Cree en grande.
CONMEBOL

O preparo dos campos de jogo: um êxito operacional, logístico e técnico da CONMEBOL

O preparo dos campos de jogo: um êxito operacional, logístico e técnico da CONMEBOL
  • O gramado desgastado pela carga dos jogos é substituído por plantios especiais para uso imediato na alta competição.
  • A restauração dos campos de jogos requer uma carga de trabalho intensa de quase 24 horas por dia. As reformas são inteiramente pagas pela CONMEBOL.

A Confederação Sul-Americana de Futebol tem trabalhado incansavelmente na preparação dos campos de jogo para a CONMEBOL Copa América 2021, um enorme esforço em termos operacionais, logísticos e técnicos.

"Geralmente para um torneio deste calibre, um campo é preparado entre 90 e 60 dias. Estamos fazendo o mesmo trabalho em 9 dias, trabalhando praticamente 24 horas por dia, rotando o pessoal para que a grama esteja em ótimas condições", disse Maristela Kuhn, engenheira agrônoma da CONMEBOL.

A profissional explicou sobre os novos trabalhos de remoção e troca de gramado danificado que foram realizados nesta semana nos estádios Mané Garrincha, de Brasília, e Nilton Santos, do Rio de Janeiro, sedes das quartas de final do certame continental mais antigo do mundo.

"O Mané Garrincha é um estádio com muita sombra, por isso ele se desgasta rapidamente. Soma-se a isso a quantidade de partidas intensas que foram disputadas durante a primeira rodada. Então, o que fizemos foi mudar o gramado nos setores danificados, como as grandes áreas, praticamente todo o lado norte e a área de gol em ambos os lados", disse ela.

 

Por sua vez, o engenheiro agrônomo Rodrigo Santos liderou o trabalho no Nilton Santos, onde o procedimento foi semelhante. "Encontramos um terreno de jogo 
com uma alta carga de partidas. Naturalmente, é muito difícil conseguir resultados perfeitos em pouco tempo, mas hoje certamente temos um gramado muito mais resistente e seguro para todos os jogadores",
afirmou

As reformas no gramado consistem em remover a grama velha desgastada pela carga de jogos e colocar grama nova especial para uso imediato na alta competição. São rolos especialmente preparados e conservados, que proporcionam melhor coloração, densidade e altura ao campo de jogo.

Estes trabalhos se somam aos que estão sendo realizados atualmente no Estádio Maracanã e são 100% financiados pela CONMEBOL, que busca elevar o padrão de qualidade do gramado, a fim de deixar um legado valioso para os clubes de futebol brasileiros.

 

Quem é Maristela Kuhn?

Agrônoma, com mestrado em Fitotecnia da UFRGS, com defesa de tese em gramado esportivo.

  • Cursos de especialização nos Estados Unidos e na Alemanha
  • Oferece assistência a vários times de futebol da série A, campos de polo, campos de golfe, campos de rúgbi, campos de tênis e outros esportes com gramado.
  • Engenheira Agrônoma da CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL.
  • Coordenadora do GRAMADO ESPORTIVO do COMITÊ ORGANIZADOR DA COPA MUNDIAL DA FIFA - BRASIL 2014, DE 2010 A 2014, sendo responsável pela localização de todos os gramados dos estádios e centros de treinamento.
  • Coordenadora do projeto GRAMADOS ESPORTIVOS para o COMITÊ RIO 2016, de 2014 a 2016, coordenando todos os esportes com gramado dos JOGOS OLÍMPICOS RIO 2016.
  • Coordenadora do GRAMADO ESPORTIVO dos torneios da CONMEBOL - Finais Únicas da CONMEBOL Libertadores e Sudamericana.

 

 

 

CONMEBOL.com