NOTICIA DESTACADA

Palestra antidoping na prévia da CONMEBOL Libertadores de Futsal 2022
Palestra antidoping na prévia da CONMEBOL Libertadores de Futsal 2022
Venda local para Espectadores Argentinos da Final CONMEBOL Sudamericana 2022
Venda local para Espectadores Argentinos da Final CONMEBOL Sudamericana 2022
Buenos Aires recebe a CONMEBOL Libertadores de Futsal 2022
Buenos Aires recebe a CONMEBOL Libertadores de Futsal 2022

Última rodada do ano com pontos vitais para o caminho ao Mundial

banner-eliminatorias-2_1

As Eliminatórias Sul-Americanas entram na fase final e nesta terça-feira, dia 16, será disputada a jornada 14, a última do ano, onde estarão em jogo pontos vitais que definirão o futuro das seleções para a Copa do Mundo do Qatar 2022.

Com um Brasil praticamente já classificado, são 9 as seleções que lutam pelos 3 lugares diretos e 1 de repescagem em uma jornada valendo tudo ou nada.

Bolívia x Uruguai

A seleção boliviana receberá o Uruguai em La Paz, em um jogo eletrizante; ambos com a necessidade de somar.

Bolívia chega a este encontro após perder do Peru e, no penúltimo lugar com 12 unidades, tem a missão de conseguir os 3 pontos em casa.

O rival será Uruguai, que está ferido por ter abandonado a zona de classificação após perder da Argentina como visitante, portanto dará tudo de si para somar pontos.

– Dados –

Estádio: Hernando Siles (La Paz)

Hora: 16:00 (horário local)

Árbitro: Wilton Sampaio (BRA)

VAR: Wagner Reway (BRA)

– Antecedentes –

  • Bolívia perdeu só uma das 10 vezes que recebeu o Uruguai nas Eliminatórias (5V 4E 1D), porém a única vitória ‘charrua’ foi na última vez que o visitou, em agosto de 2015 (2-0).
  • São 3 os encontros da Bolívia sem perder como local nestas Eliminatórias Sul-Americanas (2V 1E), sendo esta sua racha invicta mais longa desde os 5 entre outubro de 2016 e outubro de 2017 (3V 2E). A ‘Verde’, além disso, marcou em seus anteriores 5 jogos em casa (2V 1E 2D).
  • Se o Uruguai perder da Bolívia será sua pior racha de derrotas consecutivas nas Eliminatórias: atualmente, 3 derrotas seguidas. Nunca chegou a 4.
  • Bolívia é a seleção com maior média de finalizações por jogo como local nestas Eliminatórias (17,8).
  • Com 35 anos, o uruguaio Diego Godín é o jogador de campo que completou mais minutos nestas Eliminatórias.

 

Colômbia x Paraguai

A seleção colombiana terá a brilhante oportunidade de dar o salto na tabela nesta terça-feira quando receber o Paraguai na cálida Barranquilla.

Após perder por 1-0 do Brasil e em zona de repescagem com 16 unidades, a seleção ‘cafeteira’ pode voltar ao topo se vencer o Paraguai.

No oitavo lugar e com 12 pontos, a sorte não favorece a ‘Albirroja’, que perdeu por 1-0 do Chile e agora terá que se recuperar jogando como visitante se quiser voltar a um Mundial, após duas ausências consecutivas.

– Dados –

Estádio: Metropolitano Roberto Meléndez (Barranquilla)

Hora: 18:00 (horário local)

Árbitro: Facundo Tello (ARG)

VAR: Juan Soto (VEN)

– Antecedentes –

  • Colômbia não conseguiu ganhar do Paraguai nos últimos dois jogos nas Eliminatórias (1E 1D), após 7 encontros sem perder dos ‘guaranis’ (6V 1E).
  • Colômbia acumula 4 partidas invicto em casa (1V 3E) e não sofreu gols em seus últimos dois encontros. A última vez que chegou a 3 jogos consecutivos como local com o arco intacto foi nas Eliminatórias para o Brasil 2014, e terminou classificado.
  • Paraguai vai em busca de cortar sua pior seca sem marcar em sua história nas Eliminatórias: não marca um gol há 4 jogos (1E 3D). Seu último gol na competição foi marcado por Alejandro Romero Gamarra, quando ganharam da Venezuela por 2-1.
  • Colômbia é a seleção com mais infrações cometidas por jogo (16,1), porém também o que mais sofre (15,2) nestas Eliminatórias.
  • Paraguai é a seleção com mais tentativas de levantamentos por jogo (17,7). Não obstante, os ‘guaranis’ são os únicos que não conseguiram marcar de cabeça.

 

Venezuela x Peru

A seleção venezuelana receberá o Peru nesta terça-feira na jornada 14 das Eliminatórias Sul-Americanas.

Esta será, provavelmente, uma das últimas chances da ‘vinhotinto’ de sair do último lugar (7 pontos) e para isso deverá vencer a equipe ‘inca’.

Precisamente Peru vem triunfante após derrotar a Bolívia como local e com uma inigualável oportunidade de avançar na tabela de posições, onde está localizado no sétimo lugar com 14 unidade.

