NOTÍCIAS DESTACADA

Escalação de árbitros para as revanches das Oitavas de Final – CONMEBOL Sudamericana
Escalação de árbitros para as revanches das Oitavas de Final – CONMEBOL Sudamericana
Brasil e Argentina campeões mundiais no mesmo dia
Brasil e Argentina campeões mundiais no mesmo dia
VAR CONMEBOL: análise de situação de jogo da Sudamericana – Colo Colo x Internacional
VAR CONMEBOL: análise de situação de jogo da Sudamericana – Colo Colo x Internacional

Tricolor Paulista e River Plate empatam 2-2

000_8q86dw

São Paulo e River Plate igualaram 2-2 nesta quinta-feira na volta de ambas as equipes na CONMEBOL Libertadores, no tão esperado duelo da fase de grupos do torneio mais importante do continente.

Dois gols contra do River Plate, o segundo *aos 83 minutos, evitaram a vitória dos atuais vice-campeões do torneio contra um São Paulo que mostrou novamente imprecisões durante o jogo.

Com sete títulos do torneio entre ambos (quatro do River e três do São Paulo) e dois dos técnicos que mais defendem a posse da bola no continente (Fernando Diniz e Marcelo Gallardo), deram um grande jogo e muitos gols.

O ‘Milionário’ não acusou os mais de seis meses sem jogar um jogo oficial e usou sua experiência e boa colocação em campo contra o time paulista que disputava seu 14º jogo após a paralização pela COVID-19.

O empate deixa ambas as equipes empatadas com quatro pontos na segunda posição do Grupo D do torneio, a dois pontos de distância do líder, a LDU de Quito e fechando a tabela o Binacional peruano com três.

– Dados –

  • São Paulo nunca perdeu contra River Plate na CONMEBOL Libertadores; ganhou três dos cinco duelos (2E); abriu o placar em todos os seus jogos contra Milionário.
  • River Plate acumula cinco jogos invicto disputando como visitante no Brasil (1V 4E); o único triunfo nesta racha foi contra o Grêmio, na volta da semifinal da edição 2018.
  • Julián Álvarez anotou o 300° gol de um time argentino contra um do Brasil na CONMEBOL Libertadores.
  • River Plate sofreu dois gols contra (Enzo Pérez e Fabrizio Angileri); foi o sexto jogo na história da CONMEBOL Libertadores que uma equipe marca dois gols no próprio arco.
  • Rafael Santos Borré passou a ser o terceiro máximo goleador do River Plate na CONMEBOL Libertadores desde que Marcelo Gallardo é o treinador; o colombiano acumula oito gols (igual que Lucas Alario), só tem pela frente Ignacio Scocco (9) e Ignacio Fernández (10).

 

 

 

Dados: OPTA

AFP

Ultimas Noticias