NOTICIA DESTACADA

Detentores de direitos televisivos confirmados para a Sub-20 Intercontinental
Detentores de direitos televisivos confirmados para a Sub-20 Intercontinental
CONMEBOL deixa de exigir teste negativo de COVID para suas competições
CONMEBOL deixa de exigir teste negativo de COVID para suas competições
2 times brasileiros e 1 equatoriano conquistam leve vantagem no torneio
2 times brasileiros e 1 equatoriano conquistam leve vantagem no torneio

Listas definidas para o Mundial Feminino Sub-17 Jordânia 2016

O portal da FiFA.com fez pública as listas oficiais das 16 seleções que participarão do Mundial FIFA feminino Sub-17 da Jordânia 2016, faltando uma semana para a bola rolar. Um total de 336 jovens foram inscritas para competir no torneio, onde estarão Brasil, Paraguai e Venezuela, representando a CONMEBOL

 

O portal da FiFA.com fez pública as listas oficiais das 16 seleções que participarão do Mundial FIFA feminino Sub-17 da Jordânia 2016, faltando uma semana para a bola rolar. Um total de 336 jovens foram inscritas para competir no torneio, onde estarão Brasil, Paraguai e Venezuela, representando a CONMEBOL

Entre elas encontra-se uma futebolista que chega à Jordânia 2016 com grandes expectativas. E não é a toa, Fuka Nagano era a integrante mais jovem do time japonês que conquistou a coroa mundialista há dois anos, e contribuiu em cinco partidas para que as Pequenas Nadeshiko superassem todos seus rivais em Costa Rica. A meio-campista ofensiva será de novo uma das jogadoras a seguir em um torneio em que o time japonês aspira defender o título.

E enquanto o Japão contará com uma única sobrervivente da edição 2014, Venezuela, que alcançou as semifinais em terras ticas, repetirá nada menos que oito jogadoras daquele magnífico conjunto. A mais destacada é a atacante Deyna Castellanos, cujos seis gols no torneio valeram para conquistar a Bota de Ouro adidas quando apenas tinha 14 anos. Depois de ajudar sua equipe a conquistar o título sul-americano há uns meses, Castellanos está convocada a deixar outra vez sua marca registrada na palestra internacional.

Outras das jogadoras a ter em conta são a estadunidense Ashley Sánchez, uma extremo habilidosa e goleadora, bem como Vanessa Ziegler, Lorena Navarro e Alessia Russo, máximas anotadoras da Alemanha, Espanha e Itália, respectivamente, na fase de classificação.

Como é lógico, todas as participantes tratarão de seguir os passos de estrelas já consolidadas como Dzenifer Marozsán, Mana Iwabuchi, Crystal Dunn e Griedge Mbock Bathy, que causaram sensação pela primeira vez a nível global em um certame desta categoria. Jordânia 2016 será, ademais, o primeiro torneio feminino da FIFA que terá lugar no Oriente Médio, e terá um papel significativo não só em descobrir a próxima geração de grandes talentos, mas também na promoção desta disciplina em toda a região.

 

 

A lista pode ser baixada no Arquivo em Anexo

 

 

FIFA.com

CONMEBOL.com

Últimas Noticias