NOTÍCIAS DESTACADA

Brasil e Argentina campeões mundiais no mesmo dia
Brasil e Argentina campeões mundiais no mesmo dia
VAR CONMEBOL: análise de situação de jogo da Sudamericana – Colo Colo x Internacional
VAR CONMEBOL: análise de situação de jogo da Sudamericana – Colo Colo x Internacional
O campo de futebol da CONMEBOL: um espaço para clubes e seleções
O campo de futebol da CONMEBOL: um espaço para clubes e seleções

Neymar Acredita Sempre no Paris

“Queria um desafio maior”: o craque brasileiro Neymar aterrissou nesta sexta-feira na capital francesa e fez seu o lema do novo clube, o Paris Saint-Germain, que não para de “Acreditar Sempre” desde sua aquisição.

O atacante de 25 anos, com camisa branca, traje escuro e gravata, fez sua aparição sobre às 13:40 locais (11h40 GMT) na sala de imprensa do Parque dos Príncipes, no meio das luzes provocadas pelos flashs dos fotógrafos. “Muito, muito feliz”, foram as primeiras palavras do capitão da Verde-Amarela, que mostrou-se tranquilo e solto durante toda a conferência de imprensa.

Não é casualidade que Neymar tenha se tornado o jogador mais caro da história, depois de abandonar o FC Barcelona uma vez pago 222 milhões de sua cláusula de rescisão.

Um dia depois da oficialização de sua assinatura por cinco anos com o PSG, Neymar abandonou a cidade condal para aterrissar na cidade luz.

Desde a saída do seu domicílio catalão, pouco antes das 08:45 locais com destino ao aeroporto de Barcelona, até sua chegada em um avião privado ao aeroporto Le Bourget, pouco antes das 11:00, a mudança de vida de Neymar esteve pendente cada minuto, em todo o mundo.

Neymar acedeu seguidamente ao interior de um veículo que tomou direção a Paris, desviando e fazendo parada no hospital de Neuilly, constataram os fotógrafos da AFP.

“Quero uma coisa maior, um desafio maior”, disse o brasileiro já na roda de imprensa, chegado ao Paris pela “ambição deste clube, muito parecida com a minha”.

“Esta foi uma das decisões mais difíceis da minha vida”, adicionou.

– Valor esportivo e de marketing –

“Estava muito bem no Barcelona, na cidade, no clube, foi um momento cheio de tensão, de refletir sobre o que devia fazer com minha vida. Deixo muitos amigos atrás, porém o futebol é isso, nossa vida passa muito rápido”, explicou ‘Ney’.

Neymar será apresentado ante o público parisiense no sábado às 15h45 (13H45 GMT), justo antes do jogo da sua nova equipe na primeira data da Ligue 1, ante o recentemente ascendido Amiens às 17:15 locais (15:15 GMT).

O brasileiro, que não disputa um jogo desde sábado passado no amistoso ante Real Madrid (3-2) em Miami, e que desde então não parou de viajar pelo mundo, deseja o quanto antes fazer o que melhor sabe, jogar futebol.

“Sim, estou pronto para começar; se puder amanhã mesmo”, lançou.

 

Sua transferência por 222 milhões de euros dobra o que até agora foi a maior quantia paga a um jogador, os 105 milhões de euros que Manchester United desembolsou pelo francês Paul Pogba para a Juventus de Turín faz um ano.

O terceiro no Bola de Ouro-2015, atrás dos intocáveis Messi e Cristiano, considerado desde faz anos como um dos melhores do mundo, outorgará uma relevância inédita para a liga francesa em geral e ao PSG em particular, especialmente no mercado asiático e no latinoamericano.

“Neymar possui um valor esportivo, porém também um valor de marketing, um valor mediático e um valor econômico. Contribuirá para lotar os estádios da Ligue 1 e fará aumentar as audiências”, indicou o diretor-geral executivo da LFP, Didier Quillot.

– Febre pela sua camisa –

O presidente do clube, Nasser Al-Khelaïfi, deu um golpe de mão logo de uma temporada decepcionante que fez inclusive temer pelo seu cargo: o Mónaco cortou a racha de quatro ligas consecutivas do PSG e o conjunto parisino caiu nas oitavas da Liga de Campeões ante FC Barcelona logo da famosa recuperada (4-0, 1-6) com um papel estelar de Neymar.

O fervor não demorou em aparecer no París, especialmente na loja oficial do clube nos Campos Elíseos, com centenas de torcedores em busca da camisa com o ’10’ e o nome do Neymar.

A 100 euros cada camisa, a Neymar-mania já chegou na França

 

 

 

 

AFP

por Yann BERNAL

 

Ultimas Noticias