasil e Argentina campeões mundiais no mesmo dia
VAR CONMEBOL: análise de situação de jogo da Sudamericana – Colo Colo x Internacional
VAR CONMEBOL: análise de situação de jogo da Sudamericana – Colo Colo x Internacional

Jogos de tirar o fôlego e sem favoritos no encerramento da semana

Nesta quinta-feira termina a primeira semana dos duelos de ida pelas Oitavas de Final da CONMEBOL LIBERTADORES BRIDGESTONE 2017, com jogos parelhos de alta tensão: The Strongest (BOL) ante Lanús (ARG); Emelec (ECU) contra San Lorenzo e Nacional (URU) vs Botafogo (BRA).

 

The Strongest e Lanús protagonizaram encontro de alto nível

O boliviano The Strongest receberá nesta quinta-feira o argentino Lanús, no duelo que se jogará na altura de La Paz, pelas Oitavas de Final da CONMEBOL LIBERTADORES BRIDGESTONE 2017.

The Strongest vem à partida após ficar em segundo do Grupo 2 na fase anterior, atrás do brasileiro Santos e na frente do colombiano Santa Fe e do peruano Sporting Cristal.

Realizou uma grande temporada com o volante e atual artilheiro do torneio Alejandro Chumacero e seu capitão paraguaio Pablo Escobar.

O técnico venezuelano César Farías formou uma equipe compacta e forte na altura de La Paz.

Enquanto isso, o Granate argentino vem à disputa como líder da fase anterior do Grupo 6, que completou o uruguaio Nacional, o brasileiro Chapecoense e o venezuelano Maracaibo.

Lanús, que llegó primero a la ciudad boliviana de Santa Cruz, a 400 metros sobre el nivel del mar y 900 km al este de La Paz, sabe que esta corta fase de encuentros de ida y vuelta impiden cualquier posibilidad de especular y que cada encuentro es clave.

Portanto, respeitando os 3.600 metros do Estádio de La Paz, sua mente está enfocada na vitória.

O volante Román Martínez declarou que a altitude “não vai ser impedimento, vamos por um bom resultado, jogaremos como sempre, tanto como local ou visitante”.

A partida de ida está marcada para as 18:15 locais no Estádio Hernando Siles e será arbitrado pelo brasileiro Wilson Sampaio, acompanhado pelos seus compatriotas Bruno Moschilia e Rodrigo Correa.

Estatísticas

The Strongest – Lanús

Sem confrontos internacionais oficiais 

The Strongest local

Extraordinario rendimento por torneios Conmebol onde perdeu apenas um dos últimos 25: Atlético Mineiro 2-1 na Copa Libertadores 2013

Em 10 oportunidades recebeu equipes argentinas de forma oficial: 7 – 1 – 2

As únicas derrotas foram: Boca Juniors 3-2 (Libertadores 1965) e River Plate 1-0 (Libertadores 1982)

Lanús visitante

Está invicto na fase atual: Chapecoense 3-1, Zulia 1-1 e Nacional 1-0

Registra três duelos na Bolívia pela Conmebol: Bolívar 0-1 (Conmebol 1996), Blooming 4-1 (Libertadores 2010) e Bolívar 0-1 (Libertadores 2014)

Árbitro – Wilton Sampaio

Será seu 10° jogo pela Copa Libertadores

Dois na atual fase: Deportivo Táchira 0 – Deportivo Capiatá 0 e Independiente Medellín 1 – River Plate 3

De forma oficial nunca arbitrou The Strongest, uma única vez o Lanús: O´Higgins 0-0 (Copa Libertadores 2014).

 

Alta tensão entre Emelec e San Lorenzo em Guayaquil

O equatoriano Emelec e o argentino San Lorenzo, campeão da CONMEBOL LIBERTADORES BRIDGESTONE em 2014, serão os protagonistas nesta quinta-feira em Guayaquil em um duelo interessante de ida pelas Oitavas de Final do Torneio Continental 2017.

A equipe anfitriã ‘elétrica’ de Emelec ficou em segundo lugar no Grupo 3 da fase anterior escoltando o líder argentino River Plate (13 pontos), e o ‘ciclón’ de San Lorenzo venceu chave 4, deixando para trás o Atlético Paranaense e Flamengo, também o Universidad Católica do Chile.

Azul e azulgranas, que pela primeira vez serão confrontados num torneio internacional, coincidiram em somar 10 pontos com 3 vitórias, 1 empate e 2 derrotas.

“É uma final de mundo para nós”, disse o técnico do Emelec, o uruguaio Alfredo Arias, acrescentando que a sua equipe “está para grandes coisas.”

“Anos atrás tivemos baixo desempenho em jogos internacionais, mas esta é a nossa oportunidade de revanche”, declarou.

Os ‘cuervos’ argentinos chegaram na terça-feira no Puerto guayaquileño sem o volante Leandro Romagnoli, que apresenta uma lesão no joelho.

O DT charrúa Diego Aguirre, afirmou que a intenção é “fazer um jogo bonito” ante um “bom” rival.

