NOTICIA DESTACADA

CONMEBOL capacita árbitros em prol do fortalecimento da justiça esportiva em campo de jogo
CONMEBOL capacita árbitros em prol do fortalecimento da justiça esportiva em campo de jogo
Lançamento da revista científica 2021 da CONMEBOL Médica e Unidade Antidoping
Lançamento da revista científica 2021 da CONMEBOL Médica e Unidade Antidoping
Fixture da CONMEBOL Copa América Futsal 2022
Fixture da CONMEBOL Copa América Futsal 2022

Presença de tubarões faz poucos banhistas entrarem nas praias de Recife

000_mvd6541607

O calor intenso calor e a umidade reinante de Recife, as belíssimas praias à beira do Oceano Atlântico que tem esta cidade tropical, sede da Copa FIFA Confederações fazem o convite a tomar um banho de mar, mas quase não se vê gente entrando na água. A causa: presença de tubarões muito perto da costa.

O calor intenso calor e a umidade reinante de Recife, as belíssimas praias à beira do Oceano Atlântico que tem esta cidade tropical, sede da Copa FIFA Confederações fazem o convite a tomar um banho de mar, mas quase não se vê gente entrando na água. A causa: presença de tubarões muito perto da costa.

Ao percorrer as belíssimas praias de Boa Viagem, de vários quilômetros de extensão, na zona residencial desta cidade, capital do estado de Pernambuco (nordeste), cartazes em português e inglês advertem sobre o risco da presença de tubarões, indicou a AFP.

“Alerta, risco de ser atacado por tubarões”, indicam os cartazes que estão a cada cem metros da entrada da praia e que podem ser visto da calçada.

“Não entrar quando há maré alta”, “não entrar na água se tiver uma ferida que sangre”, “não entrar sozinho”, “não se distancie da beira do mar se decidir entrar na água”, são algumas das instruções com as que se adverte aos banhistas que mesmo assim se animam a desafiar o perigo de topar-se com um esqualo.

“É real, não é mito, a presença de tubarões muito perto da costa de Recife, e o último ataque mortal a um homem ocorreu há mais ou menos um mês na zona sul de Boa Viagem”, disse à AFP, Edenilson, salva-vidas desta praia.

Charles Barbosa, como outros, teve melhor sorte, mas perdeu suas mãos quando foi mordido em 1999 por um tubarão quando surfava em Recife.

“Consegui nadar um tempo sem mãos e com uma ferida na perna. Houve um momento em que não aguentava mais porque tinha perdido muito sangue. Comecei a afundar quando finalmente me socorreram”, relatou Barbosa à AFP no ano passado.

Em Recife, mais de 90% das agressões de tubarões se concentram em 20 km de praia dos 187 que Pernambuco tem. A faixa de risco está situada a poucos metros da costa, justo frente à zona hoteleira da cidade, que também será uma das sedes da Copa do Mundo-2014.

Até 2004, quando foi iniciada uma campanha do Comitê Estatal de Monitoreio de Incidentes com Tubarões (Cemit), para prevenir os encontros entre os esqualos e os humanos, aconteciam uma média de 3,5 casos por ano, uma cifra que se reduziu a uma média de 1,3 ataques anuais nos últimos seis anos até 2012.

“A causa da presença dos tubarões tão perto da costa -explicou Edenilson- é que há um canal natural (debaixo das águas) que banha os milhares de quilômetros da costa do Brasil do sul ao norte e que, em Recife, está a 150 ou 200 metros da costa”.

Segundo o salva-vidas, acompanhado por mais dois salva-vidas e vestido como o ator americano David Hasselhoff quando atuava na série “Baywatch”, “os tubarões aproveitam a corrente que corre pelo canal para fazer menos esforço para transferir-se de um lugar a outro”.

Ante a consulta de se foram vistos os temidos tubarões brancos, os mais famosos na família dos esqualos, diz que “felizmente não”.

“Aqui temos três tipos de tubarões, o tigre, o cabeça-chata e o galha-preta”, acrescentou Edenilson, que de todas as formas convida a desfrutar das águas cálidas de Boa Viagem, porque “se você não entrar no mar “não deverá ter problemas com os tubarões”.

E com todas essas advertências, alguns turistas preferem tomar um pouco de sol e refrescar nas duchas que há em vários setores da praia.

Por Mauricio ARBILLA/ AFP

Edição: conmebol.com

 

Ultimas Noticias