NOTÍCIAS DESTACADA

Times históricos entram na briga pela classificação na CONMEBOL Sudamericana
Times históricos entram na briga pela classificação na CONMEBOL Sudamericana
Semana decisiva nas Oitavas de Final
Semana decisiva nas Oitavas de Final
CONMEBOL Copa América Feminina 2022: confira as estatísticas antes do início do torneio
CONMEBOL Copa América Feminina 2022: confira as estatísticas antes do início do torneio

Nacional derrota Racing de visita e é líder do Grupo F

000_8q84bg

O uruguaio Nacional derrotou como visitante o Racing Club da Argentina por 1-0 (0-0), em uma das partidas pela terceira jornada do Grupo F da CONMEBOL Libertadores-2020, disputada na tarde desta quinta-feira, no estádio Juan Domingo Perón, em Avellaneda (periferia ao sul de Buenos Aires).

Gonzalo Bergessio (53′ de cobrança de pênalti) marcou o gol da vitória do uruguaio ‘Bolso’, em uma partida intensa, enquanto o Racing jogou mais de meia hora com um jogador a menos devido à expulsão de Augusto Solari (54 ’).

O Tricolor uruguaio foi mais sólido no manejo da bola e administrou o jogo após atrapalhar as chances dos locais, que deram garra, mas careceu de reação ao receber o gol.

Com este resultado, e após completar três jornadas, o Nacional deu um passo fundamental para obter a classificação como líder do Grupo F com 9 pontos, seguido pelo Racing (6), enquanto atrás estão os venezuelanos Estudiantes de Mérida (3) e o peruano Alianza Lima (0).

 

– Dados –

  • O Racing perdeu 0-1 para o Nacional e cortou uma sequência de quatro jogos com a invencibilidade como local na CONMEBOL Libertadores (3V 1E); foi seu maior registro na história do torneio.
  • O Nacional venceu os três primeiros jogos da fase de grupos da CONMEBOL Libertadores 2020; não o conquistava desde a edição de 2009, campanha em que chegou às semifinais.
  • Gonzalo Bergessio participou de seis dos últimos 13 gols do Nacional na CONMEBOL Libertadores: marcou cinco gols e deu uma assistência.
  • O Nacional marcou o gol da vitória contra o Racing de pênalti; o time não cobrava pênalti a favor na CONMEBOL Libertadores desde a edição de 2014, quando Diego Scotti marcou sobre o Newell’s Old Boys, na fase de grupos.
  • Iván Pillud se tornou, ante o Nacional, o jogador do Racing com mais jogos na CONMEBOL Libertadores; acumulando 24 presenças, uma a mais que Diego Milito (23).

 

 

 

Dados OPTA

AFP

Ultimas Noticias