NOTÍCIAS DESTACADA

Começou a venda geral de ingressos para a CONMEBOL Copa América Feminina Colômbia 2022
Começou a venda geral de ingressos para a CONMEBOL Copa América Feminina Colômbia 2022
Designação de árbitros para os encontros de ida – Oitavas de Final da CONMEBOL Sudamericana
Designação de árbitros para os encontros de ida – Oitavas de Final da CONMEBOL Sudamericana
Árbitros para as Oitavas da CONMEBOL Libertadores
Árbitros para as Oitavas da CONMEBOL Libertadores

Jornada com gigantes protagonistas do continente

Nesta quarta-feira serão disputados os duelos de ida da CONMEBOL SUL-AMERICANA 2017, com jogos prometedores para os amantes do futebol, com equipes histórias dentro do torneio continental: Bolívar (BOL) contra LIga de Quito (EQU); Independiente (ARG) ante Deportes Iquique (CHI) e Nacional (PAR) enfrenta Olimpia (PAR).

Bolívar recebe Liga de Quito em duelo sem favoritismos

O flamante campeão boliviano Bolívar enfrentará nesta quarta-feira na primeira mão da Segunda Fase da CONMEBOL SUl-AMERICANA, a Liga de Quito, onde estreia o novo DT uruguaio Pablo Repetto.

 

Bolívar chega à Segunda Fase após ganhar na primeira o Deportes Tolima, e Liga de Quito com solvência venceu o uruguaio Defensor Sporting.

Um dos mais populares da Bolívia vai disputar o encontro em um bom momento, como campeão do Abertura 2017, mesmo com baixas como do atacante chileno Ronnie Fernández, que optou pelo futebol de Emirados Árabes.

O técnico espanhol Beñat San José instruiu seus atletas durante os últimos treinos, em manter dinámica e precisão, como receitas para vencer os primeiros três pontos em disputa.

Pelo seu lado, o panorama na equipe ‘Universitario’, um verdadeiro gigante no Equador, é diferente. Terminou a primeira fase do torneio do seu país em antepenúltima lugar, com três duelos vencidos e 10 empates em 22 partidas.

Os ‘Albos’ sonham em retomar suas grandes atuações de 2008, quando conquistou o título de campeão na LIBERTADORES e em 2009, quando alcançou a SUL-AMERICANA.

Após a saída de Munúa, na semana passada chegou à equipe o seu compatriota Pablo Repetto, que reconheceu a atual situação, mas mostrou-se otimista para assumir este mal momento. “Liga é um leão dormido e aos poucos vamos despertá-lo”, afirmou o DT ao assumir o cargo. 

A partida será disputada no Estádio Hernando Siles de La Paz às 18:15 locais e será arbitrado pelo argentino Mauro Vigliano, acompanhado pelos seus  compatriotas Cristian Navarro e Gabriel Chade.

Estatísticas

Bolívar – Liga de Quito

Registram oito enfrentamentos internacionais oficiais com igualdade: Três vitórias para cada um e dois empates

Os últimos jogos foram pela Copa Sul-Americana 2008 com êxitos locais: Liga de Quito 4-2 e Bolívar 2-1

Bolívar local

Por torneios Conmebol leva 17 sem derrotas

A última foi no dia 21 de fevereiro de 2012 ante Unión Española 3-1 pela Copa Libertadores

Está invicto recebendo equipes equatorianas de forma oficial: 6 – 2 – 0

As únicas vezes que não venceu: Barcelona 1-1 (Libertadores 1998) e Liga de Quito 2-2 (Libertadores 2005)

Liga de Quito visitante

Alternou os três resultados possíveis nas suas recentes apresentações pela Conmebol: Toluca 1-2 e San Lorenzo 1-1 (Libertadores 2016), Defensor Sporting 2-1 no dia 30 de maio pela Copa Sul-Americana

Venceu uma das 8 vezes que se apresentou de forma oficial na Bolívia. Foi na sua primeira vez neste país, dia 11 de abril de 1976 ante Guabira por 1-0

Árbitro – Mauro Vigliano

Registra 10 partidas pela Copa Sul-Americana

Debutou no campeonato dia 1 de agosto de 2013: Guaraní 0 – Oriente Petrolero 0

Nunca arbitrou Liga de Quito, uma vez o Bolívar: Emelec 2-1 (Libertadores 2014).

 

Independiente busca reivindicar sua história ante Deportes Iquique

Independiente, conhecido como o ‘Rei de Copas’, buscará reluzir seus laureles quando receba quarta-feira à noite o chileno Deportes Iquique, em um dos jogos de ida pela Segunda Fase da CONMEBOL SUL-AMERICANA 2017.

Vencedor de  16 títulos internacionais, incluindo sete da LIBERTADORES e uma SUL-AMERICANA, que levantou em 2010, Independiente quer recuperar seu brilho no plano exterior depois de sete anos sem colheita.

O ‘Rojo’ deu o primeiro passo ao eliminar o Alianza Lima na primeira rodada, onde empatou 0-0 como local vencendo por 1-0 no Peru.

Pela sua parte, Deportes Iquique ingressou no torneio vindo da CONMEBOL LIBERTADORES BRIDGESTONE 2017, como um dos oito melhores da etapa zonal, desde o Grupo 8, atrás do brasileiro Grêmio e do paraguaio Guarani, que não conseguiu superar na última fase da eliminatória. 

Independiente vem de ficar às portas da LIBERTADORES 2018 ao finalizar em sexto no torneio argentino, dez pontos de distância do campeão Boca Juniors.

“A equipe está muito bem, deve seguir crescendo e melhorando”, afirmou o DT Ariel Holan.

