NOTÍCIA DESTACADA

Confira os duelos e antecedentes da 6ª jornada da Fase de Grupos da CONMEBOL Sudamericana
Confira os duelos e antecedentes da 6ª jornada da Fase de Grupos da CONMEBOL Sudamericana
Jogos e históricos da última rodada da Fase de Grupos
Jogos e históricos da última rodada da Fase de Grupos
Chile e Venezuela celebram vitória na terceira rodada
Chile e Venezuela celebram vitória na terceira rodada

Messi, Dybala e Icardi: o novo trio do sonho Albiceleste

Um novo esquema para um novo técnico, Jorge Sampaoli aposta suas fichas os goleadores do futebol italiano, Dybala e Icardi, para acompanhar a estrela Albiceleste, Lionel Messi, no ataque da seleção argentina.

O sangue novo começa a correr pelas veias da seleção argentina, pela primeira vez o atécnico Jorge Sampaoli revelou sua formação, onde prova no onze titular os jogadores Paulo Dybala e Mauro Icardi, ambos do Calcio italiano.

O número posto é o ‘10’, Leo Messi, capitão e goleador histórico da seleção argentina, e quem será o estandarte para marcar a estela aos lugares de classificação ao Mundial da Rússia 2018.

“O único titular indiscutível nesta seleção é Lionel, é a realidade”, pintava o panorama o técnico Sampaoli, quando ditava a lista de convocados para este decisivo combo e que parecesse tinha na mente, nesse momento, uma formação que cuidará do jogo da ‘Pulga’.

Isso veio semanas depois com a formação 3-4-3. Dos históricos: Sergio Romero, os defesas Gabriel Mercado e Nicolás Otamendi e os meio-campistas Lucas Biglia e Ángel Di María são os outros titulares segundo deu para observar nos últimos treinos.

Javier Mascherano luta por um lugar na zaga central com Federico Fazio, enquanto que Marcos Acuña, Lautaro Acosta, Emiliano Rigoni, Guido Pizarro e Leandro Paredes lutam pelos dois lugares livres no centro do campo.

-Capocannoniere por duplicado-

De diferentes características, porém da mismo linhagem goleadora, Dybala e Icardi, indomáveis goleadores da Série A, coincidem no seu melhor momento na seleção – atualmente ambos tem 4 gols em quatro datas-.

A ‘joia’ possui, desde esta temporada, a camisa número 10 e não escapa da enorme responsabilidade. Pela sua característica de domínio, sprint de qualidade e bom remate desde longa distância.

Fácilmente, o talentoso pode abaixar uns metros para associar jogo com o condutor Messi. “Panejamos tudo e analisamos, por isso a presença destes jogadores”, refere o técnico.

Com isto, o treinador deixa claro sua postura no lugar onde deseja que Lionel se desempenhe: “Dirigir o melhor jogador do mundo é muito importante para mim, vê-lo treinar e vê-lo movendo-se. A ideia é que se comova através da necesidade que a Argentina tem para dar sua melhor versão e que nos aproxime da possibilidade de classificar”, afirma ‘Sampa’.

O referente da área será um jogador muito solicitado pela torcida, capitão e goleador da sua equipe; o Inter de Milão, planeja transferir seu melhor momento para a esfera da seleção Albiceleste, Mauro Icardi: “Era uma chamada que estava aguardando desde faz tempo”, não esconde sua felicidade o número 9.

É mais que claro o que o treinador pretende, procura no ímpeto de Paulo Dybala e Mauro Icardi o impulso para sair definitivamente a arena movediça que significa estar na zona da repescagem. Não obstante, na frente terá um sempre duro Uruguai, que mostra-se imponente em sua fortaleza, acompanhado por 54.000 almas do Centenário, na qual promete que será um verdadeiro clássico com prêmio mundialista.

 

 

 

 

CONMEBOL.com

Ultimas Noticias