NOTÍCIAS DESTACADA

Times históricos entram na briga pela classificação na CONMEBOL Sudamericana
Times históricos entram na briga pela classificação na CONMEBOL Sudamericana
Semana decisiva nas Oitavas de Final
Semana decisiva nas Oitavas de Final
CONMEBOL Copa América Feminina 2022: confira as estatísticas antes do início do torneio
CONMEBOL Copa América Feminina 2022: confira as estatísticas antes do início do torneio

O dia que ‘Chucho’ Benítez estreou na Seleção Equatoriana

Em um 17 de agosto, mas de 2005 era a estreia de Christian ’Chucho’ Benítez na seleção do Equador. Um atacante potente, de grande contextura física; demolidor de redes, que em 26 de julho de 2013 tristemente deixava o mundo terrenal para ser uma eterna estrela no céu.

Sendo o terceiro goleador histórico da seleção equatoriana, Benítez acumulou 25 tantos em 61 partidas, fazendo sua apresentação num encontro amistoso contra Venezuela, no estádio Reina del Cisne, com triunfo de 3-1 para a ‘Tri’.

Conhecido popularmente como ‘Chucho’, filho de Ermen Benítez, máximo goleador histórico da Série A do Equador. Seu sogro era Cléber Chalá, goleador do El Nacional e mundialista com a Seleção do Equador.

Com estirpe de guerreiro e grande potencial debutou com El Nacional de Quito em 2004, com apenas 18 anos. ‘Chucho’ marcou 29 gols em 84 partidas, aí conquistou o bicampeonato da liga equatoriana (2005 e 2006).

Benítez surpreendeu todo o Equador quando decidiu fichar pelo Santos Laguna, logo de que se soubesse que vários clubes europeus (principalmente o Villarreal da Espanha) estavam dispostos a fichá-lo. Em Julho de 2007, Santos anunciou a fichagem de Benítez e o regresso do argentino Vicente Matías Vuoso.

Fez 52 gols em 95 partidas que disputou na Liga MX com a camiseta do Santos. Benítez foi campeão e melhor jogador do Clausura 2008 com o conjunto santista, um verdadeiro ídolo.

Teve sua chance na Premier League quando foi contratado pelo Birmingham City, anotando 4 gols em 36 jogos.

-Goleador azulcreme e a estrela rumo à eternidade-

O América e ‘Chucho’ viram épocas de muita dulçura, (Clausura 2012, Abertura 2012 e Clausura 2013), foram os torneios onde o centro avante equatoriano se coroou como goleador. Anotou 4 hat-tricks com a casaca azulcreme 2 desses 4 ‘tripletes’ foram “perfeitos”, ou seja; nesses jogos anotou um gol com a canhota, um com a destra e um de cabeça (ambos ‘hat-tricks perfeitos’ foram contra Pachuca). Datos invictos*

José Saturnino Cardozo, Sebastián Abreu e Christian Benítez (um título com Santos) são os únicos jogadores que conquistaram 4 troféus de goleio desde que começaram os torneios curtos no México (Inverno 1996).

 

 

 

 

 

 

CONMEBOL.com

Ultimas Noticias