NOTICIA DESTACADA

Brasil e Colômbia enfrentam seus primeiros rivais no Mundial Sub-20 Feminino
Brasil e Colômbia enfrentam seus primeiros rivais no Mundial Sub-20 Feminino
Workshop de Preparação de Gramado com a mira na Final da CONMEBOL Libertadores 2022
Workshop de Preparação de Gramado com a mira na Final da CONMEBOL Libertadores 2022
CONMEBOL Sudamericana entra na fase de definições
CONMEBOL Sudamericana entra na fase de definições

Taison no lugar de Douglas Costa na Seleção Brasileira

Taison deixou o Brasil ainda jovem. Com 22 anos e tido como promessa nos seus primeiros anos no Internacional, quando chegou a ser treinado pelo técnico Tite, o atacante foi para o Metalist, da Ucrânia. Fez carreira no país e em 2013 se transferiu para o Shaktar Donetsk. As boas atuações o credenciaram para a primeira convocação do novo técnico da Seleção Brasileira.

Aos 28 anos, Taison mostrou que não veio para brincadeira. Escalado para a coletiva de imprensa logo no seu primeiro dia defendendo o Brasil, ele não se intimidou. Falou abertamente sobre suas preferências em campo, admitiu que esperava esta convocação há bastante tempo e ainda mostrou entender bem o espanhol falado em terras equatorianas.

– Sou um jogador que atua mais pelos lados do campo, é onde me sinto melhor. De 9 é muito difícil, mas se o professor precisar, vou ali também – disse ele com sorriso no rosto e tranquilidade.

Quanto a jogar na altitude, uma realidade no Quito, que se encontra a mais de dois mil e quinhentos metros do nível do mar, Taison tratou de minimizar os problemas.

– Já joguei aqui, claro que tem diferença, principalmente na velocidade da bola, mas estamos tranquilos. Hoje já deu para treinar e sei que vamos nos adaptar o mais rápido possível.

 

 

 

CBF / CONMEBOL.com

Últimas Noticias