NOTICIA DESTACADA

CONMEBOL organiza workshop com patrocinadores em Córdoba
CONMEBOL organiza workshop com patrocinadores em Córdoba
Mudança de horário nas Semifinais: Independiente del Valle x Melgar
Mudança de horário nas Semifinais: Independiente del Valle x Melgar
Colômbia e Brasil partem às quartas de final do Mundial Feminino Sub-20
Colômbia e Brasil partem às quartas de final do Mundial Feminino Sub-20

Sampaoli anuncia convocados para amistoso da seleção argentina

O atacante Sergio ‘Kun’ Agüero foi convocado novamente na Argentina como sócio adequado da estrela albiceleste, Lionel Messi, para o amistoso de 11 de novembro com Rússia, revelou nesta sexta o DT, Jorge Sampaoli.

“Sergio pode jogar um pouco mais atrás, com chances de se associar com Leo e que seja terminante na definição”, disse no roda de imprensa sobre o jogador do Manchester City inglês.

Em consequência de um acidente automobilístico, o ex-jogador do Independiente da Argentina não pôde jogar a última e dramática partida contra o Equador (3-1) em Quito, quando a equipe conseguiu se classificar para o Mundial da Rússia-2018.

“Também vejo Agüero como um nove de área. É muito goleador na liga inglesa. É um centroavante de elite que tem conseguido se manter em um dos maiores clubes do mundo”, disse o treinador no prédio albiceleste de Ezeiza (ao sul).

O atacante do Juventus da Itália Gonzalo Higuaín ficou novamente fora. Mas Sampaoli esclareceu: “Tenho em mente e vou decidir se vai para o Mundial”.

O DT revelou que, além do encontro com os russos em Moscou, “estão avançados os contatos com outros rivais para outra partida no dia 14 de novembro, mas seria irresponsável dizer agora porque não está concreto, estamos lutando para que concretize”.

– Messi comprometido-

Não houve maiores surpresas no plantel de Sampaoli para os amistosos, apenas as inclusões de Matías Kranevitter (Zenit, Rússia) e Diego Perotti (AS Roma, Itália).

Argentina entrou com seu último suspiro no Mundial, quando estava na corda bamba no meio da dura disputa travada na classificatória sul-americana.

Sobre Messi, disse que “sempre tive o Leo comprometido, como um amador, cheio de emoções e com muito sentimento pela camiseta”.

Consultado sobre a declaração de Paulo Dybala (Juventus, Itália) sobre a dificuldade de jogar com Messi por terem o mesmo lugar no campo, respondeu que não vê isso como um obstáculo. “No vejo tão difícil que Messi e Dybala possam se complementar”, expressou.

– Ser uma equipe –

“Argentina está na elite mundial mas estão Alemanha, Brasil, França… Eles vêm com um método, uma ideia consolidada, que não é o que acontece conosco”, avaliou o selecionador.

Disse que o propósito é chegar ao Mundial “com argumentos coletivos, porque esses países de elite têm tão bons nomes próprios como a Argentina mas já funcionam como equipe”.

Argentina não ganha um torneio adulto desde a Copa América do Equador-1993 e um Mundial desde México-1986, mas conseguiu chegar à final, perdida com Alemanha 1-0 no Mundial do Brasil-2014.

Este é o plantel para os amistosos, ao que se juntarão depois quatro ou cinco jogadores que atuam na Superliga argentina:

Goleiros: Sergio Romero (Manchester United, Inglaterra), Nahuel Guzmán (Tigres UANL, México) e Agustín Marchesín (América, México).

Defesas: Javier Mascherano (FC Barcelona, Espanha), Gabriel Mercado (Sevilla, Espanha), Federico Fazio (AS Roma, Itália), Nicolás Otamendi (Manchester City, Inglaterra) e Germán Pezzella (Fiorentina, Itália).

Volantes: Éver Banega (Sevilla), Lucas Biglia (Milan, Itália), Leandro Paredes (Zenit, Rússia), Ángel Di María (PSG, França), Marcos Acuña (Sporting, Portugal), Eduardo Salvio (Benfica, Portugal), Emiliano Rigoni (Zenit, Rússia), Alejandro Gómez (Atalanta, Itália), Matías Kranevitter (Zenit) e Diego Perotti (AS Roma).

Atacantes: Lionel Messi (FC Barcelona), Paulo Dybala (Juventus, Itália), Mauro Icardi (Inter, Itália) e Sergio Agüero (Manchester City).

 

 

 

AFP

Últimas Noticias