O plantel dos ‘santos’ incluiu o defesa Víctor Salazar, que acaba de se incorporar após assinar um contrato por quatro anos.

“Meu sonho é ser campeão da Libertadores”, declarou o lateral-direito, que poderia estrear com a camisa do Barça na partida marcada para quinta-feira às 19h45 (00h45 GMT sexta-feira), no Estádio Capwell de Emelec.

O jogo será disputado no Estádio George Capwell em Guayaquil e arbitrado pelos colombianos Wilson Lamouroux (central), Wilmar Navarro e John Alexander León.

Estatísticas

Emelec – San Lorenzo

Sem confrontos internacionais oficiais

Emelec local

ótimo rendimento por torneios Conmebol, pois das últimas 20 partidas apenas perdeu duas: Pumas 3-2 (Libertadores 2016) e River Plate 2-1 no dia 27 de abril.

Nivelada atuação recebendo equipes argentinas: 4 – 1 – 5

Todas suas vitórias foram pela Copa Libertadores: River Plate 2-0 (2001), River Plate 3-1 (2003), Newell´s 2-1 (2010) e Vélez Sarsfield 1-0 (2013)

San Lorenzo visitante

Alternou três resultados possíveis na atual fase da Copa Libertadores: Flamengo 0-4, Universidad Católica 1-1 e Atlético Paranaense 3-0

Jogou 7 vezes no Equador pela Conmebol: 1 – 2 – 4

A única vitória foi ante Filanbanco 2-1 no dia 16 de julho de 1988 pela Copa Libertadores

Árbitro – Wilson Lamouroux

Será seu duelo número 15 pela Copa Libertadores

Acumula sete na atual edição

Comandou uma vez o Emelec: Universitario 3-0 (Sul-Americana 2016) e também em uma ocasião o San Lorenzo: Dep. La Guaira 2-1 (Sul-Americana 2016).

 

Nacional busca afirmar sua história ante o áspero Botafogo

Nacional do Uruguai vai buscar nesta quinta-feira uma vitória de local ante o brasileiro Botafogo pelas Oitavas de Final da CONMEBOL LIBERTADORES BRIDGESTONE 2017.

Os jogadores de Martín Lasarte, que estão liderando o Grupo B do Torneio  Intermediário Local e estão desenvolvendo um bom jogo, deverão enfrentar o Botafogo que vem de perder seus dois últimos jogos no Brasileirão.

Os tricolores, têm em baixa na sua lista Rodrigo Aguirre, que mostrou grande desempenho goleador na equipe Lasarte, mas que torceu o joelho em uma partida no torneio local uruguaio e está afastdo dos treinos um par de semanas .

No entanto, Nacional vai procurar na sua casa do Parque Central de Montevidéu uma vitória que lhe permita sonhar com um lugar nas quartas de final do torneio, onde venceu pela última vez em 1988.

Botafogo, por sua vez, também vem de um fraco desempenho no torneio local, com vários empates e derrotas, e perdeu na sua última partida da Libertadores, neste caso contra o argentino Estudiantes de La Plata, que já jogava eliminado do torneio.

A equipe de Jair Ventura terminou em primeiro no Grupo 1 com 10 pontos junto com o Barcelona de Equador, com igual pontuação.

Botafogo não está melhor que seu rival uruguaio em termos de lesões. Um relatório recente do jornal O Globo menciona 16 lesionados até agora na temporada local no Brasil para o ‘Fogão’.

O duelo será às 19:15 locais no Gran Parque Central de Montevidéu, com arbitragem do chileno Julio Bascuñán.

Estatísticas

Nacional – Botafogo

Dois enfrentamentos internacionais oficiais, ambos com triunfo do Botafogo na fase de grupos da Copa Libertadores 1973: 3-2 no Rio de Janeiro e 2-1 em Montevidéu

Nacional local

Apenas ganhou dois dos últimos 10 que disputou pela Conmebol: Palmeiras 1-0 (Libertadores 2016) e Chapecoense 3-0 el pasado 27 de abril

Nivelado rendimento recebendo equipes brasileiros (14 – 10 – 14)

Leva três sem derrotas. A última foi ante Grêmio 1-0 no dia 13 de fevereiro de 2014 pela Copa Libertadores

Botafogo visitante

Ganhou apenas um dos últimos 10 que disputou: Atlético Nacional 2-0 no dia 13 de abril deste ano.

Não perdeu nas três vezes que se apresentou no Uruguai pela Conmebol. Além da mencionada vitória ante Nacional, tem dois empates com Peñarol: 2-2 (Libertadores 1973) e 1-1 (Conmebol 1993)

Árbitro – Julio Bascuñán

Registra 21 partidas pela Copa Libertadores

Cinco deles neste ano 2017

Arbitrou uma vez o Nacional: The Strongest 0-0 (Sul-Americana 2013) e também em uma ocasião o Botafogo: Olimpia 1-1 e posterior triunfo por pênaltis no dia 22 de fevereiro.

 

 

 

CONMEBOL.com / AFP
Estatísticas: Eduardo Bolaños

Ultimas Noticias