NOTÍCIAS DESTACADA

Escalação de árbitros para as revanches das Oitavas de Final – CONMEBOL Sudamericana
Escalação de árbitros para as revanches das Oitavas de Final – CONMEBOL Sudamericana
Brasil e Argentina campeões mundiais no mesmo dia
Brasil e Argentina campeões mundiais no mesmo dia
VAR CONMEBOL: análise de situação de jogo da Sudamericana – Colo Colo x Internacional
VAR CONMEBOL: análise de situação de jogo da Sudamericana – Colo Colo x Internacional

Ronaldo e Batistuta, um dia de pesadelo para a defesa europeia

Um dia, dois dos melhores atacantes sul-americanos de toda a história se juntaram em um jogo de exibição do ano 1997, formando o ataque mais letal que pôde existir. Ronaldo Nazario, o homem gol brasileiro e Gabriel Batistuta, rompe-redes argentino. Ambos demonstraram seu poderio goleador ante os melhores defensores da Europa, daquela época.

Antes do Mundial da França 98’, estrelas do futebol jogaram um amistoso de exibição na antessala do sorteio do certame mundial, em 4 de dezembro de 1997, no Stade Vélodrome de Marsella com 38.000 pessoas presentes.

As equipes foram denominadas “Seleção da Europa” – dirigida por Franz Beckenbauer, e a outra representando o resto dos continentes participantes do Mundial (americano, africano e asiático), formando a equipe “Resto do Mundo”, dirigida pelo mítico DT brasileiro, Carlos Alberto Parreira.

Pelo conjunto “Resto del Mundo”, estiveram os sul-americanos: o defensor chileno Javier Margas; o colombiano Antony de Ávila, o paraguaio Rubén Ruiz Díaz; e os astros do Brasil Rolando Nazario e, da Argentina, Gabriel Omar Batistuta.

O ‘Fenômeno’ e ‘Batigol’ jogavam nessa época na Itália, no Inter e Fiorentina, respectivamente e era a primeira vez – e única- que estes dois tremendos atacantes estavam na mesma equipe. E a qualidade se notou em apenas meio jogo, ambos a base de potência e habilidade destruíram literalmente a defesa europeia, composta pelo italiano Alessandro Costacurta e pelo espanhol Fernando Hierro como centrais.

Foi uma contundente vitória da equipe “Resto do Mundo” por 5-2, com gols 100 por cento sul-americanos. O atacante brasileiro Ronaldo fez dois gols e deu três assistências; enquanto seu colega no ataque, o argentino Batistuta também anotou dois. O encarregado de abrir o placar tinha sido o colombiano Ávila.

Ainda que tenha sido apenas um amistoso, foi uma sublime demonstração dos considerados melhores número 9 do mundo, de toda a história do futebol.

 

CONMEBOL.com

Video: Bitbol LA

Ultimas Noticias