O ‘Rojo’ incluiu o experiente volante Jonás Gutiérrez e nos próximos dias vai somar defesa venezuelano Fernando Amorebieta, livre do espanhol Sporting de Gijón.

Sobre Iquique, Holan considerou que “é uma equipe que busca ter a bola e certamente vai reagir quando a tenhamos. Devemos tirar-lhes a bola e desde o início do jogo devemos comandar”.

Do lado visitante, o zagueiro Hernán Lópes admitiu que Independiente “é um rival reconhecido. Será um jogo difícil e estará na altura do que passou o Grêmio” na LIBERTADORES.

“Faz duas semanas que estamos vendo vídeos e o trabalho dos seus jogadores. Eles têm um jogo muito ofensivo, pressionam muito e nós temos que fazer uma partida inteligente”, acrescentou Lópes.

O duelo inicia às 21:45 nesta quarta-feira no Estádio Libertadores de América, sendo arbitrado pelo paraguaio Enrique Cáceres, acompanhado pelos compatriotas Rodney Aquino e Roberto Cañete.

Estatísticas

Independiente – Dep. Iquique

Sem duelos internacionais oficiais

Independiente local

Boa racha por torneios Conmebol, apenas perdeu três das últimas 25 que disputou: River Plate 4-1 (Sul-Americana 2003), Godoy Cruz 3-1 (Libertadores 2011) e Santa Fe 1-0 (Sul-Americana 2015)

Está invicto recebendo equipes chilenas de forma oficial: 5 – 3 – 0

Nestas 8 partidas marcou gols 

As únicas ocasiões de derrota foram: Colo Colo 1-1 (Libertadores 1973), Colo Colo 2-2 (Supercopa 1997) e Universidad de Chile 2-2 (Sul-Americana 2012)

Dep. Iquique visitante

Venceu uma das 10 partidas que disputou pelos torneios Conmebol

Foi no dia 19 de abril ante Zamora 4-1 pela Copa Libertadores

Foi derrotado em sua única apresentação oficial na Argentina: Vélez Sarsfield 3-0 (Copa Libertadores 2013)

Árbitro – Enrique Cáceres

Registra 15 partidas pela Copa Sul-Americana

Seu debut no torneio foi no dia 31 de agosto de 2010: Oriente Petrolero 1 – Universidad de Chile 1

Dirigiu uma vez o Independiente: Lanús 1-0 (Sul-Americana 2016) e duas vezes o Deportes Iquique: Nacional de Uruguai 2-1 (Sul-Americana 2012) e Peñarol 1-2 (Libertadores 2013).

 

Nacional e Olimpia darão um show em Sajonia

O histórico Olimpia do Paraguai retorna aos duelos internacionais nesta quarta-feira enfrentando o Nacional local, em duelo de clubes guaranis pela partida de ida da Segunda Fase da CONMEBOL SUL-AMERICANA 2017.

A equipe da ‘Academia’, como também é reconhecido o Nacional, o DT Roberto ‘Tiburón’ Torres poderá ter à sua disposição o recente incorporado centro-campista Luis Miño.

“Olimpia pressiona, estão como favoritos, e isso nos fortalece. Faremos o nosso jogo”, enfatizou Rodrigo Rojo, o defesa uruguaio da equipe tricolor paraguaia.

Pelo lado do tri-campeão da CONMEBOL LIBERTADORES BRIDGESTONE, colocou como objetivo conquistar uma posição privilegiada do único torneio internacional que não possui na sua vitrine.

O time da Franja Negra é comandado pelo uruguaio nacionalizado paraguaio Ever Almeida, seu ex-arqueiro, campeão de duas LIBERTADORES com o clube, em 1979 e 1990.

Por outro lado, a equipe franjeada incorporou o zagueiro do torneio local, Néstor Camacho (29), transferido do Guarani, o único do Paraguai que ainda disputa a atual LIBERTADORES.

A partida está prevista para as 20:45 locais no Estádio Defensores del Chaco de Assunção, sob arbitragem do brasileiro Sandro Ricci.

Estatísticas

Nacional – Olimpia

Registram quatro enfrentamentos internacionais oficiais

Copa Libertadores 1983: Nacional 2-1 e um empate 0-0 

Copa Libertadores 1986: Vitórias de Olimpia: 3-1 e 2-1

Nacional de Assunção local

Boa racha nos torneios da Conmbeol, onde apenas perdeu um dos últimos 10: Liga de Quito 1-0 (Copa Sul-Americana 2015)

Recebeu duas vezes outras equipes do seu país por torneios Conmbeol, sendo os mencionados ante Olimpia: 0-0 em 1983 e 1-2 em 1986

Olimpia visitante

Registra três derrotas consecutivas e cinco sem ganhar pela Conmebol.

A última vitória foi no dia 15 de setembro de 2015 ante Águilas Doradas 2-1 (Copa Sul-Americana)

Será o seu encontro número 30 visitando outras equipes paraguaias por torneios Conmebol: 7 – 13 – 9

Perdeu um dos últimos 7: Cerro Porteño 4-3 no dia 24 de fevereiro de 1999 (Copa Libertadores)

Árbitro – Sandro Ricci

Será sua partida número 15 pela Copa Sul-Americana

Uma na atual edição: Bolívar 1 – Deportes Tolima 0

Dirigiu duas vezes o Nacional: Vélez Sarsfield 2-2 e San Lorenzo 0-1, ambas pela Copa Libertadores 2014 e em duas vezes comandou Olimpia: Danubio 0-0 (Sul-Americana 2012) e Deportivo Lara 2-2 (Libertadores 2013).

 

 

CONMEBOL.com / AFP
Estatísticas: Eduardo Bolaños

Ultimas Noticias