Cree en grande.
CONMEBOL

Pontos vitais dos jogos da última jornada de 2020

Pontos vitais dos jogos da última jornada de 2020

Nesta terça-feira vestiremos novamente a camisa das nossas seleções. A última jornada do ano das Eliminatórias Sul-Americanas de 2020 será disputada nesta terça-feira, 17 de novembro e os enfrentamentos são os seguintes:

-Equador x Colômbia-

Lugar: Quito

Hora: 16:00 hora local

Árbitro: Jesús Valenzuela (Ven)

Estatísticas:

  • Colômbia ganhou sete dos seus últimos oito duelos contra Equador (1D), incluindo três triunfos nos seus três duelos mais recentes por Eliminatórias.
  • Equador ganhou seus últimos dois jogos de Eliminatórias, coisa que não conseguia desde o começo das Eliminatórias para Rússia 2018, quando obteve quatro triunfos nos seus primeiros quatro jogos.
  • Colômbia, que vem de perder do Uruguai 3-0, não perde dois jogos seguidos em Eliminatórias desde 2009 (x Uruguai e Chile).
  • Moisés Caicedo, do Equador, é o único jogador Sub-20 que foi titular nas Eliminatórias CONMEBOL rumo ao Qatar 2022 (disputou os três jogos).
  • James Rodríguez ainda não conseguiu marcar nem assistir nas Eliminatórias para Qatar 2022 (254 minutos jogados); nas Eliminatórias rumo à Rússia 2018, foi o jogador colombiano com maior participação em gols (10), anotando ou assistindo um gol cada 117 minutos jogados (6 gols e 4 assistências em 1.165 minutos).

-Venezuela x Chile-

Lugar: Caracas

Hora: 17:00 hora local

Árbitro: Patricio Loustau (Arg)

Estatísticas:

  • Chile perdeu só um dos seus 14 enfrentamentos contra Venezuela pelas Eliminatórias (0-2 em 2001), somando 11 triunfos e dois empates – 'La Roja' ganhou os quatro mais recentes.
  • Venezuela começou as Eliminatórias para Qatar 2022 com três derrotas e sem gols a favor; se não conseguir marcar contra o Chile, será a primeira vez na história das Eliminatórias CONMEBOL que uma equipe não marque nenhum gol nos seus primeiros quatro jogos.
  • Chile, que vem de derrotar o Peru 2-0, não consegue triunfos consecutivos em Eliminatórias desde seus primeiros dois jogos rumo à Rússia 2018 (2-0 x Brasil e 3-0 x Peru).
  • Darwin Machís é o jogador da Venezuela que participou diretamente em mais disparos (7) nas Eliminatórias para Qatar 2022, com quatro remates e três chances criadas; além disso, é o venezuelano com mais passes na área rival (10) e o segundo que recebeu mais faltas (9, só superado por Rómulo Otero: 10).
  • Chile fez só 10 substituições nas primeiras três jornadas; menos que qualquer outra seleção.

-Paraguai x Bolívia-

Lugar: Assunção

Hora: 20:00 hora local

Árbitro: Alexis Herrera (Ven)

Estadísticas:

  • Paraguai venceu a Bolívia nas nove vezes que a enfrentou como local nas Eliminatórias, com um resultado global de 27-4.
  • Paraguai não perdeu nenhum dos seus primeiros três jogos nas Eliminatórias para Qatar 2022 (1V 2E); só na África do Sul 2010 começou com uma racha invicta maior (4V 1E nos seus primeiros cinco jogos).
  • Bolívia perdeu seus primeiros três jogos das Eliminatórias, fato que só tinha ocorrido na classificação para o Mundial de 1974, quando perdeu os quatro jogos que disputou naquela edição das Eliminatórias.
  • Ángel Romero é o goleador do Paraguai nestas Eliminatórias (3); em só 200 minutos disputados, anotou só um gol menos que o máximo goleador paraguaio nas Eliminatórias para Rússia 2018 (4, Darío Lezcano, 9 PJ).
  • Bolívia é a seleção que fez mais modificações (14) na sua formação titular nestas Eliminatórias: mudou seis titulares entre a primeira e a segunda jornada, e oito titulares entre a segunda e terceira jornada.

 

-Uruguai x Brasil-

Lugar: Montevidéu

Hora: 20:00 hora local

Árbitro: Roberto Tobar (Chi)

Estatísticas:

  • Brasil não perdeu nenhum dos seus últimos 10 enfrentamentos contra Uruguai (5V 5E), e nenhum dos últimos seis pelas Eliminatórias (3V 3E); a última vitória da Celeste contra a Canarinha foi em 2001, jogando como local pelas Eliminatórias (1-0).
  • Desde o começo de 2010 até hoje, Uruguai disputou 31 jogos como local, onde somente perdeu um (7E 23V), porém a derrota foi precisamente contra o Brasil, nas Eliminatórias para Rússia 2018 (4-1).
  • Brasil não perdeu nenhum dos seus últimos 17 jogos como visita (12V 5E), incluída uma racha de nove jogos sem cair fora de casa pelas Eliminatórias (5V 4E); sua última derrota foi em 2015, contra o Chile, durante as Eliminatórias para Rússia 2018.
  • Em só três jornadas, Uruguai já teve mais pênaltis a favor (4) que qualquer outra seleção sul-americana em todas as Eliminatórias para Rússia 2018 (18 PJ).
  • Brasil lidera as Eliminatórias com pontuação perfeita, e tem a maior diferença de gols (+8) e praticamente o duplo de passes na área rival (99) que qualquer outra seleção (Equador e Colômbia compartilham o 2º lugar, com 54).

-Peru x Argentina-

Lugar: Lima

Hora: 19:30 hora local

Árbitro: Wilmar Roldán (Col)

Estatísticas:

  • Argentina não perdeu nenhum dos seus últimos 15 enfrentamentos com o Peru pelas Eliminatórias (9V 6E); os dois mais recentes terminaram em empate – a última vitória da Blanquirroja contra Albiceleste em Eliminatórias foi em 1985 (1-0).
  • Peru perdeu seus últimos dois jogos de Eliminatórias; nos seus 23 encontros disputados nesta competição com Ricardo Gareca como DT, nunca sofreu três derrotas seguidas (8V 7E 8D).
  • Argentina ganhou seus últimos dois jogos como visita pelas Eliminatórias (3-1 x Equador rumo à Rússia 2018, 2-1 x Bolívia rumo ao Qatar 2022); não tem uma racha maior desde 1997-2000 (4V consecutivas fora de casa).
  • Caso jogar contra a Argentina, Yoshimar Yotún superará Nolberto Solano como o 7º peruano com mais jogos com a seleção (estão igualados em 95) e ficará a só um de Jefferson Farfán (97).
  • Caso jogar contra Peru, Lionel Messi chegará a 142 jogos com a Seleção Argentina, igualando Cafu -o jogador com mais partidas na história da Seleção Brasileira- no 5º lugar entre os jogadores sul-americanos com mais jogos com seleções.

 

 

CONMEBOL.com/OPTA