NOTICIA DESTACADA

Independiente del Valle sagra-se bicampeão da CONMEBOL Sudamericana
Independiente del Valle sagra-se bicampeão da CONMEBOL Sudamericana
A 50 dias do Mundial: Equador quer fazer história
A 50 dias do Mundial: Equador quer fazer história
50 dias para o Mundial: Brasil em busca do hexa
50 dias para o Mundial: Brasil em busca do hexa

Liga da China começa com gols sul-americanos

Os astros sul-americanos ganharam destaque na primeira jornada da liga chinesa. Os autores dos gols foram Teixeira (2), Martínez, Fernandinho (2) e Ramires.

A legião de estrelas estrangeiras fichadas a preço de ouro na pré-temporada da liga chinesa confirmou as expectativas neste fim de semana na primeira jornada, com o brasileiro Alex Teixeira como principal figura, com dois gols, e o colombiano Jackson Martínez com um tanto, apesar de seu time perder.

Fichado pelo Shakhtar Donetsk por 50 milhões de euros, uma quantia récorde na Ásia, Teixeira participou na vitória (3-0) de sua nova equipe, Jiangsu Suning, sobre o Shandong Luneng, que lhe serviu ainda para colocar-se como primeiro líder.

A Chinese Super League (CSL), investiu 331 milhões de euros para contratar figuras emblemáticas e grandes nomes, parece haver acertado em suas escolhas, com uma primeira jornada repleta de espetáculo e em que as novas estrelas responderam positivamente.

Antes que Teixeira fizesse seus gols (minutos 66 e 80), seu compatriota Ramires, ex-Chelsea, foi quem abriu o caminho no minuto 3, perante os quase 49.000 espectadores do estádio olímpico de Nanjing.

O colombiano Jackson Martínez, ex-jogador do Atlético de Madrid, também marcou seu primeiro gol na liga chinesa, com um remate de cabeça, porém não pôde evitar a derrota por 2-1 de sua equipe, o Guanghzou Evergrande, ante o Chongqing Lifan. Uma estreia difícil para os vigentes campeões da China e da Ásia.

A vitória do Chongqing chegou graças aos dois gols do brasileiro Fernandinho. Foi a primeira vitória da equipe sobre o Guangzhou Evergrande, que treina o também brasileiro Luiz Felipe Scolari.

Texto e foto: AFP

Edição: conmebol.com

Últimas Noticias