NOTICIA DESTACADA

A 50 dias do Mundial: Equador quer fazer história
A 50 dias do Mundial: Equador quer fazer história
50 dias para o Mundial: Brasil em busca do hexa
50 dias para o Mundial: Brasil em busca do hexa
50 dias para a Copa do Mundo: Uruguai, um gigante com garra
50 dias para a Copa do Mundo: Uruguai, um gigante com garra

Um Messi iluminado aponta o caminho para o Mundial da Rússia 2018

O triplete serviu somente para confirmar a magnitude do futebol do gênio Lionel Messi, que apareceu como um heroi silencioso quando a Argentina entrava em pânico, esfregando com a esquerda mágica na altura de Quito para garantir o bilhete para o Mundial da Rússia 2018.

Uma Argentina ávida de triunfo, pousou 2.800 metros sobre o nível do mar da capital equatoriana, para a partida mais importante desta última etapa das eliminatórias CONMEBOL.

A esperança correu pelas veias das seleção argentina quando viram o seu capitão descer do avião com um sorriso amplo, levantando a mão direita cumprimentando um grupo de torcedores que gritavam o seu nome. 

“Messi desceu feliz e esperamos que esse mesmo sorriso esteja no final do confronto”, exterioriza uma jornalista argentina, durante a chegada da sua seleção.

Mas aos poucos segundos apareceram todos os fantasmas e uma sombra intensa pairava sobre toda a Argentina, que não percebeu o que estava acontecendo. Foi então que a estela iluminou o caminho, e esse gênio começou a criar uma parede para fazer o empate transitório, com uma sutil definição.

-O iluminado-

O melhor jogador do mundo estará no Mundial da Rússia 2018, para tentar cumprir esse sonho de levantar uma copa com a sua seleção. “Mas ele não precisa mostrar nada, perdão Messi, perdão”, diz um comentarista argentino quando viu como Lionel faz um chute com a sua esquerda para anotar o segundo gol, que até o momento alcançava para a repescagem.

Jorge Sampaoli, DT da Albiceleste, não errou esta vez e colocou o 10 mais adiante e perto do 9 Benedetto, tentando sociedade com Di María, deixando a solvência do meio campo para Enzo Pérez e Lucas Biglia, e o esquema funcionou, mas precisava da luz do Messi.  

A imprensa argentina elogiou o seu capitão, o único capaz de desencadear a euforia argentina. Três goles dele, o melhor de todos, que não podia faltar no encontro dos melhores.

-Messi e 10 mais-

A imprensa espanhola, elogia Leo Messi, que seu triplete ante Equador (3-1) conseguiu “o milagre” de colocar a Argentina no próximo Mundial da Rússia 2018.

“Super Messi paga o bilhete da Argentina à Rússia”, titula esta quarta o vice-diretor do Mundo Esportivo Francesc Aguilar na sua coluna.

“Com seus três gols, Lionel Messi chegou aos 61 tantos com a Argentina e virou o máximo artilheiro da história das eliminatórias sul-americanas, com 21 gols. Aumentou sua lenda ainda mais”, disse Aguilar.

-De 6 a 3-

A Albiceleste terminou na terceira posição nas eliminatórias sul-americanas com 28 pontos, acima da Colômbia (27) e do Peru (26), que ficou com a repescagem.

O Brasil, o todo-poderoso líder classificado há cinco rodadas, goleou o Chile 3-0, que ficou fora do Mundial.

O Uruguai festejou uma classificação tranquila. Terminóou no segundo lugar (31).

A Colômbia ficou na quarta posição, numa agonia prolongada que finalmente terminou sendo festa, e a repescagem para o Peru, que está a um passo do Mundial, mas antes deverá enfrentar a Nova Zelândia.

 

 

CONMEBOL.com

Últimas Noticias