NOTÍCIAS DESTACADA

Brasil e Argentina campeões mundiais no mesmo dia
Brasil e Argentina campeões mundiais no mesmo dia
VAR CONMEBOL: análise de situação de jogo da Sudamericana – Colo Colo x Internacional
VAR CONMEBOL: análise de situação de jogo da Sudamericana – Colo Colo x Internacional
O campo de futebol da CONMEBOL: um espaço para clubes e seleções
O campo de futebol da CONMEBOL: um espaço para clubes e seleções

River Plate não deixa dúvidas ante Binacional

river_plate

O argentino River Plate goleou o campeão peruano Binacional por 6 a 0 nesta terça-feira, no Estádio Nacional de Lima, pela quarta rodada do Grupo D da CONMEBOL Libertadores.

Os gols da vitória do ‘milionário’ foram marcados pelo uruguaio Nicolás de la Cruz aos 16 minutos, Matías Suárez aos 25, Julián Álvarez aos 36, Ignacio Fernández aos 70 e Lucas Pratto aos 84 e 90+2.

Com um jogo totalmente superior, o River comandado por Marcelo Gallardo conquistou uma grande vitória fora de casa contra o rival peruano que jogou fora do auge de seu reduto de Juliaca devido à pandemia.

Em março, na primeira mão, River também venceu o Binacional por 8 a 0 em Buenos Aires.

Com o resultado, o River soma sete pontos no Grupo D, atrás do Liga de Quito que venceu o São Paulo e lidera com 9. São Paulo é terceiro com 4 e Binacional fecha as posições com 3 unidades.

Na quinta rodada, Binacional enfrenta Liga de Quito na terça-feira e o River recebe o São Paulo, em Buenos Aires, na quarta-feira da próxima semana.

 

-Números-

  • O River Plate alcançou 55 vitórias como visitante na CONMEBOL Libertadores, superando o Boca Juniors na segunda colocação histórica (o Nacional é o que tem mais vitórias como visitante: 61 no jogo de hoje contra o Estudiantes de Mérida).
  • O River conquistou sua oitava vitória por 6+ gols na CONMEBOL Libertadores; pelo menos o dobro de qualquer outra equipe na história desta competição. Além disso, é a primeira equipe a vencer por mais de 6 de visitante neste século.
  • Depois de vencer sua primeira partida na Libertadores por 2 a 1 contra o São Paulo, o Deportivo Binacional perdeu os três jogos seguintes, com um resultado global de 0-15 (0-8 e 0-6 vs. River, 0-1 vs. LDU Quito )
  • River tentou 22 remates a mais que o Deportivo Binacional (25-3); é a maior diferença para um visitante em uma partida da CONMEBOL Libertadores ao menos desde 2013, quando começou a análise da Opta.
  • Lucas Pratto voltou a anotar, 481 dias após seu gol oficial anterior, na CONMEBOL Recopa Sul-Americana, em 30 de maio de 2019 vs. Athletico Paranaense; esteve sem converter por 29 jogos (7 como titular), em que jogou 894 minutos e tentou 34 remates. É o maior goleador da Libertadores em atividade (27 gols).

 

 

 

AFP

OPTA

Ultimas Noticias