 – Dados –

Estádio: Olímpico de la Ciudad Universitaria (Caracas)

Hora: 17:00 (horário local)

Árbitro: Bruno Arleu (BRA)

VAR: Rafael Traci (BRA)

– Antecedentes –

  • Venezuela está em uma racha de 5 jogos sem perder do Peru como local nas Eliminatórias (4V 1E). Se a ‘vinhotinto’ não perder, chegará a 6 partidas sem derrotas em casa contra um mesmo rival pela segunda vez em sua história: só conseguiu contra a Bolívia entre novembro de 1997 e a atualidade (5V 1E).
  • Venezuela perdeu somente 2 de seus últimos 5 jogos em casa nas Eliminatórias (2V 1E 2D). Brasil e Argentina foram os únicos que a venceram como visitantes nesse intervalo de encontros.
  • Peru tentará fechar sua pior racha de derrotas e sem marcar gols como visitante desde que Ricardo Gareca é o treinador: perdeu em suas últimas 3 saídas e não marcou gols nesses encontros.
  • 51,1% das finalizações da Venezuela são de fora da área: é a seleção com maior proporção de disparos de meia e longa distância respeito a suas finalizações de dentro da área. Peru está no segundo lugar com 50,3%.
  • Peru fez 3 gols com bola em movimento de fora da área, sendo o que mais marcou nessa condição. Três jogadores diferentes marcaram: André Carrillo, Sergio Peña e Renato Tapia.

 

Argentina x Brasil

O clássico sul-americano, duas seleções invictas e com um Brasil já classificado, será a grande atração da jornada 14 das Eliminatórias Sul-Americanas.

Na província de San Juan, a ‘Albiceleste’ (28) receberá o já classificado Brasil com a missão de vencer para continuar no caminho da classificação e manter sua condição de invicto.

Com as malas prontas e com um grande objetivo na mira, Brasil, líder com 34 pontos e sem conhecer a derrota nestas Eliminatórias, enfrentará o seu clássico rival com o propósito de continuar no topo da classificação.

– Dados –

Estádio: Bicentenario (San Juan)

Hora: 20:30 (horário local)

Árbitro: Andrés Cunha (URU)

VAR: Esteban Ostojich (URU)

– Antecedentes –

  • Brasil acumula um invicto de 4 jogos contra a argentina nas Eliminatórias (2V 2E), sendo esta a racha mais longa entre ambas as equipes na competição. Em suas últimas duas visitas para a Argentina, voltou com pontos: 3-1 em 2009 em Rosario, e 1-1 em 2015 em Buenos Aires.
  • Argentina disputou só um jogo como local em San Juan nas Eliminatórias Sul-Americanas: 3-0 x Colômbia em 15 de novembro de 2016, no caminho para a Rússia 2018. A ‘albiceleste’ está invicto por 10 jogos em seu país em Eliminatórias (6V 4E).
  • Tite nunca perdeu como visitante nas Eliminatórias desde que começou como treinador do Brasil: 12 encontros sem derrotas (9V 3E). Seu recorde sem derrotas fora de casa é o mais comprido que qualquer treinador das eliminatórias mundialistas.
  • Argentina fez 13 gols no primeiro tempo dos jogos: 68% de seus 19 gols totais chegaram no primeiro tempo. É a que mais marcou e a que maior porcentagem de conversão realizou nessa fase dos encontros.
  • Brasil é a seleção com mais gols marcados de cabeça nas Eliminatórias (5) e a que menos recebeu por esse meio (1).

 

Chile x Equador

Em um duelo direto na zona média da tabela, a seleção chilena confrontará o Equador em Santiago.

A ‘Roja’ quer continuar no norte da bússola do triunfo, para isso deverá superar o Equador, outra seleção de grande performance e que continua brigando por um lugar direto na zona de classificação.

Chile tem 16 pontos e se instalou no quarto lugar após vencer o Paraguai como visitante. Por outro lado, a ‘Tricolor’ derrotou a Venezuela por 1-0 e ficou no terceiro lugar com 20 unidades.

– Dados –

Estádio: San Carlos de Apoquindo (Santiago)

Hora: 21:15 (horário local)

Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)

VAR: Mauro Vigliano (ARG)

– Antecedentes –

  • Chile nunca perdeu do Equador como local nos 11 duelos que tiveram nas Eliminatórias (9V 2E). Atualmente está em uma racha de 3 vitórias consecutivas em casa contra a ‘Tri’.
  • Chile triunfou três vezes consecutivas e manteve seu arco intacto em cada um desses jogos (3V). Nunca em sua história nas Eliminatórias chegou a 4 vitórias seguidas sem sofrer gols.
  • Equador buscará a segunda vitória como visitante nas Eliminatórias na era de Gustavo Alfaro (1V 1E 4D). A ‘Tri’ não venceu os últimos 4 jogos fora de casa na competição (1E 3D), a pior racha desde a chegada do treinador argentino.
  • Chile é, junto com a Argentina e o Brasil, uma das três equipes com mais de 50% de posse jogando tanto como local (56,8%) como de visitante (52,8%).
  • Os dois jogadores líderes em recuperações totais são equatorianos: Pervis Estupiñán (88) e Carlos Grueso (85).

 

 

 

CONMEBOL.com / OPTA

Últimas Noticias