Cree en grande.
CONMEBOL

A Tri imparável goleia em casa

A Tri imparável goleia em casa

Um imponente Equador goleou uma opaca Colômbia por 6-1, nesta terça-feira, em Quito, em duelo pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para o Mundial do Catar-2022.

A La Tri estava imparável no estádio Rodrigo Paz Delgado e bateu sem piedade no gol defendido por Camilo Vargas. Robert Arboleda abriu o placar aos sete do primeiro tempo e apenas dois minutos depois, Ángel Mena ampliou a vantagem para os donos da casa. Michael Estrada fez 3 a 0 aos 32 minutos, para acomodar o time tricolor em campo e Xavier Arreaga transformou em goleada aos 39', ampliando para 4 a 0. Mas o Equador, faminto, ainda tinha surpresas guardadas para seu rival, que diminuiu com James Rodríguez, em cobrança de pênalti aos 46. A Colômbia, que vinha derrota por 3 a 0 pelo Uruguai, rodada anterior, se via novamente bem atrás no placar e ainda havia 45 minutos por jogar.

Após retornar do intervalo, o Equador continuou insistindo e pressionando o gol colombiano. Gonzalo Plata fez o quinto aos 78', um verdadeiro golaço, o mais bonito da partida, mas acabou senod expulso na comemoração, por tirar a camisa. Levou o cartão amarelo e como já tinha outro, teve que sair. Pervis Estupiñán fechou a conta já nos acréscimos, soltando assim a corda da guilhotina para cortar a cabeça do time cafeteiro.

-Números do jogo-

  • O Equador marcou seis gols na Colômbia pela primeira vez na história; também foi sua maior goleada sobre os rivais em todas as competições (6-1).
  • A Colômbia não sofria seis gols desde 1977, quando perdeu do por Brasil 6 a 0, nas Eliminatórias.
  • O Equador anotou seis gols pela primeira vez em Eliminatórias na sua história; havia marcado cinco em quatro ocasiões.
  • A Colômbia chegou a duas derrotas seguidas (Uruguai e Equador) em Eliminatórias pela primeira vez desde outubro de 2009, quando perdeu para o Uruguai e para o Chile.
  • Três jogadores do Equador participaram em mais de dois gols sobre a Colômbia: Ángel Mena (2 assistências, 1 gol), Xavier Arreaga (1 gol, 1 assistência) e Robert Arboleda (1 gol, 1 assistência).

 

 

 

AFP/OPTA