Cree en grande.
CONMEBOL

Superclássico sul-americano define campeão da Copa América

Superclássico sul-americano define campeão da Copa América

Com seus maiores craques em campo, Argentina e Brasil duelarão neste sábado no lendário Maracanã do Rio de Janeiro, para disputar a eletrizante final da CONMEBOL Copa América-2021.

Uma final sonhada onde Lionel Messi e Neymar Junior, dois dos melhores jogadores do planeta, disputarão a apreciada CONMEBOL Copa América, a partir das 21h00, horário local –00:00 GMT, com a arbitragem do uruguaio Esteban Ostojich.

Velhos conhecidos e amigos, os ídolos defenderão com honra e valor suas respectivas camisas que não conheceram a derrota neste torneio. Ambas as seleções foram as melhores no certame inteiro, disputado no Brasil.

Nas quartas de final, a Alviceleste goleou o Equador por 3-0 nas semifinais, venceu a Colômbia nos pênaltis. Chega em um momento de explosão do seu capitão e estrela, Lionel Messi, somando destaques como Lautaro Martínez, Rodrigo de Paul e a surpresa, o goleiro Emiliano ‘Dibu’ Martinez.

Por outro lado, Brasil é puro sorriso, com Neymar motivado por encontrar seu melhor jogo do lado de Lucas Paquetá, seu novo par e companheiro no drible. Precisamente ambos se encarregaram de levar a Verde-Amarela à final.

Paquetá foi o artilheiro nas séries das quartas e semis, onde Brasil venceu pela mínima unidade o Chile e o Peru, respectivamente. Porém isso não é tudo, o 10 do Brasil demonstrou sua magia e foi uma das grandes estrelas em ambos os jogos.

Nos bancos também haverá um jogo muito especial. Ambos os técnicos, Scaloni e Tite, têm um invicto que desejam manter e será, nada mais nada menos, que contra um clássico rival.

A última derrota da Argentina foi no último confronto entre estas duas seleções nesta competição. Por outro lado, a última derrota brasileira foi em um amistoso disputado com a Alviceleste.

Vários são os condimentos para esta seja uma final inesquecível e uma das melhores da CONMEBOL Copa América, o torneio de seleções mais antigo do mundo.

-Dados-

Estádio: Maracanã (Rio de Janeiro)

Hora: 21:00 horário local (00:00 GMT do sábado)

Árbitro: Esteban Ostojich (URU)

-Antecedentes-

  • Brasil e Argentina duelarão na Copa América pela 34ª vez. Brasil venceu 10 jogos, Argentina ganhou 15 e empataram 8. Será o oitavo duelo em terreno brasileiro, onde a Verde-Amarela está invicta contra seu rival desta final (6V 1E).
  • Será a quarta final entre Brasil e Argentina na CONMEBOL Copa América: Argentina ergueu o título uma vez (1937) Brasil, em outras duas partidas definitivas (2004 e 2007). Nunca disputaram uma final no Brasil.
  • Argentina perdeu as últimas 6 finais que disputou em torneio de adultos (Copa América 2004, 2007, 2015, 2016; Copa das Confederações 2005 e Mundial 2014). Brasil, em troca, ganhou as últimas 6 que disputou (Copa América 2004, 2007, 2019, e Copa das Confederações 2005, 2009 e 2013). Três dessas finais foram entre Brasil e Argentina: Copa América 2004, 2007 e Copa das Confederações 2005.
  • Brasil está invicto por 6 jogos contra a Argentina na CONMEBOL Copa América (3V 3E): sua última derrota foi na edição de 1991, por 3-2. A racha do Brasil sem derrotas contra a Argentina em Eliminatórias, Copa América e Copa das Confederações (todos os jogos oficiais) é de 7 encontros (5V 2E).
  • Argentina venceu apenas uma das suas últimas 19 visitas ao Brasil em jogos oficiais (4E 14D): foi por 1-0 em um amistoso disputado no Maracanã em 1998.
  • Brasil e Argentina duelarão pela 13ª vez no Estádio do Maracanã: Brasil venceu 7 encontros, Argentina 3 e empataram 3 vezes. O último confronto foi em 1998, e foi a última vitória da Alviceleste: 1-0 em um amistoso. Será a quarta partida nesse estádio na CONMEBOL Copa América: a Verde-Amarela venceu duas (1979 e 1989) e empataram a última (1983).
  • Brasil tem uma racha invicta de 26 jogos na CONMEBOL Copa América em casa (17V 9E). Só perdeu 2 dos 46 jogos (31V 13E) que disputou como local na competição: x Paraguai (1-2, em 1949) e x Peru (1-3, em 1975).
  • Argentina só perdeu 1 dos seus últimos 6 encontros que disputou contra anfitriões da CONMEBOL Copa América (3V 2E): foi na última edição de 2019, quando perdeu do Brasil por 2-0.
  • Lionel Scaloni e Tite duelarão pela quarta vez: todos os jogos foram Brasil x Argentina. O técnico brasileiro venceu 2 (1-0 em 2018 e 2-0 em 2019) e o DT da equipe argentina 1 (1-0, em novembro de 2019). Essa vitória da Argentina foi a última derrota do Tite como treinador do Brasil.
  • Lionel Messi e Neymar duelaram em 5 oportunidades: o argentino ganhou 3 e o brasileiro 2, e nunca empataram. Quatro desses encontros foram Argentina x Brasil, onde repartiram dois triunfos cada um. A partida que inclina a balança foi Barcelona x Santos, correspondente à final do Mundial de Clubes de 2011 (4-0).

 

 

 

 

CONMEBOL.com/OPTA