NOTÍCIA DESTACADA

Chile e Venezuela celebram vitória na terceira rodada
Chile e Venezuela celebram vitória na terceira rodada
Vem aí o sorteio das Oitavas de Final
Vem aí o sorteio das Oitavas de Final
Paraguai e Brasil assumem a liderança na Copa América de Beach Soccer
Paraguai e Brasil assumem a liderança na Copa América de Beach Soccer

Neymar dirige e Cavani anota no triunfo do PSG

O Paris Saint-Germain alcançou sua quarta vitória em quatro partidas do campeonato francês ante o Saint-Etienne (3-0), nesta sexta no Parque dos Príncipes, com Neymar como diretor de operações e um doblete do centroavante Edinson Cavani.

Com este triunfo o PSG se situa como líder com um pleno de 12 pontos em quatro jogos, à espera do resultado do Mônaco, único time que pode igualar já que tem 9, no domingo ante Marsella.

Cavani marcou de pênalti aos 20′, e aos 90′, enquanto que o ítalo-brasileiro Thiago Motta marcou aos 51′. O brasileiro Neymar, no comando das operações de ataque de sua equipe, esteve na origem dos três tantos.

Sob o olhar da estrela da NBA, Stephen Curry, presente na tribuna e que recebeu a camiseta com o dorsal 10 de Neymar, o brasileiro não esteve tão brilhante como domingo ante o Toulouse (6-2), quando marcou, assistiu e provocou um pênalti. 

Após três gols e três assistências em seus dois primeiros jogos, nesta sexta às vezes abusou das ‘florituras’ e sofreu a dureza do rival mas voltou a resultar decisivo. No primeiro gol assistiu Cavani, que foi derrubado na área e o árbitro indicou pênalti.

No segundo tanto tirou uma falta que seu compatriota Marquinhos deixou com o peito aos pés de Motta para que marcasse e no terceiro filtrou um ‘caramelo’ o belga Thomas Meunier, que substituiu Dani Alves na lateral direita. O passe do defesa foi aproveitado por Cavani para marcar à vontade no arco vazio.

Os gols seguem sendo coisa de Cavani no PSG de Neymar. O uruguaio soma cinco é o máximo artilheiro do campeonato trás quatro jornadas, igualado com o colombiano do Mônaco Radamel Falcao, que poderia superá-lo domingo.

 

 

 

AFP

Ultimas Noticias