NOTÍCIA DESTACADA

CONMEBOL Copa América de Beach Soccer dá o pontapé inicial
CONMEBOL Copa América de Beach Soccer dá o pontapé inicial
Palestras educativas antidoping na prévia da CONMEBOL Copa América de Beach Soccer 2022
Palestras educativas antidoping na prévia da CONMEBOL Copa América de Beach Soccer 2022
Juízes designados para a 6ª rodada
Juízes designados para a 6ª rodada

A Verde-Amarela continua seu fulgurante voo com Tite

Brasil, com 36 pontos e uma racha impressionante de triunfos desde que chegou o técnico Tite no banco, lidera de forma tranquila o Classificatório CONMEBOL rumo ao Mundial da Rússia 2018.

Adenor Leonardo Bacchi, mais conhecido como Tite, colhe uma racha de 9 triunfos consecutivos desde que dirige a seleção brasileira nestas Eliminatórias. Hoje classificado antecipadamente, e com 11 pontos de vantagem sobre seu imediato perseguidor na tabela de posições, observa o horizonte e presagia um grande futuro para o Pentacampeão do mundo.

O ex-treinador do Corinthians assumiu o desafio de dirigir a seleção do Brasil, no dia 20 de junho de 2016, trás a saída de Dunga, com a dura missão de recobrar o peso da camisa verde-amarela: “Assumo com muita coragem este desafio, que me toma no meu melhor momento pessoal”, tinha afirmado no momento de tomar a equipe.

Calculador e inteligente no seu planejamento; armou um esquema que proteja o jogo do seu estelar Neymar, e ajudou a que brotem craques novos na seleção como Paulinho; Coutinho e o próprio Gabriel Jesús. Trabalhou desde o anímico e mental para devolver a identidade da seleção brasileira que, de um tempo a esta parte, recuperou memória e recuperou seu ‘Jogo Bonito’.

-9 jogos: 9 vitórias-

Nas Eliminatórias de 2002, a Argentina do técnico Marcelo Bielsa obteve 43 unidades sobre 54 possíveis na #EliminatoriasCONMEBOL, é o maior recorde de pontos obtidos até agora; e é o próximo objetivo de Tite, se continuar conquistando triunfos chegará aos 45 pontos em uma efetividade de 87 por cento.

São 9 jogos nas quais Brasil não conhece empates, muito menos derrotas, um total de 26 gols e só 2 em contra, uma impressionante campanha que já foi coroada com a prematura classificação, uma data atrás, ao estar inalcançável para os outros conjuntos.

-Neymar, o mestre da orquesta do Jogo Bonito-

“A mudança foi grande, passamos a ter confiança para procurar nosso jogo e identidade, que é o que faltava, e conseguimos, graças ao profe Tite”, afirmou o astro Neymar, um dos melhores jogadores do Brasil, cheio de qualidade e marca dos seus companheiros para armar uma seleção destruidora, como está demonstrando nestas Eliminatórias.

Desde aquela goleada ao Equador em Quito (3-0), Neymar armou uma sociedade indestrutível com o jovem Gabriel Jesús, precisamente ambos anotaram naquela jornada para dar o salto de qualidade.

O menino transferido no ano passado ao Manchester City ganhou experiência com a astúcia do seu companheiro de seleção ‘Ney’, que mostra-se na sua melhor versão quando apenas foi contratado pelo PSG.   

Com eles somam-se Willian, jogador do Chelsea, Philippe Coutinho, do Liverpool; ambos de notável qualidade, com pé para o manejo e velocidade na ponta; os laterais Dani Alves e Marcelo; a polifuncionalidade de Paulinho e Casemiro, de grande presente no Real Madrid.

Também na zona posterior, a sólida defesa transmitida pelo goleiro Alisson; os defesas Miranda e Tiago Silva e as alternâncias de luxo no banco, para dar os ingredientes necessários ao técnico Tite, que não se cansa de conseguir vitórias, vaticinando o que será sua participação no Mundial da Rússia 2018.

 

 

 

CONMEBOL.com

Ultimas Noticias